Regulamentação vai facilitar comercialização de farinha de Piracuí em todo o Pará

image_pdfimage_print

Pequenos produtores podem ser regularizados dentro das normas sanitárias previstas em lei
(Foto: Divulgação/Arquivo) – Uma regulamentação da atividade de produtação da farinha de Piracuí, típica da região oeste paraense, vai permitir que pequenos produtores possam comercializar o produto em todo o Pará. A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) regulamentou a atividade por meio da portaria nº 3.250. Com a publicação do documento, os empreendedores podem ser regularizados dentro das normas sanitárias exigidas em lei e poderão comercializar o alimento.

O estudo para regulamentação da atividade foi realizado este ano em conjunto com a Universidade Federal do Pará (UFPA). “A portaria normatiza a produção do Piracuí, gerando um padrão de produção e garantindo mais segurança aos produtores. A ideia é que a partir de agora todos os produtores de farinha de Piracuí, saiam da ilegalidade e comecem a integrar a economia formal da região. Para isso, a Adepará vai orientá-los, incentivando a certificação dessas atividades”, explica Luiz Pinto, diretor geral da Adepará.

“Não se pode falar em desenvolvimento sem falar em formalização de atividades econômicas. A partir do momento que tiramos esses produtores da informalidade e legalizamos os processos de produção, todos saem ganhando”, completa Luiz.

Produtora de Piracuí, no município de Prainha, Patrícia Hage diz que a regulamentação vai agregar valor à produção dos trabalhadores da região. “Eu procurei a Adepará para a certificação dessa produção e fui atendida. Essa regulamentação vai gerar renda para muitos ribeirinhos e pequenos produtores, pois a região tem uma larga produção de Piracuí, inclusive para subsistência dessas famílias”, destaca. Ainda segundo Patrícia, o selo vai garantir a qualidade do produto e expandir a comercialização para o restante do Estado.

Por: Portal ORM 21 de Setembro de 2018 às 19:44

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: