SERVIDORES DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO PARÁ ENTRAM EM ESTADO DE GREVE

image_pdfimage_print

(Foto:Reprodução)-Em Assembleia Geral realizada na terça (25) os servidores da justiça paraense deliberaram entrar em estado de greve. A decisão foi tomada após reunião da Comissão de Negociação com a direção do Tribunal, que se recusa a conceder os 4,94% das perdas salariais decorrentes do período inflacionário de maio 2018 a abril 2019, reivindicado pela categoria.

A proposta da direção do TJPA de 2% de recomposição das perdas salariais e 4,94% do auxílio-alimentação, que segundo o Thiago Lacerda, presidente do Sindicato, corresponde a um valor próximo de R$ 50,00 (cinquenta reais), deixou os servidores inconformados, uma vez que as perdas salarias historicamente já acumulam 7,28% da Data-base de 2016, quando o período inflacionário acumulou 9,28% e o Tribunal concedeu reajuste de apenas 2%, nos mesmos moldes que se propõe a executar neste momento.

Ao deliberar entrar em estado de greve, os servidores rejeitaram a proposta do reajuste do auxílio-alimentação, priorizando a reivindicação da recomposição salarial em 4,94%. Ainda segundo o presidente do SINDJU, a recomposição das perdas salariais é um direito constitucional dos trabalhadores, que o Tribunal que deveria dar o exemplo para as demais instituições, vem se negando a cumprir, contribuindo para a perda de poder aquisitivo dos servidores, em detrimento das demais categorias, a exemplo, dos magistrados, que obtiveram reajuste de 16,38% em 2018.

O SINDJU reunirá ainda esta semana o Comando de Greve eleito durante a Assembleia, para planejar as atividades grevistas da categoria, que vão desde paralisações pontuais, passando por mobilizações em frente aos diversos fóruns e comarcas, até a paralisação completa das atividades, naquilo que caracteriza o estado de greve da categoria.

Fonte: Sindju

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: