Sespa descarta suspeita de coronavírus em turista internada em hospital particular em Santarém

image_pdfimage_print

Ilustração feita pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA, mostra a morfologia do novo coronavírus, conhecido cientificamente como 2019-nCoV — Foto: Alissa Eckert, MS; Dan Higgins, MAM/CDC/Handout via Reuters

Paciente foi diagnosticada com pneumonia e deve receber alta nos próximos dias.

Não procede a informação que circulou em Santarém, no oeste do Pará, de que uma turista norte-americana internada no hospital da Unimed estaria com suspeita de coronavírus. Segundo o 9º Centro Regional de Saúde/Sespa, a paciente apresenta um quadro de pneumonia e está recebendo os cuidados necessários.

A turista chegou a Santarém no fim de semana abordo do transatlântico “Queen Vitória”. Ela tem 75 anos e estava debilitada quando deu entrada no hospital. Após a internação, a paciente passou por uma série de exames e antes de ser fechado o diagnóstico de pneumonia, os funcionários do hospital foram orientados a adotar protocolos de segurança, como uso de máscaras.

Ainda em Manaus, no Amazonas, quando a turista começou a apresentar problemas respiratórios, o navio foi vistoriado e passou por todo o protocolo de avaliação dos passageiros.

Os médicos que atenderam a idosa asseguram que o caso não tem nenhuma relação com o coronavírus.

A permanência da turista em Santarém foi necessária pelo fato de estar debilitada por causa do problema respiratório. Assim que a saúde dela for restabelecida, a turista que está acompanhada do esposa seguirá direto para os Estados Unidos.

A diretora do 9º CRS/Sespa, enfermeira Marcela Tolentino disse que o caso não tem critério para suspeitar de coronavirus. Mas, será colhido material sorológico da turista para exame no Lacen (Laboratório Central), em Belém.

A coordenadora de Epidemiologia, da Divisa, Edna Gadelha, esteve no Hospital da Unimed na manhã desta quarta-feira (05) para levantar informações sobre o quadro clínico da paciente e informou à TV Tapajós que ela precisou ficar na cidade em razão de dificuldade respiratória resultado de anos como fumante.

“A paciente não tem febre. Tem muita tosse porque é fumante há anos. Está descartado coronavírus e também síndrome gripal (H1N1, Influenza). Ela só ficou em Santarém para acompanhamento médico porque estava com dificuldade para respirar por causa da tosse e o navio precisava seguir viagem para Fortaleza. A paciente não teve contato com ninguém com suspeita de coronavírus”, esclareceu Edna Gadelha.

Leia Também:Turista Americana internada com suspeita de coronavírus em Santarém

Por Sílvia Vieira, G1 Santarém — PA

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

 

 

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: