Família Kós Miranda é investigada por golpe de R$ 10 milhões em SP

image_pdfimage_print

Diego Kós Miranda (acima, na esquerda) foi preso por golpe milionário contra bancos em Belém durante operação do Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado (Gaeco). (Foto: Reprodução / Redes Sociais)

Polícia Civil paulista investiga os crimes de estelionato, associação criminosa e falsificação de documento público.

O envolvimento da família Kós Miranda com supostas práticas criminosas ultrapassa os limites territoriais do Pará. A Polícia Civil de São Paulo instaurou inquérito policial e apura os crimes de estelionato, associação criminosa e falsificação de documento público.

Os indiciados por esses eventuais delitos são Diego Almeida Kós Miranda, Nicole Cotelesse das Costa Kós Miranda, Bruna Almeida Kós Miranda, Yasaman Larissa Lujan Kós Miranda, e, ainda, Paulo Gabriell da Silva Brasil de Mello, e Marcus Vinícius Silva Almeida.

O caso teria ocorrido no ano de 2022, e o inquérito policial foi instaurado, em fevereiro de 2023, pela delegada Ana Lúcia de Souza, do 78º Distrito Policial, da Polícia Civil de São Paulo, no bairro Jardins.

Nos autos, consta que a investigação policial paulista iniciou a partir da denúncia , em 21 de novembro de 2022, do Red Fundo de Investimento em Direitos Creditórios Real LP, empresa privada com sede em São Paulo, que trabalha com aplicações em títulos de crédito criados a partir de contas a receber de uma determinada entidade.

De acordo com o inquérito policial, em SP, “o Red foi vítima de um conluio fraudulento perpetrado por representantes da empresa Atitude Construções e Incorporações LTDA, resultando em prejuízo de R$ 10 milhões.

“Tendo como mote uma operação de emissão de cédula de crédito bancário, cujo título foi transmitido à peticionária e a garantia teria sido um imóvel na cidade de Itapevi/SP, que não pertencia à empresa investigada, à indução a erro da credora se revestiu de documentos falsificados, cujas circunstâncias, motivação e demais dados estão detalhadamente descritos no petitório”, diz um trecho do inquérito.

Golpe

O Real Fundo de Investimento Red LP apresentou Notícia Criminal contra a empresa Atitude Construções e Incorporações LTDA, com sede na avenida Visconde de Souza Franco, em Belém (PA), listando como representantes Paulo Gabriell da Silva Brasil de Mello, Diego Almeida Kós Miranda, Marcus Vinícius Silva Almeida (intitulados Noticiados), Nicole Cotelesse das Costa Kós Miranda, Bruna Almeida Kós Miranda e Yasaman Larissa Lujan Kós Miranda (intituladas as Partícipes).

O Fundo acusa Paulo Brasil, Diego Kós e Marcus Almeida, de emitirem uma Cédula de Crédito Bancário (“CCB”) em favor da BPM Sociedade de Crédito Direto S.A. (“BMP”), no valor de R$ 10 milhões, oferecendo em garantia, de forma fraudulenta e mediante a falsificação de documentos, um imóvel situado na cidade de Itapevi/SP, que, conforme veio a ser descoberto, não lhe pertencia e jamais pertenceu à Atitude Construções.

“Logo, não há dúvidas de que a Atitude Construções jamais deteve a propriedade sobre o Imóvel, portanto, não poderia alienar fiduciariamente o aludido bem ao Fundo. Ou seja, o bem foi oferecido em garantia pelos noticiados apenas com o intuito de viabilizar a prática de um golpe de grandes proporções”, diz o inquérito.

Em outro trecho, a investigação informa: “E não parou por aí, os noticiados ainda tentaram formalizar uma nova operação, com valor de crédito na monta de R$ 2,5 milhões, envolvendo a disponibilização de um outro imóvel como garantia – nº 11.845 do Cartório do Registro de Imóveis de Diadema/SP – o qual também não era de propriedade da Atitude Construções e cuja matrícula foi igualmente fraudada”, como informou o Fundo Red LP.

Fonte: O Liberal  e Publicado Por: Jornal Folha do Progresso em 29/05/2024/07:41:37

Notícias gratuitas no celular

O formato de distribuição de notícias do Jornal Folha do Progresso pelo celular mudou. A partir de agora, as notícias chegarão diretamente pelo formato Comunidades, uma das inovações lançadas pelo WhatsApp. Não é preciso ser assinante para receber o serviço. Assim, o internauta pode ter, na palma da mão, matérias verificadas e com credibilidade. Para passar a receber as notícias do Jornal Folha do Progresso, clique no link abaixo e entre na comunidade:

*     Clique aqui e acesse a comunidade do JORNAL FOLHA DO PROGRESSO

Apenas os administradores do grupo poderão mandar mensagens e saber quem são os integrantes da comunidade. Dessa forma, evitamos qualquer tipo de interação indevida. Sugestão de pauta enviar no e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835– (93) 98117 7649.
“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: