Governo do Pará libera R$ 2,4 milhões para Remo, Paysandu, Bragantino-PA e Independente

Reunião envolveu as entidades do governo, FPF e os clubes — Foto: Marcos Souza/Agência Pará

Projeto de patrocínio apresentado por Leão e Papão prevê uma série de contrapartidas ao Banpará durante a realização do Campeonato Brasileiro das Séries C e D

O Governo do Pará liberou um patrocínio de R$ 2,4 milhões que serão divididos entre Remo, Paysandu, Independente Tucuruí e Bragantino-PA, representantes do estado no Campeonato Brasileiro das Séries C e D.

O contrato, que vale até o final do ano, foi assinado na manhã desta quarta-feira pelo governador Helder Barbalho, o presidente do Banpará, Braselino Assunção, e o vice-presidente da Federação Paraense de Futebol (FPF) Maurício Bororó. Os presidentes dos clubes participaram da reunião através de videoconferência.

O aporte financeiro contempla, em maior número, Remo e Paysandu. Cada um receberá R$ 1 milhão. Bragantino e Independente ficarão com R$ 200 mil cada. Os valores serão uma saída para os problemas financeiros que as equipes vêm tendo durante a pandemia do coronavírus.

remo1Contrato de patrocínio foi assinado pelo governador do estado, Helder Barbalho — Foto: Marcos Souza/Agência Pará

O projeto – que partiu do Paysandu, mas foi apresentado em conjunto com o Remo – prevê a exposição da marca do banco do estado nas camisas oficiais dos times, placas de publicidade nos jogos, além da disponibilização de camarotes nos estádios e ingressos nas partidas.

– Esse projeto é parte de um plano de sobrevivência nesse momento de crise, principalmente, para o Campeonato Brasileiro da Série C. Ele prevê uma série de contrapartidas inéditas nesse relacionamento dos clubes com o Governo do Estado, que justificam esse incremento de valor, contando com a sensibilidade do governador – disse o presidente do Paysandu, Ricardo Gluck Paul.

Já o mandatário azulino ressaltou que o aporte financeiro chega em hora oportuna para o Remo e explicou que as contrapartidas também envolvem campanhas publicitárias de valorização ao turismo no Pará.

– Esse novo convênio com o Governo do Estado, com o Banpará, chega em um momento muito importante. É um momento delicado, em que estamos sem nenhuma arrecadação, como todos já sabem, e que vai vir como uma forma de a gente enfrentar esse período de dificuldade. Agradecemos ao Governador pela sensibilidade com o esporte paraense. Vale lembrar que não só os grandes foram contemplados, mas todos os clubes do estado que vão disputar campeonatos nacionais nesse ano. Muito obrigado a todos os envolvidos – explicou Fábio Bentes.

“Em contrapartida, nós vamos abrir espaço para a publicidade do Banpará, das belezas do nosso estado, assim que forem liberados os jogos. Eu entendo que é uma via de mão dupla que vai ser muito importante para fazemos frente a esse momento de dificuldade”, concluiu Bentes

remo2
Fábio Bentes, Ricardo Gluck Paul, Cláudio Wagner e Deley Santos participaram da reunião por videoconferência — Foto: Agência Pará

Os clubes do interior do estado, que este ano disputarão a Série D nacional, também se pronunciaram de forma a agradecer o auxílio financeiro.

– É com muita satisfação que a família do Bragantino agradece esse apoio que o esporte está recebendo. Assim, teremos destaque no cenário estadual e nacional – declarou Cláudio Wagner, presidente do Bragantino-PA – Parabenizo o Estado pela luta que vem travando contra a Covid-19 e, em nome de toda família, agradeço o auxílio – completou o mandatário do Independente-PA.

De acordo com Maurício Bororó, a Federação abriu mão de receber um percentual do repasse do Governo do Estado para que o valor destinado aos clubes fosse maior.

– A Federação abriu mão da porcentagem para que os times recebam todos os valores. O auxilio é de muita valia aos times e mostra o esforço que o governo do Estado está fazendo pelo esporte do Pará nesse período de pandemia – afirmou o vice-presidente da FPF.

Por Gustavo Pêna — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/sisu-prouni-e-fies-ja-tem-datas-para-inscricoes/

 

 

 




Em clássico de atraso, chuva e golaços, Remo empata com um a menos e Paysandu segura liderança

Nicolas voltou a mostrar alto poder de finalização e abriu o placar para o Papão (Akira Onuma / O Liberal)

Clássico foi adiado em uma hora por queda de parte do reboco do Mangueirão
No Re-Pa de número 753, Paysandu e Remo empataram em 1 a 1, pela sétima rodada do Campeonato Paraense. O jogo deste domingo (8), Dia da Mulher, começou com o atraso de uma hora, devido à queda de parte do reboco do Mangueirão em cima de um bar. Com o empate, a dupla permanece igualada com 16 pontos, mas a liderança continua com o Bicola, pelo saldo de gols (10 a 4).

Nos primeiros dez minutos de jogo, o domínio foi do Remo. Apesar disso, com a exceção de um chute sem perigo de Lukinha logo aos dois minutos, o Leão não conseguia criar jogadas mais perigosas, apesar de conseguir manter o rival no campo de defesa. Até que aos 15, o Paysandu deu o aviso: cruzamento da esquerda com Bruno Collaço, a bola bate em Mimica e sobra para Nicolas mandar para fora.

PAPÃO ABRE O PLACAR

Porém, quatro minutos depois, o Leão não escapou. Grande jogada de Vinícius Leite na ponta esquerda, ele ganha de Nininho na velocidade e passa para trás. Nicolas domina, bate colocado de perna direita, vence o goleiro Vinícius e abre o placar no clássico: 1 a 0 Paysandu.
Nicolas voltou a mostrar alto poder de finalização e abriu o placar para o Papão (Akira Onuma / O Liberal)

GOLAÇO

Poucos minutos depois, o Remo voltou a ter a iniciativa do jogo, com mais posse. Entretanto, com bola rolando, ainda ameaçava pouco o goleiro do Papão. Porém, se não dá certo no jogo corrido, vai de bola parada. Aos 35, cobrança de falta de longe, Eduardo Ramos mandou a bola no ângulo direito, sem chances para Gabriel Leite. Golaço e empate no clássico.
SEGUNDO TEMPO DE CHUVA

Debaixo de chuva, o segundo tempo começa com o Paysandu tendo dificuldades para sair trocando passes, graças à marcação adiantada do adversário. Aos 15 minutos, o primeiro lance para levantar a torcida na segunda etapa. Tony invade a área pelo lado esquerdo do Remo e bate cruzado, a bola não vai no alvo, mas assusta.

EDUARDO RAMOS PERDOA!

Na primeira metade da etapa final, foi a vez do Paysandu encurralar o Remo na própria área. Porém, o cenário de poucas chances se manteve. Mas, aos 25, Serginho perde a posse de bola no meio-campo e Eduardo Ramos parte em velocidade. O meia entra na área pelo lado direito e bate cruzado. A bola vai rente a trave e por pouco não sai a virada azulina.

VERMELHO

Aos 40 minutos, os jogadores do Remo fazem duas faltas seguidas para parar o contra-ataque do Paysandu. Pior para Laílson, que foi expulso após impedir Alex Maranhão de sair na cara do gol.
Laílson foi expulso direto após falta no segundo tempo Laílson foi expulso direto após falta no segundo tempo (Akira Onuma / O Liberal)

ÚLTIMA CHANCE

Com um a mais, o Paysandu foi para o ataque para buscar a vitória no último suspiro. Aos 48, Luiz Felipe dá um passe açucarado para Alex Maranhão, dentro da área, que tenta finalizar, porém pega de mau jeito e a bola vai para fora. O clássico termina assim, 1 a 1 e liderança mantida para o Bicola.

SEQUÊNCIA

No próximo sábado (14), às 15h30, no Baenão, o Remo recebe o Independente de Tucuruí, logo na abertura da oitava rodada. Já o Paysandu recebe o Castanhal, no domingo (15), às 10h, na Curuzu. Ambos os jogos têm transmissão lance a lance pelo portal OLiberal.com.

FICHA TÉCNICA

Paysandu 1×1 Remo

Campeonato Paraense – 7ª rodada

Local: Estádio Mangueirão

Horário: 17h* (atraso por queda de reboco)

Árbitro: Wagner Nascimento Magalhães (FIFA/RJ)

Assistentes: Kleber Lúcio Gil (FIFA/SC) e Bruno Boschilia (FIFA-PR)

Quarto árbitro: Joelson Silva dos Santos (FPF)

Quinto árbitro: Raymar Klemer Rezende Ferreira (FPF)

Cartões amarelos: Tony, Serginho, Nicolas (Paysandu) / Neguete, Mimica (Remo)

Cartões vermelhos: Laílson (Remo)

Gols: Nicolas aos 19/1°T e Eduardo Ramos aos 35/1°T

Renda: R$ 579.390 mil

Público pagante: 21.798 mil

Credenciados: 4.354 mil

Total: 26.152 mil

Paysandu – Gabriel Leite; Tony, Perema, Micael, Bruno Collaço; Uchôa, Caíque Oliveira (PH), Serginho (Alex Maranhão); Vinícius Leite, Uilliam Barros (Luiz Felipe), Nicolas. Técnico: Hélio dos Anjos.

Remo – Vinícius; Nininho, Mimica, Neguete, Jansen; Xaves, Djalma, Laílson; Eduardo Ramos (Gelson); Lukinha (Wesley / Robinho), Jackson. Técnico: Mazola Júnior.

Fonte:Globo esporte PA /Andre Gomes
08.03.20 19h01
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com




Nos pênaltis, Remo vence o Paysandu e conquista o título do paraense sub-15

Jogo foi disputado pela manhã no Mangueirão(Foto:Samara Miranda/ Ascom Remo)
Sub-15 do Remo comemorando o título na categoria

O Clube do Remo foi o campeão paraense do Sub-15 ao vencer, nos pênaltis, o Paysandu. O jogo foi realizado na manhã deste domingo (8), no estádio Olímpico, o Mangueirão, em Belém. No tempo normal, o Leão e o Papão empataram em 1 a 1. A decisão do título foi para os pênaltis.

O Remo acertou as cinco cobranças e o Paysandu perdeu duas. Com isso, 5 a 3 para o time azulino, que levantou a taça na categoria sub-15.
Redação Integrada
08.12.19 14h38
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/mensalidades-escolares-mais-que-dobraram-em-10-anos-segundo-procon/




Paraense-Itupiranga vence o Carajás nos pênaltis e é campeão da Segundinha do Parazão

Após empate no tempo normal, o Itupiranga levou a melhor nas penalidades por 5 a 3 e levantou a taça da Segundinha(Foto:Reprodução ORM)
O final de semana foi de festa pelo título da Segundinha do Campeonato Paraense. Jogando em casa, no estádio Jayme Sena Pimentel, o Itupiranga conquistou o título da competição, na primeira vez em que o clube disputou o torneio. Após empate em 2 a 2 com o Carajás no tempo normal, o Itupiranga venceu por 5 a 3 nos pênaltis e levantou a taça.

Em um jogo bastante movimentado, o Itupiranga saiu na frente do placar com Guga, aos 8 minutos da primeira etapa. Mas ao Carajás não se entregou e buscou o empate aos 19 minutos com Adauto e a virada com Neto, aos 43. Na segunda etapa o Itupiranga foi para a cima em busca do empate e conseguiu através do zagueiro Charles, aos 10 minutos do segundo tempo.

PENALTIS

Nas penalidades a equipe da casa se saiu melhor e conseguiu converter todas as cinco cobranças. Já o jogador Neto, do Pica-Pau de Outeiro, errou o pênalti e o Itupiranga fez a festa em casa.

ACESSO

Tanto o Itupiranga quanto a equipe do Carajás, conquistaram o acesso para a elite do Campeonato Paraense em 2020.  Ao lado deles estão: Remo, Paysandu, Independente, Águia, Bragantino, Paragominas, Castanhal e Tapajós.

Por:ORM/Fabio Will
24.11.19 18h15
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/desempenho-no-enade-contribui-para-avaliar-instituicoes-de-ensino-superior/

 




Cuiabá desembarca em Belém para disputar a final da Copa Verde contra o Paysandu

O jogo será na quarta-feira, às 21 horas, no Mangueirão(Foto:AssCom Dourado)
O Cuiabá desembarcou em Belém no final da tarde desta segunda-feira (18). O Dourado vai fazer o último treinamento nesta terça-feira. Para a partida, o desfalque confirmado é do lateral direito Leo, que foi expulso na primeira partida. Fora isso, o time do Cuiabá está completo.

O Dourado joga contra o Paysandu na quarta-feira pela final da Copa Verde e veio com a missão de reverter a desvantagem.

No primeiro jogo, o Cuiabá perdeu por 1 a 0 para o Paysandu e precisa vencer por um gol de diferença decidir nos pênaltis ou por dois para ser campeão direto.

A partida será às 21 horas, no Mangueirão. O jogo terá transmissão lance a lance em OLiberal.com.

Redação Integrada
18.11.19 20h47
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/escolas-de-ensino-medio-integral-receberao-r-118-milhoes-do-mec/

 




Paysandu vence o Cuiabá e está em vantagem na final da Copa Verde

Em um jogo dominado pelo Cuiabá, o Papão soube ser mais efetivo e garantir o gol, marcado por Nicolas, para buscar o tri(Foto:AssCom Dourado)

O Paysandu está em vantagem para conquistar o título da Copa Verde. Isso porque o time bicolor venceu o Cuiabá por 1 a 0, na primeira partida realizada na Arena Pantanal, na noite desta quinta-feira. O gol foi marcado pelo artilheiro do Papão na temporada, o atacante Nicolas. Ele soma agora 12 gols.
Para o jogo da volta, que será na quarta (20), às 21 horas, no Mangueirão, em Belém (PA), o Paysandu pode empatar que conquista o terceiro título da Copa Verde. Se o Cuiabá vencer por um gol de diferença, a decisão será nos pênaltis.

Pressão do Dourado

Mas o gol da vantagem só iria sair no segundo tempo. Na primeira etapa, o Cuiabá pressionou o Paysandu, mostrando a força do time de Série B contra um que disputa a Série C. Com um minuto, Paulinho cobrou escanteio e Edinei desviou de cabeça para quase abrir o placar na Arena Pantanal. Depois, Marino finalizou de fora da área e a bola passou perto do gol. Depois, Felipe Marques roubou a bola e chutou forte para o gol. Para a sorte bicolor, Giovanni estava atento e fez boa defesa.

Papão só chutou uma vez

O Paysandu só conseguiu chutar para o gol aos 26 minutos do primeiro tempo. Nicolas recebeu, puxou para o meio e tocou para Vinícius Leite. O atacante ajeita, mas chuta pra fora.

Substituição no Dourado

Ainda no primeiro tempo, o Cuiabá precisou mexer. Marino sofreu uma falta de Tomas Bastos, que levou amarelo, e acabou sem condição para voltar a jogar. Escudero assumiu a posição.

Papão com dificuldade

O Paysandu não conseguia achar espaço para sair jogando. Tentava trocar passes, mas a marcação e o recuou do Cuiabá acabava bloqueando as jogadas. Já o Cuiabá distribuía as jogadas. Só faltou caprichar na hora de finalizar.

Segundo tempo

Os times voltaram sem qualquer mudança do intervalo. O Cuiabá continuou jogando do mesmo jeito e, assim como no primeiro, o time mato-grossense teve chance de abrir o placar na Arena Pantanal. O Paysandu tentou sair para o ataque mas sem sucesso.

Troca bicolor efetiva

Aos 10 minutos, o técnico Hélio dos Anjos decidiu fazer a primeira substituição. Leandro Lima entrou no lugar de Tomas Bastos, que não correspondeu ao que era esperado. Mas Leandro Lima sim.

Gol do Paysandu

Aos 23 minutos, o meia cobrou uma falta e mandou na área. Nicolas sobe e, de cabeça, abre o placar para o Paysandu na Arena Pantanal. O gol veio no momento que o Papão começava a crescer na partida e saiu da cabeça do artilheiro. Nicolas chegou ao 12º gol na temporada.

Dourado vai pra cima

O Cuiabá teve chance para empatar, mas o time paraense contou com a boa defesa do goleiro. A jogada começou com Paulinho. Ele mandou para Léo na área. O lateral chutou cruzado. A bola desvia em Victor Oliveira e Giovanni espalma.

Expulsão no Cuiabá

O jogo teve seis minutos de acréscimos e foi de ambos os times tentando balançar as redes. Mas o que marcou foi a expulsão de Léo, que derrubou Vinícius Leite perto da área. Como já tinha amarelo, levou o segundo, e veio o vermelho.

Ficha técnica

CUIABÁ X PAYSANDU

1º JOGO DA FINAL DA COPA VERDE

Local: Arena Pantanal – Cuiabá (MT)

Cuiabá: Victor Souza; Léo, Ednei, Anderson Conceição e Paulinho (Alex Ruan); Marino (Escudero), Escobar, Alê, Toty (Gutierrez); Jefinho e Felipe Marques

Técnico: Marcelo Chamusca

Paysandu – Giovanni; Tony (Bruno Oliveira), Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Wellington Reis, Caíque Oliveira (Thiago Primão), Tomas Bastos; Nicolas, Vinícius Leite e Elielton

Técnico: Hélio dos Anjos

Cartão Amarelo: Escobar, Léo (Cuiabá); Tomas Bastos, Elielton, Vinícius Leite (Paysandu)

Cartão vermelho: Léo (Cuiabá)

Gol: Nicolas (23’/2ºT)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro – MTR/GO

Assistente 1: Cristhian Passos Sorence – AB/GO

Assistente 2: Leone Carvalho Rocha – AB/GO

Quarto Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao – AB/GO

Quinto Árbitro: Hugo Savio Xavier Correa – AB/GO

Árbitro de Vídeo: Elmo Alves Resende Cunha – MTR/GO

Assistente de Árbitro de Vídeo 1: Jefferson Ferreira de Moraes – AB/GO

Assistente de Árbitro de Vídeo 2: Edson Antonio de Sousa – AB/GO

Observador de VAR: Cláudio Vinícius Cerdeira – CBF/BR
Por:ORM/Andreia Espírito Santo
14.11.19 23h09
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/diageo-e-grupo-heineken-abrem-selecao-para-estagio-veja-como-participar/

 




Luverdense perde para o Paysandu no Passo das Emas e é rebaixado para a Série D

Por:Só Notícias/Herbert de Souza -15/08/2019 20:56-(foto: Só Notícias) – O Luverdense está rebaixado para a Série D do Campeonato Brasileiro. Há pouco, a equipe mato-grossense foi derrotada, por 3 a 1, pelo Paysandu, no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde, em partida válida pela penúltima rodada da Série C.

Com o resultado, o Luverdense permanece em 9º lugar no grupo B, com 13 pontos. Além da equipe mato-grossense, o Atlético-AC, que ficou na lanterna da chave, também foi rebaixado à Série D. Já o Paysandu é o segundo colocado do grupo, com 27 pontos.

O jogo – Mesmo jogando fora de casa, foram os paraenses que tiveram a primeira grande oportunidade do jogo. Aos 17, Tomas Bastos alçou na área, Nicolas desviou de cabeça e Edson espalmou para escanteio. Na cobrança, Caíque Oliveira desviou, na primeira trave, e fez o primeiro do Paysandu.

O Luverdense tentou reagir. Aos 26, Kauê tentou encobrir o goleiro do Paysandu e jogou pela linha de fundo. Aos 40, Goteira fez jogada individual, invadiu a área e tocou para trás. Antes da bola chegar em Tozin, Léo Baiano fez o corte e jogou para escanteio.

Logo na volta do segundo tempo, o Paysandu empatou. No primeiro minuto, Vinícius Leite foi lançado na ponta esquerda, avançou e foi derrubado por Abu, na entrada da área. Tomas cobrou a falta direto para o gol, por cima da barreira, e surpreendeu o goleiro do Luverdense.

Os mato-grossenses, no entanto, diminuíram, logo na sequência. Tozin recebeu na área e, com liberdade, chutou cruzado, sem chances para o goleiro do Paysandu. Aos 6, o Luverdense quase empatou. Jefferson tabelou com Goteira e chutou com força, da entrada da área. Mota defendeu. Aos 8, nova oportunidade para os donos da casa. Kauê tocou para Abu, que cruzou rasteiro. A bola passou com perigo na área.

Os mato-grossenses ainda tiveram outra chance de empatar. Aos 14, Juninho lançou Goteira, que, livre, tentou driblar o goleiro. O arqueiro, porém, levou a melhor e ficou com a bola. O balde de água fria para o LEC veio aos 17. Tomas, em cobrança de falta, alçou na área. Nicolas desviou de cabeça e fez o terceiro para o Papão da Curuzu.

Mesmo com o revés, o Luverdense seguiu tentando buscar o resultado. Aos 27, Kauê “chapelou” Caíque e bateu por cima do gol, com perigo. Aos 33, Douglas foi lançado na direita e cruzou de primeira na área. Tozin desviou de cabeça, mas jogou pela linha de fundo. Aos 45, Léo Goteira ainda arriscou chute da entrada da área. Mota defendeu em dois tempos.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/6a-edicao-da-olimpiada-de-lingua-portuguesa-recebe-producoes-de-estudantes-ate-segunda-19/




Paysandu vence o São Francisco e conquista o Parazão 2016.

Papão levantou a taça e comemorou seu 46º título estadual em 102 anos de existência
O Paysandu é o grande campeão do Campeonato Paraense da temporada 2016. O time bicolor derrotou a forte equipe do São Francisco de Santarém, na noite deste sábado (7), no Mangueirão e levantou a Taça Açaí e conseqüentemente o título do Parazão de forma invicta, após dois anos sem conquistas. Com gols de Fernando Lombardi no primeiro tempo e Fabinho Alves na etapa final, o Paysandu reconquistou a hegemonia no estado e se distanciou em números de títulos em relação ao seu maior rival. Agora são 46 conquistas azul e branco contra 44 do Remo.
Veja como foi a partida lance a lance

Com tudo ao seu favor, desde a forma com que a equipe vem jogando e também com o apoio da sua torcida, o Paysandu tratou logo de mostrar o seu “cartão de visita” e abriu o placar no Mangueirão. O gol saiu cedinho, logo no primeiro minuto de jogo. Em cruzamento do lado esquerdo, a bola encontrou a cabeça do zagueiro Fernando Lombardi, que testou bonito e abriu o placar do mangueirão. Paysandu 1 a 0.

Foto: Carlos Fellip (ORM News)Foto: Carlos Fellip (ORM News)

O Papão  continuou no ataque e teve chance de marcar o segundo, mas o goleiro Paulo Rafael fez ótima defesa no chute de Augusto Recife, que recebeu na entrada da área. Celsinho também teve boa chance, após receber dentro da área, mas foi travado na hora da conclusão.

Mas engana-se que o jogo foi só Paysandu. O São Francisco, treinado pelo técnico Walter Lima, fez frente ao Paysandu. Primeiro a equipe santarena tentou de fora da área, foram dois chutes que assustou a defesa bicolor, em um deles o goleiro Emerson fez uma boa defesa. Mas não foi em um lance de chute forte que o Leão chegou ao empate. O jeito foi a forma que o São Francisco deixou tudo igual no Mangueirão. Após toques rápidos na entrada da área, a bola chegou até Adrelino, que na saída do goleiro Emerson mandou um toquinho de cobertura, marcando um golaço e deixando tudo igual no Mangueirão, 1 a 1 aos 29 minutos da primeira etapa.

