Três homens morrem e outros 13 são presos durante ‘Operação Icatu’, em Igarapé-Miri

image_pdfimage_print

Grupo preso durante a operação Icatu, em Igarapé-Miri –  (Foto:Reprodução/Polícia Militar)

Ação que durou 11 dias resultou na prisão de envolvidos em crimes como homicídios, extorsões, roubos e outros delitos, além de apreensão de drogas, veículos e dinheiro
Três homens morreram durante a “Operação Icatu”, na Vila de Santa Maria do Icatu, no município de Igarapé-Miri, no nordeste paraense. Iniciada no último dia 17 de outubro, a ação terminou na manhã desta quarta-feira (28) e resultou na prisão de 13 homens envolvidos em crimes como homicídios, extorsões, roubos e outros delitos no local. Segundo informações da Polícia Militar, a ação teve início após queixas da população sobre o medo instaurado pelo líder do grupo, conhecido apenas Didi. O acusado, além de atuar como assaltante de banco e pirata, também instituía toques de recolher, assassinatos e roubos na vila.

Os 13 envolvidos presos, que não tiveram a identidade revelada, fazem parte da quadrilha de Didi. Com os criminosos, foram apreendidos três lanchas motores, de modelo 115HP, 60HP e 15 HP, avaliadas em R$350 mil; um carro Gol vermelho; um carro Palio preto; uma moto Pop branca; uma central de ar; uma arma caseira além de vários televisores e celulares.

De acordo com a Polícia Militar, possivelmente os veículos eram usados tanto para cometer os crimes como para facilitar a fuga dos criminosos após os delitos.

Entorpecentes e dinheiro apreendidos pelos policiais envolvidos na ação Entorpecentes e dinheiro apreendidos pelos policiais envolvidos na ação (Divulgação/Polícia Militar)

Entorpecentes também foram encontrados em posse do bando, entre eles 52 porções de substância semelhante a maconha; 24 porções de substância semelhante a oxi; 14 porções de substância similar à cocaína; cinco tabletes de substância semelhante a maconha e uma quantia em dinheiro de R$4.025,00.

Durante os 11 dias de operações dentro da comunidade de Icatu e na cidade de Igarapé-Miri, os agentes localizaram e mapearam alguns pontos por onde a quadrilha passou em fuga.

A ação contou com um efetivo de agentes da Batalhão de Polícia Tática/ROTAM; Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) no Pará; Grupamento Marítimo Fluvial; Grupamento Aéreo de Segurança Pública (GRAESP); Grupamento Tático Operacional (GTO) de Abaetetuba; Batalhão de Ações com Cães (BAC) do Pará; 8ª Companhia Independente de Polícia Militar (8ª CIPM) e o 32º Batalhão da Polícia Militar.

Por:Redação Integrada

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: