São Paulo joga mal, perde do Vasco no Rio e segue fora do G4

image_pdfimage_print

O São Paulo desperdiçou a chance de voltar ao G4 do Campeonato Brasileiro durante a noite desta quinta-feira. Jogando em São Januário, o time tricolor sentiu a ausência de Diego Souza e se mostrou praticamente inofensivo diante de um Vasco mais ligado, que venceu por 2 a 0 e ganhou fôlego na briga contra a degola.

A equipe dirigida por André Jardine, que poderia assumir o quarto lugar em função da derrota do Grêmio na rodada, permanece na quinta colocação, com os mesmos 62 pontos do time gaúcho, mas com uma vitória a menos. Já o Cruz-Maltino assume a 14ª posição, com 42 pontos, cinco a mais que o América-MG, primeiro clube dentro da zona de rebaixamento.

Pela 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo tentará se reabilitar diante do Sport, na próxima segunda-feira, às 20 horas (de Brasília), no Morumbi. Um dia antes, às 17 horas, o Vasco buscará adiar o título do Palmeiras e finalmente se livrar do risco de descenso.

Em uma falha infantil na saída de bola do São Paulo, o Vasco abriu o placar aos 17 minutos do primeiro tempo. Após passe errado de Jucilei para Hudson, Andrey aproveitou e bateu colocado na entrada da área. O chute não saiu forte, mas a bola quicou, e Jean não conseguiu alcançar para evitar o primeiro dos cariocas.

O Tricolor, então, se lançou ao ataque após o gol sofrido, mas não conseguia se infiltrar nas linhas defensivas do rival. O Vasco, mais ligado na partida, passou a apostar nos contra-ataques e levou perigo em alguns deles, porém não acertava o último passe.

Nos minutos finais da primeira etapa, os paulistas se mostraram nervosos em campo. Hudson, Rodrigo Caio e Bruno Peres, por exemplo, foram advertidos com cartão amarelo por faltas duras. Apelando para os cruzamentos, o São Paulo não conseguiu levar a bola até Tréllez, e Fernando Miguel praticamente não foi ameaçado antes do intervalo.

Aos três minutos do segundo tempo, o Tricolor teve sua melhor chance de gol até então na partida. Após cobrança de escanteio pela direita, Reinaldo pegou o rebote na entrada da área e bateu forte de esquerda. Fernando Miguel ficou parado e só olhou a bola tirar tinta da trave.

Com o Vasco recuado em seu campo de defesa, André Jardine colocou Shaylon no lugar de Hudson para deixar o São Paulo mais ofensivo. Pouco efetivo com a bola rolando, o Tricolor quase chegou ao empate com ela parada. Aos 23, Nenê cobrou falta com veneno e balançou a rede, mas pelo lado de fora.

Vendo seu time recuar demasiadamente, a torcida vascaína gritou em uníssono para a equipe “jogar”, o que não foi obedecido naquela altura. Aos 43 minutos, os cariocas por pouco não foram castigados. Após cobrança de falta pela esquerda, Rodrigo Caio subiu mais alto que todo mundo e testou firme, exigindo grande defesa de Fernando Miguel.

Nos acréscimos, porém, o Vasco ainda ampliaria. Aos 49 minutos, após cochilo de Shaylon no meio-campo, Yago Pikachu tabelou com Maxi López, invadiu a área e tocou na saída de Jean, enfim garantindo a vitória do time cruz-maltino, que conquistou o almejado alívio na luta contra o rebaixamento.

 

Fonte:Gazeta Esportiva (foto: Rubens Chiri/SPFC)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP – JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou adeciopiran_12345@hotmail.com

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: