Sindicato de escolas particulares de Belém critica suspensão de aulas presenciais e abertura de bares

image_pdfimage_print

Escola particular em Belém suspende aulas após criança testar positivo para Covid-19. — Foto: Igor Mota / O Liberal

Sinepe enviou um ofício à Prefeitura nesta quarta, 4, solicitando a volta das atividades o quanto antes e afirma que não foram tomadas medidas iguais para reabertura de outros setores da economia.

O Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Pará (Sinepe) enviou um ofício à Prefeitura de Belém solicitando a retomada das aulas presenciais na rede privada de educação. O documento foi enviado nesta quarta-feira (4) ao prefeito Zenaldo Coutinho e diz respeito ao decreto que voltou a suspender aulas presenciais na capital devido ao avanço da Covid-19 no município.

Segundo o sindicato, as escolas particulares têm condições sanitárias de manter aulas presenciais durante a pandemia. O G1 solicitou nota de posicionamento da prefeitura, mas ainda não havia obtido resposta até a última atualização desta matéria.

A decisão de suspender aulas presenciais em Belém foi publicada no Diário Oficial do Município da última sexta-feira (30). A determinação ocorreu 46 dias após a reabertura das escolas na rede pública e tem validade de 30 dias.

Apesar da suspensão das aulas, Zenaldo manteve a autorização de funcionamento de bares, restaurantes e casas de shows. A abertura de bares e a suspensão das aulas presenciais foi citada, inclusive, pelo Sinepe no ofício enviado à Prefeitura.

Segundo o sindicato há “falta de equidade e razoabilidade da decisão de suspender as aulas presenciais quando há permissão para que outros setores se mantenham em funcionamento sem os mesmos cuidados praticados pelas escolas”.

Ainda segundo o Sinepe, a autorização da prefeitura “expõe muito mais pessoas ao contágio do que a liberação das aulas presenciais”.

No ofício, o sindicato pede que seja autorizada a manutenção das atividades de forma proporcional, utilizando o escalonamento de alunos, para evitar aglomeração.

O Sinepe afirma que foram feitos grandes investimentos em aquisição de Equipamentos Individuais de Proteção (EPI), equipamentos de proteção coletiva e capacitação dos colaboradores para identificar casos suspeitos de Covid 19, dentro do ambiente escolar.

Aulas suspensas

aulas suspençaMais de 7 mil alunos da rede pública começam retomada de aulas presenciais, em Belém — Foto: Hugo Tomkiwitz/Comus

A decisão de suspender as aulas particulares na capital paraense havia sido anunciada nesta quinta-feira (29) pelo prefeito Zenaldo Coutinho (PSDB). Segundo ele, a decisão foi tomada por causa do aumento de casos suspeitos de coronavírus.

“Nosso objetivo principal é garantir proteção de forma uniforme a toda comunidade escolar”, afirmou Coutinho. A decisão representa um recuo, já que na terça-feira (27) a Secretaria de Educação havia informado que as aulas seriam mantidas, mesmo diante do avanço da doença.

Em Belém, as aulas na rede privada foram autorizadas em 1º de setembro pelo governo estadual. Na rede pública, a prefeitura iniciou as aulas presenciais no dia 14 de setembro, para mais de 7 mil alunos.

Segundo a Secretaria de Saúde do Pará (Sespa), o estado possui 254.384 casos confirmados e 6.767 óbitos causados pela Covid-19.

Em relação à ocupação de leitos na rede estadual, o Pará tem 29.89% dos leitos clínicos e 47.23% das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) ocupados.

De acordo com a Sespa, já foram realizados 406.899 testes rápidos e 56.748 testes de PCR para Covid-19, até então.

Por G1 PA — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

 

 

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: