Grêmio vence o Athletico-PR e consegue boa vantagem para o jogo de volta na Copa do Brasil

(foto: Lucas Uebel/arquivo)-Noite de Copa no Brasil e de vitória gremista na Arena. Diante de mais de 43 mil torcedores, o Grêmio enfrentou o Athletico-PR, no jogo de ida da fase semifinal da competição. Com gols de André e Jean Pyerre, venceu o time paranaense por 2 a 0.

O Tricolor começou bem, superior, impondo seu ritmo na partida, tanto que logo aos 3 minutos criou uma oportunidade, com uma enfiada de bola de Matheus Henrique para Alisson na área, mas Santos se antecipou e saiu do gol para fazer a defesa. Na sequência, foi a vez de Jean Pyerre tocar para Cortez na esquerda – o lateral recebeu e finalizou, mas o arqueiro paranaense subiu para defender. Já com 8′, Everton invadiu a área, puxou para o meio e chutou, mas a bola passou à esquerda da meta adversária.

Passados 12 minutos, o Athletico chegou pela primeira vez com um escanteio no primeiro poste, mas Cirino desviou pela linha de fundo. Aos 20′, a nova chance paranaense veio pelo lado esquerdo, em cobrança de falta, mas Rony mandou muito mal, por sobre o gol gremista.

Aos 24 minutos, com uma bela jogada o placar foi aberto. Jean Pyerre ligou o contra-ataque, acionando Matheus Henrique, que tocou na esquerda para Everton. Cebolinha invadiu a área e fez um cruzamento perfeito na cabeça de André, que desviou e balançou as redes. Quase que o segundo gol saiu aos 27′, quando Alisson cobrou uma falta na área, no segundo poste para André chegar e cabecear em direção a meta, mas Santos defendeu. A resposta do Furacão veio em seguida, quando Rony chutou cruzado para a defesa de Paulo Victor. O Grêmio seguiu pressionando e aos 29′, Maicon chutou de fora da área no canto direito do goleiro paranaense, que conseguiu cair para fazer a defesa.

30 minutos da etapa inicial e mais uma grande chance gremista. Desta vez, Alisson cruzou na medida para Geromel, que entre marcadores subiu e desviou de cabeça – Santos defendeu novamente. O Athletico quase empatou a partida aos 42′, com Marco Ruben, que recebeu de Cirino e, cara a cara com Paulo Victor, chutou, mas mandou na trave.

Na etapa complementar, o Grêmio começou pressionando, tanto que aos 6′, criou com Everton, que finalizou, mas mandou sem direção.  Em resposta, os visitantes tentaram aos 11′, com um cruzamento de Rony na área – Paulo Victor defendeu. Dois minutos depois, o Furacão de novo – Wellington arriscou, mas isolou.

Aos 19 minutos, Everton acionou André na área – o centroavante recebeu e, cara a cara com Santos, acabou dividindo com o goleiro e caindo no gramado, mas não foi assinalado pênalti. Mas aos 26′, veio o resultado. Jean Pyerre, com muita qualidade, cobrou uma falta frontal da intermediária de ataque e foi certeiro. Mandou direto no canto esquerdo de Santos, ampliado o marcador na Arena. Outra grande chance veio em seguida, com Alisson que recebeu sozinho na direita o passe de Jean Pyerre. O atacante cortou a marcação e finalizou, mas a bola saiu à esquerda da meta paranaense. Já o Athletico respondeu com uma jogada de Nikão acionando Rony. O atacante chutou da ponta da grande área, mandando por cima, mas com perigo.

Na reta final da partida, Tardelli desceu pela esquerda, conseguiu cruzar na área e Thaciano chegou para desviar e cabeça, mas sem direção. Mais um lance de perigo saiu dos pés de Tardelli, que chutou de chapa, tirando do goleiro, mas a bola saiu, raspando a trave esquerda de Santos. Os visitantes ainda tentaram com um cruzamento de Marcio Azevedo na área. No lance, Rony mandou de cabeça no meio do gol e Paulo Victor defendeu com segurança.

Com a vitória, o Grêmio construiu boa vantagem para o jogo de volta, que acontece no próximo dia 4 de setembro, às 19h, na Arena da Baixada, em Curitiba.
Por:Assessoria – 14/08/2019 22:42

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/6a-edicao-da-olimpiada-de-lingua-portuguesa-recebe-producoes-de-estudantes-ate-segunda-19/

 




Furacão faz três no Coxa e sai na frente na decisão do Paranaense

O Atlético Paranaense fez valer o fator casa na Arena da Baixada e bateu o rival Coritiba por 3 a 0, na primeira partida das finais do Campeonato Paranaense 2016. O resultado é um grande passo para o Rubro-Negro acabar com o jejum de títulos, já que não levanta uma taça desde o Estadual de 2009.

