Homenagens aos profissionais de saúde do Metropolitano marcam o Dia do Trabalhador

Para evidenciar a importância dos profissionais de saúde que trabalham na unidade, o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE) promoveu uma homenagem aos colaboradores nesta sexta-feira (01/05) em alusão ao Dia Internacional do Trabalhador.

Equipes assistenciais, administrativo e profissionais de saúde que trabalham na linha de frente no combate ao novo coronavírus receberam mensagens de motivação e valorização que foram entregues, junto a um bolo, para cada profissional, atendendo as medidas de prevenção e segurança da unidade para para evitar aglomerações.

“Receber esta homenagem é de suma importância e principalmente de diretores, humanização e projetos sociais do HMUE. No momento em que o mundo está passando percebemos o quanto nós da área da saúde somos essenciais para as pessoas. Saber que temos pessoas em nosso convívio profissional que está olhando por nós, tendo um cuidado conosco, é ter a certeza de que vamos conseguir vencer essa batalha juntos como um grande time “, destaca Welligthon Munhoz, coordenador de enfermagem do HMUE, unidade do Governo do Estado e gerenciado pela Pró-Saúde.

Para resgatar as memórias de ações desenvolvidas na unidade e atividades que os profissionais fazem no dia a dia do hospital, um mural com fotografias foi montado na recepção da unidade. As fotos expostas relevam momentos de alegria, união, celebrações, trabalho em equipe, e capacitações durante toda a jornada de trabalho.

“Queremos motivar nossos profissionais resgatando histórias vividas dentro da unidade para lembrá-los da sua importância no atendimento à saúde da população. E oferecer essa homenagem como uma forma de cuidado e acolhimento neste momento de pandemia”, Roberta Cardins, coordenadora de projetos Sociais.

Uma “Arvore de Esperança” foi montada no corredor da ala de isolamento para pacientes com Covid-19, com frases motivacionais e de apoio para os profissionais. As mensagens trazem orações, palavra de motivação e votos de agradecimento. A valorização do colaborador e o acolhimento já fazem parte da Política Institucional de Humanização do HMUE, sendo destacadas na capacitação, datas especiais, treinamentos e cursos desses profissionais.

“A atendimento humanizado é parte importante das nossas ações, e esse acolhimento tem sido constante. São profissionais que diariamente estão salvando vidas e dedicando seu tempo, mostrando seu trabalho e pensando no próximo. Queremos motivar e exaltar esses profissionais”, destaca Natália Failache, coordenadora de Humanização.DSC_1014

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.

Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 11 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensora gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Por:Ascom Pró-Saúde

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2020-provas-e-gabaritos-de-edicoes-anteriores-ajudam-a-entender-a-dinamica-da-avaliacao/

 




Hospital público do Pará cria iniciativas para garantir o bem-estar físico e emocional de profissionais de saúde

A iniciativa faz parte do programa “Ação do Bem”, desenvolvido pelo Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, no Pará, é uma unidade de saúde pública mantida pelo Governo do Estado e gerenciada pela Pró-Saúde. Referência no atendimento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte, no ano passado o Metropolitano realizou mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais.

O complexo hospitalar conta com mais de 1.300 profissionais, entre médicos, enfermeiros e técnicos, garantindo a assistência para mais de 3 milhões de habitantes, de 60 munícipios do Estado. Para ajudar colaboradores do hospital a manter a saúde física e mental, principalmente na época da pandemia causada pela Covid-19, a unidade deu início a campanha Ação do Bem.

Com início no Dia Mundial da Saúde, lembrado nesta terça-feira, 7/4, a campanha é voltada para os profissionais de saúde e busca contribuir no acompanhamento de pacientes. O projeto também integra pacientes e acompanhantes, com o intuito de conscientizar a população sobre a necessidade de dar atenção ao corpo e a mente para uma vida saudável.

Por meio de atividades físicas e educativas, orientações de acolhimento, apoio emocional e psicológico, a campanha acontecerá durante todo o mês de abril. As atividades são realizadas pelos setores de Humanização, Gestão de Pessoas, Projetos Sociais, Medicina do Trabalho e Sustentabilidade.

Confira as principais ações do programa Ações do Bem

Correio Solidário: Um mural com mensagens de carinho e apoio montado no hall de entrada da unidade. A equipe de Projetos Sociais receberá mensagens dos colaboradores para a exposição no mural. Os profissionais podem retirar e colocar novas mensagens para seus colegas de trabalho, como uma forma de cuidado e atenção ao próximo. Voluntários também enviarão mensagens via celular, para que sejam entregues aos usuários e pacientes.

