Educação Profissional: Senai lança plataforma de estudo adaptativo

O curso é realizado de forma on-line e gratuita

Uma plataforma de ensino adaptativo e digital para educação profissional, que oferta um curso técnico em Mecânica, foi lançado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). O curso é totalmente digital e gratuito. A iniciativa é mais uma das opções disponíveis para buscar capacitação em meio à crise na saúde provocada pela Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Com o objetivo de tornar o estudo adaptativo uma experiência real de atuação do profissional de mecânica, ao longo da formação serão oferecidos vídeos, estudos e reflexões que proporcionarão um maior conhecimento pedagógico e científico nessa área.

A plataforma dispõe de aulas personalizadas, levando em consideração os níveis de conhecimento de cada aluno. Através do curso, o estudante pode aprender sobre as teorias de conhecimento ligadas à área, e até noções introdutórias de manutenção de equipamentos e máquinas, além de criar projetos mecânicos.

Por isso, a ferramenta é para as pessoas que estão cursando ou já tenham cursado o Ensino Médio, alunos que precisam de reforço na área de mecânica ou ainda, profissionais que não têm condições de frequentar uma aula presencial.

As aulas serão divididas em Fundamentos da Comunicação e Informática; Fundamentos da Tecnologia Mecânica e Processos Básicos de Fabricação Mecânica. Para verificar o processo de aprendizagem, os estudantes realizam avaliações de múltipla escolha. O algoritmo utilizado pela plataforma é capaz de identificar o nível de conhecimento adquirido e ainda corrigir os testes automaticamente.

Os conteúdos já estão disponíveis e as inscrições podem ser feitas através do site. É preciso estar atento, pois as vagas são limitadas. Ao realizar o primeiro acesso, o estudante tem até 3 meses corridos para concluir os estudos. A plataforma também pode ser acessada pelo celular. Até 2021, os cursos de Automação Industrial, Internet das Coisas e Cyber Sistemas também serão disponibilizados.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil com foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com e/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/novo-calendario-escolar-deve-ser-definido-amanha-28/

 




Ministério da Educação oferece cursos EAD sobre a BNCC

Os cursos EAD são ofertados aos profissionais da rede educacional

Para ampliar o conhecimento dos agentes que atuam na Educação Básica, o Ministério da Educação está disponibilizando alguns cursos EAD sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A BNCC refere-se a um documento que engloba todos os conhecimentos necessários para a aprendizagem estudantil.

O principal objetivo de ter uma Base Curricular Comum é fazer com que os estudantes de todas as regiões do Brasil possam desenvolver habilidades e competências similares. Para isso é preciso ter um currículo nacional homogêneo, respeitando os contextos locais, alinhar os conteúdos e materiais didáticos e qualificar os profissionais.

Por isso, o MEC têm investido constantemente na formação continuada de professores. Diante das mudanças do mundo globalizado e das necessidades apresentadas pela educação, é preciso criar mecanismos para promover a capacitação contínua dos educadores.

Pensando nesse desafio, o MEC está oferecendo 13 cursos que são direcionados para professores, coordenadores e demais profissionais da educação. Assim, esses eles terão acesso a um material atualizado, contendo informações essenciais para ampliação do conhecimento, tornando possível a construção de um currículo mais padronizado e abrangente.

Os interessados em efetuar a matrícula nos cursos que estão sendo ofertados, devem fazer o cadastro no Avamec, o Ambiente Virtual de Aprendizagem do MEC. Os temas dos cursos também estão disponíveis no site da instituição. Ao entrar na plataforma, deve-se escolher um curso e acessá-lo através do link correspondente.

É possível fazer mais de um curso ao mesmo tempo, porém os certificados só ficarão disponíveis quando todo o conteúdo e as atividades programadas forem concluídas.

*Com informações da Agência Brasil

Fonte: Agência Educa Mais Brasil COM FOTOS

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/isencao-enem-2020-foto-passa-a-ser-obrigatoria-para-solicitacao/

 




Sites de educação oferecem cursos gratuitos durante a quarentena

Aulas são gratuitas e totalmente on-line

O ambiente virtual está sendo usado como ferramenta para possibilitar a comunicação e os estudos nesse momento de afastamento social e quarentena, diante da pandemia do coronavírus.  Aproveitando o momento para criar uma relação mais próxima com os consumidores, muitas empresas provedoras de cursos on-line decidiram abrir o conteúdo, que antes era para assinantes, para todos os públicos.

Exemplo é a plataforma 12 min, que está disponibilizando, gratuitamente, conteúdo autoral sobre a covid-19, além de temas do universo profissional como produtividade, trabalho remoto e ansiedade em tempos de crise. Para ter acesso ao material, que é gratuito, é necessário baixar o aplicativo e efetuar o cadastro.

“Olhando para o contexto e pra tudo o que estamos vivendo nesse momento, eu acho que um dos motivos de a gente abrir nossos serviços é entregar valor para as pessoas, utilizando nossa plataforma para ser uma fonte confiável de informação”, explica Guilherme Mendes, CEO da 12min.

Durante três dias, o usuário terá acesso às mais de mil obras em português, espanhol e inglês na biblioteca, condensados de maneira gratuita como uma versão degustação. Após isso, somente o material relativo ao coronavírus ficará disponível.

Veja, abaixo, uma lista com iniciativas semelhantes para estudar a distância durante a quarentena:

Inglês com professor americano

Aulas com professores americanos, diretamente de Orlando, on-line e gratuitas. Essa é a proposta do curso intensivo de inglês, da Really Experience, escola sediada na Flórida, Estados Unidos. O conteúdo trará exercícios diários de audição, conversação, interação com o professor e material didático. Para efetuar a inscrição e fazer o curso é preciso acessar o site da instituição.

 

Planejamento financeiro

Criado em 2016, a fintech Juros Baixo oferece o Curso de Planejamento Financeiro. A plataforma ensina, entre tantos outros assuntos, a tomar decisões financeiras inteligentes e seguras. Outros conteúdos sobre finanças pessoais também são disponibilizados nas redes sociais da empresa, no Youtube  e Instagram.

Produtividade e autoconhecimento

Mudança de mindset, produtividade, propósito e autoconhecimento estão entre os diversos conteúdos oferecidos pela SPUTNiK durante a quarentena. Para os cursos, a empresa se guia em três pilares, baseando-se em métodos práticos e criativos, com o objetivo de guiar o nível de engajamento dos alunos. São eles: flexibilidade (qual o grau de flexibilidade para que o aluno possa acessar o conteúdo quando, onde e como quiser?); interação (qual o nível de troca e comunicação que o aluno precisa para mantê-lo engajado?) e colaboração (há espaço para interagir e criar com demais alunos da comunidade SPUTNiK?).

 

Marketing digital

A V4 Company, assessoria de marketing digital que aprimora e potencializa o processo de vendas pela internet, está disponibilizando, de forma gratuita, o curso Cientista do Marketing Digital.

Até o dia 30 de março, qualquer pessoa poderá aprender fundamentos do marketing, estratégias de negócios e vendas, gerenciamento de projetos, Business Intelligence, conceitos de tráfego, engajamento e conversão e como a neurociência pode ser aplicada ao marketing. Os cursos serão oferecidos até esta segunda-feira, dia 30. Para se inscrever, basta acessar o site.

Empreendedorismo

Especializada em soluções para empreendedores digitais, a HeroSpark disponibilizará, para o público geral, o Programa de Aceleração de Negócios Digitais (SparkStart) e a ferramenta de criação de páginas e funis de vendas completos (SparkFunnels), por 30 dias, contados a partir do dia 25 de março.

O conteúdo dos cursos tem como foco as estratégias e os princípios básicos para a criação de um business digital. Também, de modo complementar, a plataforma disponibilizará o SparksFunnels – ferramenta que complementa os aprendizados do curso e oferece a metodologia necessária para implementar as técnicas de marketing digital. Para mais informações e inscrições basta acessar o site.

Em busca de emprego

A plataforma que une quem está em busca de emprego com que está oferecendo, Trampa Sampa, deve lançar um curso, na segunda quinzena de abril, explicando mais detalhes das principais funções oferecidas pela plataforma.

Ao todo, o curso contará com 15 episódios e abrangerá nove diferentes ofícios. Para acessar o conteúdo, o interessado pode se cadastrar qualquer no site ou via aplicativo disponível na versão Android.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil/Com Foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/cursos-de-harry-potter-e-astrobiologia-estao-na-lista-de-graduacoes-diferentonas-confira/

 

 

 

 

 




Coronavírus: saiba como se profissionalizar na quarentena

Instituições de ensino estão ofertando cursos on-line e gratuitos 

A pandemia do coronavírus tem demandado diversas mudanças na rotina dos brasileiros, entre essas, o isolamento social – recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), cujo objetivo é conter o avanço da doença. Para ajudar no período de quarentena do coronavirus, diversas instituições de ensino passaram a disponibilizar material de estudo on-line de modo gratuito.

A Universidade de Harvard, conhecida por ser uma das melhores universidades do mundo, liberou mais de 100 cursos em 14 áreas em sua plataforma on-line. As especializações são nas áreas de Arte e Design, Desenvolvimento Educacional e Organizacional, História, Matemática e Análise de Dados, Ciências Sociais, dentre outros. A lista completa pode ser vista através do site.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI também possui capacitações gratuitas em sua plataforma on-line. Estão sendo ofertados 12 cursos para quem busca impulsionar sua carreira e está no período de afastamento social do coronavírus.

Já a Udemy liberou, em sua plataforma, 40 cursos na área de programação e tecnologia. Entre os assuntos estão aprimoramento do Python, Introdução à programação de computadores, Introdução à linguagem JavaScript, dentre outros. Os cursos podem ser vistos através do site da instituição.

Bolsa de estudo de até 70% de desconto

Com mais de 15 anos de atuação no mercado da educação, o Educa Mais Brasil disponibiliza cursos com até 70% de desconto. As bolsas são para modalidades presenciais e a distância (EAD). Ao final do curso, o estudante não precisa pagar mais nada. Para saber mais, é só conferir o site da instituição clicando aqui

Fonte: Agência Educa Mais Brasil
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/hospitais-universitarios-notificam-casos-de-coronavirus-atraves-de-ferramenta-on-line/

 




Apenas 2% das faculdades alcançam nota máxima em avaliação do MEC

Os resultados são relacionados à última análise realizada em 2018

Dentre todas as instituições avaliadas pelo Conceito Preliminar dos Cursos (CPC), apenas 1,7% dos cursos e 2% dos institutos de ensino superior obtiveram a nota máxima nos índices que medem a qualidade da educação no país, considerando tanto as instituições públicas quanto privadas. Os indicadores utilizados classificam os cursos e as instituições em uma escala de 1 a 5, em que 1 e 2 são insuficientes e 5 é a nota máxima.

Os resultados têm como parâmetro a análise realizada em 2018, quando foram avaliados 2.052 universidades, institutos federais, faculdades e centros universitários, além dos 8.520 cursos de bacharelado e superiores na área de tecnologia.

Os dados são do CPC, integrante do Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (Sinaes), ao lado do Índice Geral dos Cursos (IGC), divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Comparativo: avaliação das instituições 

Considerando as 2.052 instituições avaliadas pelo Índice Geral de Cursos (IGC), foi registrada uma relativa melhora nos avanços dos índices comparando a 2015 e a 2012, ano das últimas avaliações. Nos dois anos, apenas 1,1% das instituições haviam conquistado a nota máxima.

Avaliação dos cursos

O CPC avaliou 8.520 cursos. Entre eles, 847 ficaram com notas consideradas baixas e 2149 obtiveram a nota máxima (5).

A avaliação considera como requisitos a qualidade da formação dos professores, o Conceito do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), o desempenho acadêmico dos estudantes que estão concluindo os cursos e a percepção dos alunos sobre o processo de formação oferecido.

Conheça os resultados dos Indicadores de Qualidade da Educação Superior calculados pelo Inep.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil 

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/cadernos-de-questoes-do-encceja-2019-estao-disponiveis-na-pagina-do-inep/

 




Obama Foundation Scholars oferece bolsas para cursos em Nova York com tudo pago

                          As inscrições vão até 13 de dezembro

Estão abertas as inscrições para o programa de bolsas de estudo para cursos em Nova York, pelo Obama Foundation Scholars, programa focado em jovens líderes que tem como CEO o ex-presidente americano Barack Obama, juntamente com a ex-primeira-dama Michelle Obama, que é formada em Direito. As inscrições vão até 13 de dezembro e os contemplados estudarão na Universidade Columbia.

O curso tem, aproximadamente, um ano de duração e é voltado para engajamento de liderança e aprendizado acadêmico. Durante as aulas, os estudantes contarão com workshops com subtemas como gestão, interpretação de dados, resolução para conflitos e como falar em público.

O programa visa capacitar profissionais que têm experiência no comprometimento de serviço e liderança dentro de uma comunidade e pensam em retornar a ela ao fim do programa. Os contemplados com as bolsas terão um apartamento mobiliado, próximo da instituição de ensino; passagens aéreas; seguro saúde e uma ajuda mensal para arcar com os custos de vida em Nova York.

Saiba como se inscrever

Para concorrer às bolsas da Obama Foundation Scholars, o candidato precisa preencher todas as informações pedidas no formulário no site. Além disso, o interessado deve:

– Disponibilizar o currículo atualizado;

– Enviar três cartas de recomendação, que podem ser de familiares ou de trabalho;

– Ter proficiência em inglês comprovada por meio de um vídeo, o personal statement, com duração de cinco minutos e que deve ser compartilhado no YouTube ou Vimeo, com o link disponível no formulário;

– Atender aos requisitos acima até o dia 13 de dezembro deste ano, data limite das inscrições.

Bolsas de estudo no Brasil

É possível também estudar aqui, sem sair do país, com bolsas de até 70% de desconto para cursos de graduação, especializações, MBA e pós-graduação. O Educa Mais Brasil, programa de inclusão educacional, já beneficiou mais de 1 milhão de estudantes. Acesse aqui e veja as opções disponíveis em sua cidade.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/cursos-profissionalizantes-senai-abre-vagas-em-todo-o-pais/

 

 

 




MEC reconhece mais sete cursos superiores no Pará.

Os cursos são de instituições públicas e privadas de várias regiões do Estado e totalizam 935 novas vagas anuais

O Ministério da Educação (MEC) reconheceu mais sete cursos superiores no Estado do Pará, sendo cinco deles de licenciatura, um de bacharelado e outro tecnológico. Os cursos são de instituições públicas e privadas de várias regiões do Estado e totalizam 935 novas vagas anuais. Em todo o País, foram mais de 5,6 mil vagas em 31 cursos reconhecidos, segundo portaria (nº 181) publicada no dia 13 no Diário Oficial da União (DOU).

No Pará, o maior número de vagas, 580, é para o curso de Ciências Biológicas (Licenciatura) da Universidade da Amazônia (Unama), em Belém. Na capital do Estado ainda foi reconhecido o curso de Enfermagem (Bacharelado), com 100 vagas, da Faculdade Paraense de Ensino, na Cidade Velha. Em Castanhal, a Universidade Federal do Pará (UFPA), teve reconhecido o curso de Letras – Espanhol (Licenciatura), com 40 vagas.

No município de Santarém, foi reconhecido o curso de Licenciatura Integrada em Matemática e Física, da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), com 40 vagas. Ainda aparecem na lista do MEC, o reconhecimentos dos cursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA) de Gestão Ambiental (Tecnológico), no campus de Conceição do Araguaia, com 35 vagas; de Ciências Biológicas (Licenciatura), de Tucuruí, com 40 vagas; e de Física (Licenciatura), de Abaetetuba, com 40 vagas.

A responsabilidade pela publicação é da Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC. Segundo a portaria onde está disponibilizada a lista completa dos cursos e das instituições de ensino superior, o reconhecimento dos cursos vale até o próximo ciclo avaliativo, e já está em vigor deste ontem.

Para  a oferta de cursos superiores, as instituições precisam que eles sejam autorizados pelo MEC, que avalia as condições para que isso seja feito. O reconhecimento é uma segunda etapa, ele deve ser solicitado pela instituição quando o curso de graduação tiver completado 50% de sua carga horária. Ou seja, isto deve acontecer no segundo ano de funcionamento para cursos com duração de quatro anos e a partir do terceiro ano para aqueles cuja duração for superior a quatro anos. O reconhecimento de curso é condição necessária para a validade nacional dos diplomas.

Por: O Liberal
Publicado por Folha do Progresso fone para contato Cel. TIM: 93-981151332 / (093) WhatsApp (93) 984046835 (Claro) Fixo: 9335281839 *e-mail para contato: folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br