Depois de uma primeira etapa brigada, mas com poucas chances reais, depois do intervalo, aos sete minutos, Léo cruzou e Thiago Heleno cabeceou para as redes, abrindo o placar. Aos 19 minutos, Ewandro aproveitou falha defensiva para aparecer com liberdade e ampliar. De falta, aos 23 minutos, Hernani fez um belo gol para fechar a contagem.

As equipes voltam a se encontrar no próximo final de semana, desta vez no Estádio Couto Pereira. O Furacão pode perder por até dois gols de diferença que ainda assim ficará com o título Estadual.

O jogo – O técnico Paulo Autuori surpreendeu ao promover algumas alterações não esperadas, como a entrada de Ewandro no lugar de Marcos Guilherme e Hernani na vaga de Jadson, ambos por opção técnica. Com a bola rolando, o clima era tenso em campo, com algumas disputas mais viris. Faísca entre Negueba e Hernani, que levou a pior com um corte na cabeça. Na sequência, Léo e Kléber também trocaram gentilezas. Futebol mesmo somente aos seis minutos, em chute de primeira de Walter que exigiu grande defesa de Elisson.

O Furacão tinha maior posse e tentava pressionar, enquanto o Coxa se postava na defesa. Aos 14 minutos após troca de passes, Pablo arriscou o chute de longe, por cima a meta. Aos 19 minutos, Léo cruzou, Walter se desequilibrou e a bola sobrou para Ewandro, que arrematou com perigo. Em uma rara chegada alviverde, aso 23 minutos, Kléber ensaiou um chute e foi travado por Paulo André.

O torcedor, que não lotou a Arena, tentava empurrar, mas o ritmo da partida caiu bastante. Para tentar quebrar um pouco a monotonia, Walter soltou uma bomba, aos 32 minutos, para grande defesa de Elisson. O Atlético tentava ir para o intervalo com vantagem e voltou a acelerar. Aos 42 minutos, Sidcley partiu para a jogada individual e cruzou para Ewandro chegar chutando forte, por cima do gol.

Para a segunda etapa, as equipes retornaram sem modificações. Aos cinco minutos, Reginaldo chutou de longe e mandou por cima da meta. Até que, aos sete minutos, Nikão cobrou falta para Léo, que cruzou na medida para Tiago Heleno testar para o fundo das redes e abrir o placar. O Furacão seguia mais ousado e, aos 10 minutos, foi a vez de Hernani bater de longe e isolar.

Após lançamento para Ewandro, aos 19 minutos, o atacante aproveitou cochilo da defesa para aparecer na frente do goleiro e tocar no canto para marcar o segundo. O Alviverde tentou responder, um minuto depois, com Negueba, que chutou para boa intervenção de Weverton. Mas, aos 23 minutos, Hernani cobrou falta com perfeição para fazer o terceiro.

Hernani recebeu o segundo cartão amarelo, aos 30 minutos, deixando o Rubro-Negro com um a menos em campo. Aos 33 minutos, Ruy partiu em velocidade, mas se precipitou e chutou de longe, sem perigo. Aos 41 minutos, Ruy cobrou fala e Pablo subiu no segundo andar para afastar o perigo da área atleticana. O Furacão soube administrar o resultado e saiu de campo com grande vantagem para o segundo jogo.

ATLÉTICO-PR 3 X 0 CORITIBA

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Data: 1º de maio de 2016, domingo

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: Rafael Traci

Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Jefferson Cleiton Piva da Silva

Cartões amarelos : Deivid, Paulo André, Vilches, Weverton e Hernani (Atlético-PR); Reginaldo, João Paulo e Vinícius (Coritiba)

Cartão vermelho : Hernani (Atlético-PR)

Gols

ATLÉTICO-PR: Thiago Heleno, aos 07 minutos, Ewandro, aos 19 minutos e Hernani, aos 23 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo (Cleberson), Paulo André, Thiago Heleno (Vilches) e Sidcley; Hernani, Deivid, Pablo e Ewandro (Jadson); Nikão e Walter

Técnico: Paulo Autuori

CORITIBA: Elisson; Reginaldo, Juninho, Luccas Claro (Walisson Maia), Carlinhos; João Paulo, Alan Santos, Thiago Lopes (Ruy); Vinícius (Leandro), Negueba e Kleber Gladiador.

Técnico: Gilson Kleina

Por Gazeta Esportiva

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981151332 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)  (093) 35281839  E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br