Pró-Saúde usa criatividade para manter ação voluntária nos hospitais

image_pdfimage_print

Projeto “Octos” do Hospital Materno-Infantil de Barcarena. Foto: Ascom Pró-Saúde

Parte dos projetos passaram a acontecer pela internet; em outras ações, instituição filantrópica estimula voluntário a atuar remotamente; estratégia deu certo: engajou voluntários e manteve conforto aos pacientes.

Uma das maiores entidades filantrópicas de gestão hospitalar do país, a Pró-Saúde está utilizando estratégias à distância e até o ambiente virtual para manter em atividade seu Programa de Voluntariado.

Atualmente, cerca de 350 voluntários exercem atividades em hospitais gerenciadas pela instituição, presente em todas as regiões do Brasil. Eles atuam como contadores de histórias, oferecem apoio na realização de eventos, cursos e oficinas, promovem interações musicais e assistência religiosa, entre outras atividades.

Um exemplo desta adaptação é a continuidade do projeto “Octos”, do Hospital Materno-Infantil de Barcarena, no interior do Pará. A ação consiste na confecção de polvos de crochê, utilizados pelos bebês da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, como complemento terapêutico ao tratamento.

Originalmente, a confecção dos itens acontecia em oficina presencial, junto com as mães dos bebês. Com a pandemia, os voluntários passaram a produzir as peças em casa, enviando-as para o hospital depois de prontas. Em outro projeto, doulas voluntárias gravam e enviam vídeos às gestantes atendidas, mantendo o vínculo e a assistência, mesmo durante o isolamento social.

No Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém, os voluntários da unidade organizaram, pela internet, caravanas para doação de sangue, a fim de seguir auxiliando no tratamento das crianças da unidade, que integram o grupo de risco da Covid-19.

hbm
Caravana do Oncológico Infantil para doação de sangue. Foto: Ascom Pró-Saúde

Em Marabá, voluntários do Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP) confeccionaram máscaras para os pacientes no momento da alta. “Ajudar o próximo me traz uma enorme felicidade e alegria”, conta Luiz Hamilton Santana dos Santos, músico voluntário do HRSP há cerca de um ano. “Me permite levar um pouco de esperança e alegria para o enfermo, contribuindo para sua reabilitação”, acrescenta.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 6,9 milhões de brasileiros realizaram trabalho voluntário no ano passado.

Nesta sexta-feira (28) é celebrado o Dia Nacional do Voluntariado. A data, instituída pela Lei 7.352 em 1985, busca reconhecer e destacar o trabalho das pessoas que doam tempo e talento, de maneira voluntária, para causas de interesse social e para o bem da comunidade.

“O voluntariado é um importante instrumento de cidadania e, para a Pró-Saúde, foi essencial garantir a continuidade dessa atividade dentro das nossas unidades de saúde. Fizemos adequações e, mesmo com a pandemia, muitos projetos seguem ativos”,  ressalta Regina Victorino, gerente de Filantropia da Pró-Saúde.

Atendimento religioso

Na Pastoral da Saúde, coletivo composto por um grupo de voluntários religiosos que vão aos hospitais oferecer conforto espiritual aos doentes internados, as ações também foram adaptadas à nova realidade imposta pela pandemia.

No Hospital Regional do Baixo Amazonas, em Santarém (PA), os voluntários religiosos entram na programação ao vivo da rádio da unidade, com mensagens de apoio e incentivo a colaboradores e pacientes.

Para promover momentos de fé e reflexão, os hospitais Bom Pastor, em Guajará-Mirim (RO), e Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória (ES), transmitem aos colaboradores e pacientes, vídeos e mensagens escritas pelos voluntários por meio dos televisores das unidades.

A Pró-Saúde também a disponibiliza, diariamente, missas online em seu canal no Youtube, que podem ser acessadas por qualquer pessoa.  “É essencial trilharmos caminhos rumo a solidariedade e amor ao próximo. Neste momento tão difícil, a fé e a força da palavra de Deus exercem grande poder para a recuperação de pacientes”, ressalta Dom Antonio Carlos Altieri, coordenador da Pastoral da Pró-Saúde.

Todas as informações sobre o Programa de Voluntariado da entidade e o formulário de inscrição, estão disponíveis no

site: https://www.prosaude.org.br/filantropia/programa-de-voluntariado/.

FONTE:Ascom/HMIB

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: