Prefeito engana Vereadores e usa má fé no legislativo progressense

image_pdfimage_print

Prefeito engana Vereadores e usa má fé no legislativo progressense.

Após ser convocado por duas vezes, o prefeito Osvaldo Romanholi(PR), compareceu ao legislativo para substituir a convocação da atual secretaria de saúde , ausente, com alegação de estar em um evento programático na cidade de Santarém, distante 780 quilômetros de Novo Progresso.

eloido1
Vereador Líder do Prefeito flagrado no cochilo durante sessão legislativa (Foto- Juliano Simionato)

Em um longo pronunciamento sem argumento, vazio e tentando de uma forma e outra explicar os investimentos e lamentando o caos que vive a saúde pública do município , Romanholi foi interceptado por várias outras perguntas referente sua administração diante a prefeitura de Novo Progresso pelos vereadores.

A falta de conhecimento por parte de alguns vereadores, faz com que o prefeito invente história, e os engana sem ser questionado.

Acreditamos , que os edis que são eleitos para fiscalizar o dinheiro público, não conhecem, ou ignoram,  o “Portal da Transparência”, portal este disponível na Internet onde deixa público tudo o que o município recebe do governo federal, o prefeito fala  sem ser questionado por valores recebidos e explica da forma que lhe convém, usa da má fé e convence os vereadores que os deixam sem questionamento. O Pior, todos os recursos liberados para o município são enviados pelos órgãos responsáveis, através de correspondência para os vereadores tomarem ciência e fiscalizar. Não podem dizer, não sabia!

Veja um Caso:

Na primeira indagação por parte de um vereador, já foi desmentido à secretaria de educação, mais adiante foi perguntado sobre o Município de Novo Progresso estar inadimplente junto ao (Cauque-Seresa público), e por qual motivo o município está impedido de realizar convênio junto à esfera federal.

Resposta do Prefeito:

Olha vereadores e população que está me ouvindo neste momento, vai me compreender, por várias vezes a antiga administração tem me prejudicado e muito, a falta de prestação de contas em uma obra na Casai (Sasa dos Índios), pela ex-prefeita Madalena Hoffman (PSDB), ESTÁ IMPEDINDO O MUNICÍPIO DE REALIZAR VÁRIOS CONVÊNIOS POR EXEMPLO: EXISTE UM CONVÊNIO LIBERADO NA CAIXA ECONÔMICA NO MONTANTE DE 5 MILHÕES QUE PODERIAM SER APLICADOS EM OBRAS NO MUNICÍPIO, MAS INFELIZMENTE DEVIDO A NÃO PRESTAÇÃO DE CONTAS NESTA OBRA (Casa dos Índios), EXISTE O IMPEDIMENTO E O RECURSO ESTÁ DISPONÍVEL MAS NÃO CONSEGUIMOS RETIRAR, LAMENTOU.

Vereador Luizão (PMDB) flagrado tirando um cochilo durante sessão legislativa. (foto Juliano Simionato)
Vereador Luizão (PMDB) flagrado tirando um cochilo durante sessão legislativa. (foto Juliano Simionato)

Informou o prefeito que uma nota de +- R$ 300 mil reais estava negada pelo Tribunal de Contas, que uma funcionária da prefeitura se deslocou a Belém por diversas vezes a fim de resolver sobre este assunto, mas que foi recusada a nota fiscal empenhada pela ex – gestão, é fria.

buy doxycycline online, doxycycline effectiveness for acne , do doxycycline is used to treat tooth infections serious side effect of doxycycline at fanda central

O Jornal Folha do Progresso procurou entender mais sobre este assunto, e entramos direto ao Portal da Transparência procurando informações.

volunteer buy prednisone spain how to by tamoxifen online wood lane is how to by tamoxifen online a county agency that provides direct or 

O assunto que o prefeito se referiu, foi sobre o Convênio SIAFI:  670792 realizado no final do ano de 2011 no valor de 862.845,62 (oitocentos e sessenta e dois mil, oitocentos e quarenta e cinco reais e sessenta e dois centavos), junto ao Ministério dos Transportes, para construção da casa de saúde indígena com 865,84 metros quadrados.

Esta obra foi iniciada no governo da ex-prefeita Madalena Hoffman (PSDB), e quando o atual prefeito assumiu em 2013 a GIAMEBIL já era a construtora responsável pela obra. Até então a importância de 657.043,44 (seiscentos e cinquenta e sete mil e quarenta e três reais) já haviam sido aplicados na obra dai adiante foi a nova gestão que assumiu, para isto o prefeito continuou com a mesma (GIAMEBIL) empresa para concluir a obra dentro de sua  gestão.