Musicoterapia: Durante a semana, sessões de musicoterapia acontecerão nos corredores e no refeitório do hospital. O objetivo é trazer relaxamento para os usuários, acompanhantes e colaboradores, além de agradecer aos profissionais de uma forma diferente, utilizando a música como dispositivo de empatia. Músicas de agradecimento foram escolhidas pela equipe de Humanização para trabalhar o bem-estar.

AcolhePsi: O cuidado com a mente também é visto com uma importante ferramenta para coibir o aparecimento ou progressão de doenças. A equipe de Gestão de Pessoas criou o projeto AcolhePsi, que oferece atendimentos psicológicos para todos os profissionais de saúde do HMUE.

Higienização das mãos: A higienização das mãos será trabalhada com todos os pacientes, acompanhantes e áreas de internações, alertando sobre a importância do ato na prevenção da Covid-19 e outras doenças infecciosas.

Atividades físicas: Os colaboradores de setores administrativos e assistenciais irão receberão técnicas de alongamento e de respiração, voltadas para o controle da ansiedade e níveis de estresse. As atividades serão realizadas pela Fisioterapia do Trabalho, respeitando todos os critérios de prevenção durante o período de pandemia. A ação tem o intuito de proporcionar relaxamento e minimizar possíveis tensões musculares.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.
Fonte:ASCOM HMUE/ Adrielle Lopes de Sousa

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/isencao-enem-2020-foto-passa-a-ser-obrigatoria-para-solicitacao/

 




Metropolitano encerra semana de valorização da Mulher com palestra do Ministério Público

Violência doméstica contra a mulher foi o tema da palestra ministrada para as colaboradoras nesta sexta-feira (Foto:HMUE)

Nesta sexta-feira (13), o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), gerenciado pela Pró-Saúde em Ananindeua, recebeu o promotor de justiça, Franklin Prado, do Núcleo Mulher do Ministério Público, para ministrar uma palestra sobre violência doméstica. Voltada para colaboradores da unidade, a ação encerrou a semana de programação especial em alusão ao Dia Internacional da Mulher, celebrado no último domingo (8).

Na ocasião, o promotor apresentou o conceito da Lei Maria da Penha e sua importância para a sociedade. Abordou ainda, informações relevantes sobre violência doméstica como, por exemplo, as formas de violência, infrações penais mais comuns e feminicídio. O profissional destacou também a rede de proteção e medidas protetivas de urgência, que estão à disposição da população, por meio do Núcleo da Mulher no Ministério Público.

“O profissional da área de saúde, muitas vezes, atende vítimas de violência doméstica e por isso, se faz necessário essa conscientização com este público. Crimes de violência doméstica precisam ser denunciados, é importante que, além do profissional prestar o cuidado, também oriente a vítima. Agradeço a oportunidade de estar no Hospital Metropolitano, passando essas informações para que todos sejam parte da rede de apoio proteção à mulher”, destaca Franklin.

A semana contou também com diversas ações de valorização da mulher, realizadas pelo Setor de Humanização e Projetos Sociais. As ações foram realizadas nas unidades de internação e recepções, e foram direcionadas para colaboradoras, usuários e acompanhantes. Um mural com fotografias foi montando para apresentar as profissionais, líderes, coordenadoras e gestoras que trabalham na unidade, reforçando a força feminina no ambiente de trabalho.

“No HMUE, 70% dos colaboradores são mulheres, que trabalham garantindo uma assistência humanizada para a sociedade. Elas colaboram para que, cada vez mais, o HMUE seja uma referência no Estado. São profissionais competentes, que refletem nossa missão e merecem ser valorizadas”, destaca Natália Failache, supervisora de Humanização do HMUE.
DSC_0923
Colaboradoras, pacientes e acompanhantes participaram ainda de sessões de cinema, homenagens e receberam brindes com uma lembrança pelo Dia Internacional da Mulher. O setor de Humanização e Projetos Sociais, também visitou as diferentes alas da unidade, proporcionando um momento voltado para o cuidado da mulher e reconhecimento.

“A mulher que está sempre pronta para cuidar de tudo e de todos, precisa também parar um momento e olhar para si mesma. Estar atenta à própria saúde, com exames e consultas em dia, pois é fundamental esse cuidado para que ela possa seguir fazendo a diferença em tantas vidas. É essencial também que ela se sinta respeitada, valorizada e acolhida, aqui ou em qualquer lugar”, relata a coordenadora de Projetos Sociais, Roberta Cardins.

O HMUE é uma unidade do Governo do Pará que presta atendimento 100% gratuito, referência no tratamento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Metropolitano realizou, em 2019, mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais.

**Sobre a Pró-Saúde**

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Por:Foto:ASCOM/HMUE Com Fotos
 Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/coronavirus-por-seguranca-inep-suspende-acesso-a-biblioteca-da-instituicao/

 




Hospital Metropolitano capacita residentes e colabora para o fortalecimento da saúde pública do país

Desde 2012, cerca de mil residentes já passaram pelo HMUE, atuando em diferentes especialidades da área da saúde

Na noite desta quarta-feira (04), o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), gerenciado pela Pró-Saúde em Ananindeua (PA), participou da I Cerimônia Integrada de Conclusão dos Programas de Residência em Saúde do Estado do Pará, realizada no Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém. Na ocasião, sete profissionais do HMUE obtiveram grau de especialistas e foram homenageados pela conclusão da residência.

O evento contou com a participação de autoridades como o Governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, e o Secretário Estadual de Saúde, Alberto Beltrame, assim como, preceptores e reitores. Durante a cerimônia, todos saudaram os diretores hospitalares das unidades participantes e parabenizaram os residentes, inclusive do HMUE e do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), unidade localizada em Santarém que acompanhou a transmissão ao vivo da cerimônia realizada na capital.DSC_0880

O HRBA, também gerenciado pela Pró-Saúde, é reconhecido como um dos dez melhores hospitais públicos do Brasil. A unidade presta serviço referenciado, atendendo a demanda originária da Central de Regulação do Estado, sendo referência no Norte do Brasil quando o assunto é tratamento de câncer. Também é um importante polo de ensino e pesquisa, sendo credenciado pelos Ministérios da Saúde e da Educação, formando, desde 2012, 65 residentes médicos e 79 multiprofissionais.

Hospitais de todo o estado, que atuam como cenários de prática para residentes, e universidades que compõem a rede de ensino aprendizagem de áreas da saúde, pública e privada do Pará, também foram homenageados durante a cerimônia.

“Os residentes médicos e multiprofissionais representam a mão de obra qualificada que atenderá os pacientes após sua formação nos serviços de saúde. Por isso, é essencial que estes profissionais sejam valorizados e reconhecidos pelo esforço e compromisso desempenhado ao longo deste período de aprendizado. Congratulo-me com os residentes pela meta alcançada e parabenizo a Secretaria de Saúde por abrir este espaço de comemoração e agradecimento aos formandos”, declarou Itamar Monteiro, diretor Hospitalar do HMUE.

A enfermeira Flávia Daniele Medeiros, formada no Piauí, estado da região nordeste do Brasil, é uma das concluintes da Residência Multiprofissional do HMUE. A profissional veio para o Pará fazer a residência de Urgência e Emergência em Trauma e escolheu o Hospital Metropolitano, por ser referência no atendimento de média e alta complexidades, mas também, por ter um programa de residência próprio multiprofissional com essa especialização.

“Escolhi enfermagem por ser da área da saúde, e sempre foi um desejo meu cuidar de pessoas. E o Metropolitano foi minha escolha pela referência. Nos dois anos de residência, eu desenvolvi pesquisas com pacientes, que foram a base para meu trabalho de conclusão da residência. Eu pude crescer muito como profissional, mas também como pessoa. A experiência foi enriquecedora e me trouxe conhecimentos teóricos e práticos que vou levar para o resto da vida”, afirmou Flávia.

Em 2019, cerca de 150 residentes médicos das áreas de Ortopedia, Traumatologia e Cirurgia Geral e do Trauma e 24 residentes multiprofissionais das áreas de Fisioterapia, Enfermagem, Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia e Psicologia atuaram na unidade.

Anualmente, em torno de 10 vagas são abertas no HMUE para receber profissionais que desejam se especializar na área de urgência e emergência, com perfil voltado para traumas e queimados, já que a unidade é referência nestas áreas e no atendimento humanizado, marca da gestão da Pró-Saúde, para mais de 60 municípios do Pará.

Programas de Residências Médica e Multiprofissional do HMUE

Desde janeiro de 2012, o Hospital Metropolitano, unidade do Governo do Pará que presta atendimento 100% gratuito, organiza suas atividades de ensino e pesquisa, servindo de campo de estágio curricular obrigatório para acadêmicos e residentes das universidades públicas e privadas conveniadas, assim como hospitais de ensino. No total, em torno de mil residentes já passaram pelo HMUE, atuando em diferentes especialidades da área da saúde.

Com a implantação das residências, ao longo de sete anos, 53 profissionais concluíram o estágio exclusivamente no HMUE, por meio de cinco programas. O HMUE possui seu próprio programa de residência médica, abrindo vagas para as especialidades em Cirurgia Geral, Ortopedia e Traumatologia, Medicina de Urgência e Cirurgia do Trauma e um programa de residência multiprofissional em Urgência e Emergência em Trauma.

Formada na primeira turma de Residência Multiprofissional do HMUE em 2014, a Terapeuta Ocupacional, Ivana Castro, foi uma das colaboradoras que decidiu continuar sua trajetória profissional no Metropolitano.

“Eu lembro que a residência veio com o objetivo de somar no atendimento ao paciente. Pudemos explorar o potencial prático junto ao teórico, porque o hospital é um diferencial na região por ser grande e ter um perfil voltado para o processo de atendimento de emergência, mas também reabilitação como uma continuidade do tratamento do trauma. É uma experiência desafiadora, evoluímos muito, e fui incentivada desde o começo, quando escolhi fazer residência no HMUE”, afirmou Ivana.

De acordo o coordenador do Departamento de Ensino e Pesquisa do Hospital Metropolitano, Leonardo Ramos, as residências ampliam o nível de atuação dos profissionais, mas também permitem aprimorar os processos assistenciais internos. O incentivo à pesquisa científica auxilia na implantação de protocolos clínicos, construção de ferramentas de gestão e na melhoria do atendimento.

“As residências oferecem a possibilidade de um amplo campo de estudo e trabalho na área da saúde. Recebemos esses residentes e preparamos esse profissional por meio de experiências práticas de média e alta complexidades. Também os incentivamos a desenvolverem pesquisas científicas que aprimoram diferentes áreas de saúde”, ressaltou Leonardo. “A troca de experiências permite formar um profissional especializado e capacitado para atender pacientes em toda a rede de saúde do Pará e até mesmo do Norte, da Amazônia e demais regiões do país. Sem dúvidas, saem daqui profissionais completos”, finaliza o coordenador.

**Sobre a Pró-Saúde**

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Fonte:Ascom HMUE /Adrielle Lopes de Sousa com Fotos

DSC_0926
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2019-candidatos-que-fizeram-o-exame-precisam-se-cadastrar-em-novo-site/

 




No Carnaval, bloquinho do Metropolitano leva alegria e conscientização

Com música, fantasias e diversão, colaboradores da unidade distribuíram informações sobre consumo de álcool, cuidados no trânsito e doação de sangue
Em Ananindeua, o bloquinho carnavalesco “Unidos do HMUE”, do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), gerenciado pelo Pró-Saúde, saiu pelos corredores, recepções e arredores da unidade levando alegria, informação de saúde e segurança no trânsito na manhã desta sexta-feira (21).

Com o intuito de propagar a campanha de prevenção de acidentes de trânsito e incentivar a doação de sangue no período do Carnaval, a ação explorou temas como cuidados no trânsito, consumo consciente de álcool e doação de sangue, além de dicas de saúde e bem-estar, para colaboradores e usuários no ambiente hospitalar.
DSC_0817
Os pedestres que trafegavam na BR 316 também receberam informações sobre prevenção de acidentes de trânsito por meio do projeto Direção Viva, na frente do HMUE. Uma equipe da unidade distribuiu panfletos para ciclistas e motoristas, com orientações sobre como aproveitar o Carnaval com responsabilidade.

“Destacamos as principais causas de acidente de trânsito, a importância do uso do cinto de segurança e de capacete, além da necessidade de respeitar a sinalização. Também alertarmos sobre os perigos do consumo de bebidas alcoólicas no volante, do uso do celular e de ultrapassagens”, destacou.

Por meio de uma paródia com a música “O abre alas, que eu quero passar”, os colaboradores difundiram, de forma lúdica e divertida, para usuários, acompanhantes e pacientes, orientações e dicas de saúde para aproveitar o Carnaval com segurança. Confira a letra no final da matéria!

Todos os setores da unidade participaram e os colaboradores transformaram as unidades de internação e enfermarias em passarelas de alegria com uso de fantasias, enfeites e máscaras. A recepção também foi palco de diversão com estande de orientações para doação de sangue com a equipe do Hemopa e aulas de ginástica laboral.

O bloquinho do HMUE fez a diferença no dia do pequeno Orácio Neto de 4 anos, que está internado na Clínica Pediátrica do HMUE desde segunda-feira (17), após sofrer um acidente doméstico. “Eu gosto de brincar e cantar, e falei para todo mundo que ia ter festa de carnaval no hospital”, contou Orácio.

Para Ângela dos Santos, que está como acompanhante do pequeno Orácio, momentos de alegria e celebração trazem acolhimento e fazem muita diferença na recuperação do paciente.

“O Orácio estava com dor por causa do acidente que sofreu, mas ansioso porque sabia que teria música e fantasias. As enfermeiras falaram da festinha de carnaval e, desde ontem, ele só falava nisso. Estava um pouco triste até todos chegarem e agora, abriu um sorriso. Esse cuidado ajuda na recuperação e isso faz diferença no atendimento” afirmou Ângela.

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, unidade do Governo do Pará, é referência no tratamento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Metropolitano realizou, em 2019, mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais.

**Confira a letra da paródia produzida pelo HMUE!**

Se for dirigir, você não deve Beber!
Se for dirigir, você não deve Beber!
A segurança é o nosso dever.
A segurança é o nosso dever.

Muitas Vidas eu posso salvar!
Muitas Vidas eu posso salvar!
Doando sangue eu vou ajudar.
Doando sangue eu vou ajudar.

Carnaval muita animação!
Carnaval muita animação!
Álcool e Drogas não combina não.
Salvar vidas é Diversão.

Lá, lá, lá, lá , lá
Se for dirigir, você não deve Beber!
Se for dirigir, você não deve Beber!
A segurança é o nosso dever.
A segurança é o nosso dever.

Paródia: colaboradora Adriana Cunha

**Sobre a Pró-Saúde**
A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.
Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.
A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Fonte:Adrielle Lopes de Sousa (HMUE)COM FOTOS
DSC_0790
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/carnaval-2020-conheca-a-fantasia-que-lidera-o-ranking-de-pesquisa-na-internet/




Campanha do Metropolitano promove conscientização sobre o trânsito no Carnaval

(Foto:Reprodução HMUE) – Com o intuito de levar alegria e orientações de saúde de uma forma dinâmica e divertida, nesta sexta-feira, 21, os colaboradores do Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), irão vestir suas fantasias, com enfeites e máscaras, e mais uma vez transformar os corredores e leitos do hospital em passarela da alegria.

A partir das 9h, utilizando materiais recicláveis, o “trio elétrico da segurança” irá passar nos setores da instituição. A iniciativa, que já virou tradição no calendário de eventos do HMUE, levará uma paródia com dicas de saúde para pacientes, colaboradores e usuários.

 Com o bloco “Unidos do HMUE”, o grupo de Humanização e Projetos Sociais irá realizar panfletagem com material de prevenção de acidentes na frente da unidade para pedestres, através de orientações de segurança, sinalização e regras de trânsito.

Além disso, campanhas de doação de sangue e dicas de combate ao alcoolismo entre outras drogas também fazem parte das atividades programadas dentro das unidades de internação e recepção.

 Campanha de doação de sangue

Para apontar os requisitos de doação, impedimentos e o que deve ser feito para ser um doador, um estande do Hemopa (Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia do Pará) estará disponível na recepção principal.

A equipe de Medicina do Trabalho vai levar um momento de relaxamento com exercícios de ginástica laboral nas internações, para manter as práticas de saúde dos colaboradores do HMUE proporcionando qualidade de vida.

O HMUE é uma unidade do Governo do Pará, gerenciado pela Pró-Saúde, referência no tratamento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Metropolitano realizou, em 2019, mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais.

**Sobre a Pró-Saúde**

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.

Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.
Fonte:Ascom HMUE / Adrielle Lopes de Sousa

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/camara-dos-deputados-propoe-a-uniao-mais-investimentos-na-educacao-basica/

 




Culto ecumênico no Hospital Metropolitano leva conforto espiritual aos pacientes internados

(Fotos:Divulgação HMUE) – Momentos de emoção e devoção foram compartilhados por pacientes, acompanhantes e colaboradores durante o culto ecumênico especial pelo Dia Mundial do Enfermo, realizado no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA).

A data, lembrada no dia 11 de fevereiro, é uma iniciativa do Papa João Paulo II como forma de conscientizar a população sobre a importância do tratamento e atenção às pessoas doentes. No Metropolitano, unidade gerenciada pela Pró-Saúde, a celebração aconteceu nesta sexta-feira, 14.

Na data, o pastor Junior Mesquita comandou, junto a membros do grupo Abecas Capelania, a ação na recepção do ambulatório. Todos puderam louvar e partilhar a sua fé, além de receber uma oração de acolhimento espiritual.
DSC_0615
As orações foram voltadas aos pacientes, acompanhantes e visitantes, assim como os colaboradores do Metropolitano, e especial aos pacientes das internações e enfermarias.

“No nosso pensamento, entendemos que todo dia podemos trabalhar para melhorar a vida do ser humano, no caso da unidade, independente da enfermidade, fazemos isso levando louvor, oração”, relata o pastor, líder religioso do grupo de voluntários Abecas Capelania.

Para Rita Ribeiro, que está em tratamento no Metropolitano, e que sofreu um acidente de trânsito em dezembro de 2019, acompanhar a celebração foi um momento de muita emoção.

“Depois do meu acidente, pensei logo no Metropolitano, fiz meu tratamento e permaneço no processo de recuperação. As dores do corpo incomodam, mas ouvir um pouco da palavra de Deus me fez sentir renovada, e por dentro, eu me sinto bem. Me emociono com esse gesto”, contou.

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência é uma unidade referência no tratamento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade recebe pacientes da Região Metropolitana de Belém, de diferentes municípios do Pará e também de outros estados. Em 2019, realizou mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais.DSC_0631

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.
Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Fonte>Adrielle Lopes de Souza /Ascom HMUE com fotos

DSC_0638
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-de-qualidade-e-uma-prioridade-para-os-pais/

 




Metropolitano promove cuidados aos profissionais e incentiva a qualidade de vida

Campanha desenvolvida pela unidade estimula os cuidados com a saúde e prática de exercícios (Foto:Reprodução)

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua, região metropolitana de Belém, encerrou nesta segunda-feira, 10, a primeira turma do “Projeto Desafio Saudável”. A iniciativa tem como objetivo estimular a saúde entre os colaboradores da unidade na adoção de um estilo de vida mais saudável com base em boa alimentação e a prática de exercícios físicos.

O Metropolitano, gerenciado pela Pró-Saúde, durante seis meses prestou assistência a um grupo de colaboradores na realização de exercícios físicos com apoio nutricional e psicológico, além de tratamento fisioterapêutico. Os profissionais também receberam orientações voltadas a prevenção de doenças cardiorrespiratórias e distúrbios gastrointestinais.

“O desafio propõe auxilio no controle do peso e u aumento da conscientização individual sobre ações que ajudem na prática de uma vida mais saudável. Por meio dessas ações, eles evitam o ganho excessivo de peso, ganham mais resistência muscular, melhoram a produtividade e concentração, o que resulta em mais qualidade de vida dentro e fora do ambiente de trabalho”, destaca o fisioterapeuta Luiz Augusto, da Medicina do Trabalho.

Por meio de atendimento psicológico os colaboradores participaram de rodas de conversa para a troca de informações para entenderem seus principais desafios e aprenderem sobre mudanças de hábitos que impactam na melhoria da saúde física e mental.

Junto a equipe de fisioterapia, todos os participantes realizaram tratamento funcional com atendimentos personalizados, além de programações com corridas, aulas de dança, caminhadas e treinos. Durante as aulas de meditação, os profissionais realizaram exercícios respiratórios e de relaxamento para o estímulo cognitivo e diminuição de tensões articulares.

A partir de uma alimentação personalizada pela equipe de nutrição, os colaboradores receberam, ainda, orientações para seguir no dia a dia, uma dieta com opções de refeições saudáveis e acompanhamento nutricional mensal pelo Serviço de Nutrição e Dietética do HMUE.

“Os exercícios, a dieta e o atendimento psicológico fizeram a diferença no meu resultado. Eu gostei muito e recomendo para todos. Participamos de atividades dentro e fora da unidade e achei muito importante essa atenção de uma equipe com muitos colaboradores”, descreve Romilson Silva, colaborador do HMUE.

Com práticas mais saudáveis e adoção de uma alimentação regrada, os colaboradores tiveram resultados positivos com a redução do índice de massa corporal, diminuição de peso, melhora da autoestima e produtividade, redução da taxa de absenteísmo e medidas preventivas para sedentarismo e outras doenças.

O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência é referência no tratamento de média e alta complexidades em traumas e queimados para a região Norte, pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O HMUE recebe pacientes da Região Metropolitana de Belém, de diferentes municípios do Pará e também de outros estados. Em 2019, realizou mais de meio milhão de atendimentos, entre internações, cirurgias, exames laboratoriais e por imagem, atendimentos multiprofissionais e consultas ambulatoriais.

**Sobre a Pró-Saúde**

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.

Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Por:ascom@hmueprosaude.org.br 

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/sisu-2020-instituicoes-de-ensino-devem-convocar-estudantes-da-lista-de-espera-a-partir-de-hoje-10/

 




Campanha Janeiro Branco mobiliza hospitais da Pró-Saúde no Pará

_Unidades públicas de saúde realizaram, ao longo do mês, diversas atividades voltadas para conscientização sobre saúde mental_

Ao longo deste mês, os hospitais públicos do Pará gerenciados pela Pró-Saúde no Pará, realizam diversas ações para promoção da campanha Janeiro Branco. Colaboradores, profissionais da área da saúde, usuários e pacientes, participam de atividades educativas, sociais e de lazer, com o intuito conscientizar sobre a importância da saúde mental.

Referência para a assistência especializada de crianças e adolescentes com câncer no Pará, o Hospital Oncológico Infantil abordou os cuidados com a saúde mental até esta quinta-feira (30), com uma programação para colaboradores, com apresentações musicais de humor e divulgação de serviços públicos e particulares de psicoterapia, na região metropolitana de Belém.

No Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), a programação contou com a apresentação do Projeto “HumaEscuta”, que oferece aos colaboradores um espaço de acolhimento por meio de uma intervenção psicológica segura e sigilosa. Foram realizadas também palestras sobre estresse no trabalho, depressão e síndrome de Burnout, ministradas pelo psicólogo convidado, Fábio Silva, e pelo psiquiatra, Raphael Luna. O encontro discutiu o conceito de ressignificação para lidar com estresse, ansiedade e experiências difíceis. Os profissionais apresentaram, ainda, sintomas das doenças, antecedentes, possíveis desencadeadores, formas de tratamento e prevenção.

Para acompanhantes e pacientes, houve um momento de acolhimento e meditação, por meio de uma oficina terapêutica na tenda do relaxamento. Os usuários puderam participar de uma dinâmica para aliviar os sintomas ligados a experiências de longo prazo de internação, além de assistirem filmes temáticos com o “CineMetrô”. “Depois de 12 dias acompanhando meu irmão que está internado, ter um momento de relaxamento faz muita diferença. Eu fiquei emocionada, às vezes você precisa apenas de um abraço, ser ouvida e cuidada. Esse momento melhorou meu dia”, afirmou Maria Zeneide, acompanhante no HMUE.

A programação da campanha “Janeiro Branco” do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém, buscou sensibilizar pacientes, acompanhantes e colaboradores da unidade sobre saúde mental e qualidade de vida. Nesta terça-feira (28), os pacientes internados foram surpreendidos com mensagens motivacionais escritas em seus potes de sobremesa, servidas durante a tarde.

“Queríamos algo que animasse e surpreendesse o usuário dentro de sua rotina. Então, vimos na internet uma ideia semelhante e resolvemos implantar dentro do hospital. Um doce acompanhado de mensagens positivas é a melhor sobremesa após uma refeição”, explicou Keisy Ribeiro, responsável pelo Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), e idealizadora da iniciativa.
DSC_0523
Além disso, nesta quinta e sexta-feira, serão realizadas palestras e ações voltadas para promover a conscientização sobre a importância dos cuidados e de hábitos que contribuem para a saúde mental, sendo uma iniciativa do setor de Humanização em conjunto com Psicólogos do HPEG. Serão feitas, também, oficinas terapêuticas com pacientes e acompanhantes, buscando proporcionar momentos de tranquilidade e bem-estar aos participantes.

No Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, sudoeste do Estado, os colaboradores puderam participar de sessões de terapia em grupo. Com o início do ano e o clima de reflexão e esperança, propício à abertura ao novo e transformação, o serviço de psicologia, juntamente com a medicina ocupacional, promoveu um momento psicoterapêutico.

Realizado por dois dias seguidos, nos três turnos de trabalho, os colaboradores conversaram sobre saúde mental e emocional. De acordo com a psicóloga da unidade, Kaillym Torres, ações como estas reforçam o cuidado com o bem-estar pleno do colaborador, aspecto que influencia diretamente no desempenho do exercício de sua função. “Cuidar da saúde mental é equilibrar a vida desde dentro, é a forma mais genuína de amor e o principal caminho rumo à cura de qualquer sofrimento psíquico”, explicou Kaillym.

Em Marabá, no Hospital Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), a campanha contou com palestras voltadas para os colaboradores e usuários da unidade, realizadas em parceria com Centro de Atenção Psicossocial (Caps), da Prefeitura Municipal de Marabá (PMM). A psicóloga do HRSP, Nailsa Oliveira, ressaltou que a ação é uma campanha de prevenção de doenças mentais, com objetivo de alertar a sociedade sobre a importância dos cuidados com a mente. “Todas as pessoas que estejam passando por alguma dificuldade que afete a sua saúde mental, devem procurar ajuda profissional, que irá contribuir com o diagnóstico e cuidados que deverão ser tomados para alcançar uma vida mais saudável”, alertou Nailsa.

Já o Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan, localizado há mais de 114 quilômetros da capital Belém (PA), promoveu uma palestra sobre o tema para as gestantes e pacientes usuárias da unidade. As orientações foram prestadas na recepção e envolveram, inclusive, mães e pais de recém-nascidos. A ação contou com a presença de colaboradoras do Caps do município de Barcarena. “Esse ano, a campanha Janeiro Branco do HMIB ressaltou as doenças mentais que são adquiridas no local de trabalho, como estresse, ansiedade e depressão. É muito importante conversar sobre o assunto e saber acolher a pessoa que está nessa situação”, ressaltou Hellen Domiciano, coordenadora do Caps.

Durante as orientações, a profissional abordou ainda as causas e as consequências do estresse, como o aumento da frequência cardíaca e tensão muscular, além da Síndrome de Burnout, definida como distúrbio psíquico de caráter depressivo, que tem como consequência o esgotamento físico e mental”, completou Hellen.

As unidades são gerenciadas pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), e prestam atendimento 100% gratuito.

**Sobre a Pró-Saúde**

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Por:Adrielle Sousa
Analista de Comunicação -HMUE com fotos.
DSC_0545 DSC_0518
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/quer-comecar-uma-graduacao-e-nao-sabe-qual-programa-educacional-escolher-confira-as-possibilidades/




Hospital Metropolitano promove debate sobre cuidados paliativos

Durante simpósio realizado na unidade, profissionais da área da saúde destacaram os principais desafios, perspectivas e abordagens na assistência  (Fotos:HMUE)

Nesta segunda-feira, 27, o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Parauapebas (PA), realizou o I Simpósio de Cuidados Paliativos na unidade. Com o tema “Meu cuidado, Meu direito”, a ação reuniu profissionais da área da saúde e colaboradores assistenciais para discutir os principais desafios e perspectivas no cuidado paliativo, além de ampliar o diálogo interdisciplinar no HMUE.

Os cuidados paliativos englobam ações voltadas para a melhoria da qualidade de vida de pacientes e familiares que enfrentam doenças que ameaçam a vida, como aquelas com risco de morte iminente, crônicas avançadas, incuráveis e progressivas. O Metropolitano, unidade gerenciada pela Pró-Saúde, é a principal referência em alta e média complexidades em traumas e queimados.

Durante o simpósio, a palestrante convidada, médica pediatra e paliativista, Valéria Santos, levantou uma discussão sobre os principais tipos de sofrimento que envolvem um tratamento de saúde do usuário e do familiar, e a importância do plano de cuidados de uma atuação multiprofissional. DSC_0416

“Entendemos que nosso paciente é um ser multidimensional e precisamos de profissionais que atendam essas dimensões físicas, emocionais, sociais e espirituais. Levar educação continuada para profissionais que tem a vivência do ambiente hospitalar e interesse no conhecimento, é maravilhoso. É uma troca de experiências que gera aprendizado e isso é uma iniciativa muito importante”, relata.

O evento também contou com uma roda de conversa com profissionais de outras unidades hospitalares que atuam na rede de saúde pública. A discussão gerou em torno da comunicação efetiva como uma ferramenta essencial no cuidado paliativo. Os colaboradores puderam sanar dúvidas, propor ideias e discutir planos de cuidados, por meio de temas fundamentais da prática diária, tanto no tratamento de pacientes adultos quanto pediátricos.

A paliativista e palestrante, Patrícia Carvalho, destacou ainda, técnicas e ações que auxiliam no processo de efetividade do atendimento e serviço, apontando barreiras que podem ser identificadas e melhoradas durante a estadia do paciente e da família no hospital. Ela enfatizou ainda as ações de humanização e a empatia no atendimento como uma habilidade importante de acolhimento ao paciente.

“Precisamos ter um olhar a partir de outras experiências sobre os cuidados paliativos, assim podemos propor constantes melhorias, e inclusive, entendendo que o paciente deve sempre ser tratado de forma digna, com respeito a seus valores, independente de condições físicas, culturais e sociais. Esse evento veio para temos esse olhar diferenciado, novas formas de acolhimento e humanização no cuidado ao paciente que está fora de qualquer possibilidade terapêutica”, destaca Norma Assunção, Coordenadora da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Adulto do Hospital Metropolitano.

**Sobre a Pró-Saúde**

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.

Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 23 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Por:Adrielle Sousa
Analista de Comunicação- HMUEDSC_0375
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2019-erros-e-polemicas-geram-inseguranca-e-frustracao-nos-estudantes/