Foto: Carlos Fellip (ORM News)
Foto: Carlos Fellip (ORM News)

O São Francisco gostou do jogo e continuou no ataque, mas esbarrava na defesa bicolor que afastou alguns cruzamentos perigosos na área alviceleste. O Paysandu chegou já no final do primeiro tempo com Leandro Cearense, em um forte chute que passou raspando a trave do goleiro Paulo Rafael. O primeiro tempo terminou mesmo empatado em 1 a 1.

Na segunda etapa o Papão voltou bem melhor e fez valer mando de campo. Com o apoio da torcida, que compareceu em grande número, o Papão retornou para o segundo período mais ligado, ainda mais com a substituição de  Raí, que foi figura apagada no jogo, que saiu para entrada de Raphael Luz. O Papão ganhou em qualidade de passe e também na movimentação no setor ofensivo e não demorou muito para isso resultar em gol. Mais uma vez, na bola parada o Papão marcou. Cruzamento de Celsinho pela direita, a bola resvalou em Leandro cearense e sobrou livre para o atacante Fabinho Alves, que dentro da pequena área deu um toque de leve para desviar a trajetória da bola e fizesse com que ela morresse no fundo do gol do São Francisco. Papão na frente, 2 a 1, aos nove minutos.

Precisando de um gol para forçar a decisão de pênaltis, o São Francisco se lançou desorientadamente ao ataque, mas esbarrou na forte marcação do time do Paysandu, que por sua vez, saia nos contra-ataques tentando matar o jogo. Em duas oportunidades o time alviceleste teve a chance de ampliar o marcador, mas o goleiro Paulo Rafael operou dois milagres e salvou o time santareno.

Na reta final da partida o São Francisco foi mais pressão, mas abusou do “chuveirinhos” na área do Paysandu, que sempre eram cortados pela dupla de zaga do Papão. Já no último minuto, o goleiro do São Francisco, Paulo Rafael foi para a área do Paysandu tentar o cabeceio, mas não conseguiu. O árbitro Dewson Fernando Freitas apitou o fim de jogo e deu inicio à festa da Fiel Bicolor nas arquibancadas do Colosso do Bengui. Final de jogo, Paysandu 2 a 1.

Agora o Paysandu já pensa na próxima terça (10), quando terá outra final pela frente. Desta vez o Papão tenta o título inédito da Copa Verde diante do Gama (DF), no estádio Bezerrão, na cidade do Gama. A partida está marcada para as 20h30 e será transmitida lance a lance pelo ORM News. Fique Ligado!
Ficha técnica de paysandu 2 x 1 São Francisco – Final do Parazão (Taça Açaí)

Local: Mangueirão- Belém/PA

Hora: 18h

Data: 07/05/2016

Árbitro: Dewson Fernando Freitas

Auxiliares: Hélcio Araújo Neves e José Ricardo Guimarães Coimbra

Cartões amarelos:

Paysandu: Augusto Recife, Rodrigo Andrade, Raphael Luz

São Francisco: Carlinhos Rocha, Perema e Andrelino

Gols:

Paysandu: Fernando Lombardi (1’/1T) e Fabinho Alves (9’/2T)

São Francisco: Andrelino (29’/1T)

Paysandu: Emerson; Roniery (Rodrigo Andrade), Fernando Lombardi, Gualberto e Lucas; Ricardo Capanema, Augusto recife, Celsinho e Raí (Raphael Luz); Fabinho Alves e Leandro Cearense (Betinho). Técnico: Dado Cavalcanti

São Francisco: Paulo Rafael, Andrey (Guilherme), Carlinhos Rocha, Perema, Douglas e Andrelino (Mocajuba); Rodrigo Santarém (Alan Peterson), Juninho e Balotelli; Samuel e Elielton – Técnico Walter Lima

RENDA: Renda: R$ 419.965,00

Público pagante: 18.225

Credenciados: 2.680

Total de público: 20.905
Por Orm News
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981151332 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)  (093) 35281839  E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br