Em março de 2013 dentro da gestão Osvaldo Romanholi (PR), o Ministério dos Transportes liberou a importância de R$: 357.043,44 generic prednisone cost prednisone online overnight generic prednisone side effects prednisone and generic buy prednisone for cats generic prednisone pill (Trezentos e cinquenta e sete mil , quarenta e três reais e quarenta e quatro centavos), valor esse que se referiu o prefeito na prestação de contas da nota fria.

Retirada do Portal da Transparência
Retirada do Portal da Transparência

O fato passou batido no Legislativo por falta de conhecimento do vereador que indagou o prefeito, e como sempre o alcaide jogou a culpa outra vez na ex-prefeita.

atarax : – manifestations mineures de l’anxiete. – premedication a l’anesthesie generale. -… order atarax

Nossa reportagem visitou a obra da casa do índio e nos deparamos com mais outra supresa, a “GIAMEBIL”, empresa contratada e que supostamente deva ter emitido a nota fria já na gestão do prefeito Romanholi (PR), é a mesma que recentemente ganhou licitação para construir uma escola no município no valor de mais de 1 milhão de reais, e que está colocando os meio-fio e Blockret nas ruas de Novo Progresso com recurso do governo Estadual e fabricando os blockrets na propriedade do Prefeito, pergunta está que não foi feita pelos vereadores, ao alcaide no legislativo.

Jogar a culpa nos outros é fácil, mas difícil é ser honesto com a coisa pública e deixar os atos transparentes para população realmente ver para onde esta saindo o dinheiro do município.

OUTRO LADO

Procuramos a ex-prefeita Madalena Hoffman, que relatou o fato. Segundo informou para nossa reportagem, Madalena , prestou contas no montante de R$ 657.043,44 (seiscentos e cinquenta e sete mil, quarenta e três reais e quarenta e quatro centavos), do que dependia da sua gestão , valor este recebido  referente esta obra da casa dos índios, que foi investido no governo dela, tenho provas disto , afirmou Madalena.

Ao ser perguntado sobre uma suposta nota fria , com acusação do prefeito Osvaldo Romanholi(PR), que teria sido empenhada em seu governo, Madalena afirmou não ter conhecimento deste assunto e comentou que no Governo dela não foi, “deve ser coisa da atual gestão”, prestei contas das duas parcelas que recebi na minha gestão e se entrou a terceira parcela para o prefeito, foi porque minhas contas foram aprovadas, finalizou Madalena.

Procuramos contato com a empresa GIAMIBIL

Conforme consta nas documentações de licitação a empresa tem sede em Belém, na Avenida Marques de Herval Nº   260, sala 104,     no bairro da Pedreira, por telefone no primeiro contato conversamos com atendente que se apresentou como Rodolfo, o mesmo não poderia comentar sobre este assunto , pediu o telefone para o proprietário retornar ligação, mas não recebemos retorno. Novamente ligamos no telefone 09132361109 outra pessoa atendeu com o nome de Cinthia, e outra vez  falou que o proprietário não se encontrava, para ligar mais tarde, ao retornarmos a ligação o telefone estava no sinal de fax e até o fechamento desta edição ninguém entrou em contado para comentar sobre este assunto.

A verdade é que em cada gestão o Prefeito é responsável pela administração dos recursos, neste caso o Prefeito faltou com a verdade ele recebeu esta importância dentro de sua gestão; então se algo esta errado a inadimplência é por culpa de sua gestão. Os vereadores não questionam, porquê?

buy generic advair diskus online purchase advair diskus order fluticasone

Se com menos de dois anos o chefe do município de Novo Progresso, já está sendo ovacionado dessa maneira, pelos vereadores, pasmem o que não irá acontecer até o final do seu mandato.

 “Você pode enganar algumas pessoas todo o tempo. Você pode também enganar todas as pessoas algum tempo. Mas você não pode enganar todas as pessoas todo o tempo”.

Abrahan Lincoln – Presidente americano assassinado

Fonte: Redação Jornal Folha do Progresso

Casa do Índio- Placa indica valor da obra, fonte do recurso e empresa executa a referida.
Casa do Índio- Placa indica valor da obra, fonte do recurso e empresa executa a referida.

Publicado por Folha do Progresso fone para contato Cel. TIM: 93-981171217 / (093) 984046835 (Claro) Fixo: 9335281839 *e-mail para contato: folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: