Sacerdote é acusado de decapitar homem como ‘sacrifício pelo fim da pandemia’

image_pdfimage_print

Segundo a polícia, suspeito estava sob efeito de álcool e maconha quando cometeu o crime (Foto:Reprodução)

Um sacerdote hindu foi preso acusado de decapitar um homem e oferecê-lo como “sacrifício pelo fim da pandemia do coronavírus”. O crime ocorreu na semana passada no templo de Brahmani Devi, em Cuttack (estado de Odisha, Índia).

Segundo a polícia, Sansari Ojha, 72, estava sob efeito de álcool e maconha quando decapitou Saroj Kumar Pradhan, 52, para agradar a uma deusa hindu. Pouco antes do crime, os dois tiveram uma acalorada discussão sobre comida, o que pode ter contribuído para o desfecho violento.

O detetive Ashish Kumar Singh comentou que, pela versão do sacerdote, a deusa lhe apareceu num sonho solicitando que ele sacrificasse uma vida humana para que o mundo pudesse se livrar do coronavírus. A polícia não acredita que a motivação tenha sido religiosa.

A Índia já registrou 167,4 mil casos de Covid-19, com quase 5 mil mortes.

Com informações do site Gulf News

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: