Gratuito e on-line: inscrições para curso de Estatística terminam domingo (20)

Formação é oferecida pela Capes; são 20 mil vagas

Terminam no próximo domingo (20) as inscrições para o curso o curso on-line de Estatística oferecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Ministério da Educação (MEC). A formação é realizada diretamente na plataforma virtual da Capes, Avamec. Ao todo estão sendo disponibilizadas 20 mil vagas.

O curso já foi iniciado desde o dia 14 de setembro, mas não é um empecilho para novas inscrições, tendo em vista que o conteúdo pode ser acessado a qualquer momento. A formação é dividida em três módulos e aborda conceitos fundamentais da estatística, aspectos sobre a coleta, análise e interpretação de dados.

Podem se inscrever os estudantes de graduação, concluintes do ensino médio e alunos matriculados na Universidade Aberta do Brasil (UAB). A formação é uma ferramenta eficaz para o aprendizado, pois amplia o conhecimento, explora habilidades específicas e ainda fortalece o ensino a distância.

O intuito da formação, segundo o MEC, é auxiliar os estudantes que possuem certa dificuldade na disciplina, por isso os conteúdos terão linguagem mais acessível. No total, o curso terá 60 horas de duração. As inscrições são feitas, exclusivamente Avamec.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/brasil-exporta-ferramenta-de-tecnologia-educacional-para-40-paises/

 

 




Conheça áreas da Medicina Veterinária que vão além do atendimento clínico

São mais de 80 opções para seguir carreira na profissão

Se engana quem pensa que o médico-veterinário se limita apenas ao atendimento em clínicas e petshops. Segundo o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), são mais de 80 as opções para seguir carreira na profissão. A Medicina Veterinária foi regulamentada no Brasil pela primeira vez em 1933 e, anualmente, no dia 9 de setembro é comemorado o seu dia.

Esse ano, para celebrar a data, o Sistema Conselhos Federal e Regionais de Medicina Veterinária (CFMV/CRMVs) adotou como mote de campanha o tema “O médico-veterinário também cuida de você” para celebrar a presença do profissional em atividades que atuam desde o cuidado com os alimentos, solo, água, saúde pública, genética até doenças que circulam nos animais e atingem os homens, como as zoonoses.

“A figura do médico-veterinário se destaca como o profissional mais qualificado para implantar e coordenar ações de Saúde Única. O Sistema CFMV/CRMVs tem insistido em alertar profissionais, gestores e população sobre o impacto positivo da atuação dele para a saúde de todos. Prevenindo, controlando ou erradicando doenças, garantindo a saúde animal e a qualidade e inocuidade dos alimentos de origem animal para a população”, explicou, em nota, o CFMV/CRMVs.

Principais áreas de atuação da Medicina Veterinária

Clínica e cirúrgica: essa área é destinada ao atendimento a pequenos animais, aplicando vacinas, vermífugos e coletando sangue entre outras atividades da rotina clínica veterinária. É uma das carreiras com mais profissionais e o contato é logo feito nos períodos iniciais da graduação em Medicina Veterinária. Especializações em dermatologia, ortopedia e nutrição animal garantem destaque do profissional que gosta desse setor.

Vigilância, inspeção e perícia: verifica se supermercados, frigoríficos ou qualquer estabelecimento e indústrias com alimentos de origem animal estão cumprindo as normas sanitárias. Nessa área, o médico-veterinário também vistoria de perto o cuidado com o gado.

Já nos espaços conhecidos por realizar competições ou concursos de animas, o médico-veterinário é quem faz a avaliação dos bichos, identificando como estão cada um deles, além de fiscalizar se os tutores deram substâncias proibidas nas competições. Essa função é parecida com a veterinária esportiva, com a diferença no tipo de cuidado. Nessa, o veterinário cuida e trata das lesões que podem aparecer nos animais competidores.

Agronegócio: nesse segmento, o profissional auxilia na produção de alimentos que possuem origem animal, sendo responsável por verificar a qualidade dos mesmos desde o tratamento com os animais desde o rebanho. O profissional é responsável por cuidar da saúde e nutrição dos animais, evitando o surgimento de doenças.

Saúde pública: atua na prevenção e controle de zoonoses, doenças que podem causar prejuízos em humanos. O campo de atuação pode ser em laboratórios ou no setor público, por meio de concursos.

Ensino e pesquisa: o campo acadêmico também é amplo para esse profissional. No ensino, há possibilidades como docência universitária, ministrar palestras ou prestar consultorias. Na pesquisa, o profissional pode desenvolver estudos com diferentes espécies de animais. Em ambas as áreas é necessário a dedicação em cursos que vão além da graduação: especializações, mestrados e doutorados na área.

Por:Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/dia-mundial-da-alfabetizacao-desafios-para-aprendizagem-chamam-atencao-no-pais/

 

 




Sisu, Prouni e Fies já têm datas para inscrições

O anúncio foi feito pelo ministro da Educação através do Twitter

As datas para inscrições nos programas do Sisu, Prouni e Fies foram divulgadas ontem, 11, pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, por meio de sua conta no Twitter. Esses processos seletivos são formas de acesso ao ensino superior, que utilizam a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para o ingresso.

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) poderão ser realizadas entre 16 e 19 de junho. Para o Programa Universidade para Todos (Prouni) as inscrições devem ocorrer entre 23 e 26 de junho. Já para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), as inscrições serão de 30 de junho a 3 de julho.

Os candidatos também podem utilizar a nota do Enem 2019 em todos os programas. No total, cerca de 3,9 milhões de estudantes fizeram a prova do Enem no ano passado.

Programas do Governo

O Sisu é um sistema utilizado por participantes do Enem. Nesse processo, os estudantes são selecionados para ocupar as vagas das instituições públicas de ensino superior em todo o Brasil.

Já o Prouni garante bolsas para os estudantes em instituições privadas de ensino superior. As bolsas variam conforme a renda dos candidatos, podendo ser parciais, de 50% da mensalidade ou totais, de 100%.

O Fies é um programa que garante o financiamento a condições mais favoráveis quando comparadas às de mercado, permitindo que os estudantes tenham condições de ingressar o ensino superior em instituições privadas.

*Com informações da Agência Brasil

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/enem-2020-inep-disponibiliza-versao-em-libras-do-edital/

 

 

 




Enem 2020: cursinho preparatório disponibiliza conteúdos e aulas online

Até o momento, datas do exame estão mantidas

Para ajudar os vestibulandos a seguirem o calendário de estudos para provas como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nesse período de quarentena, o cursinho popular Maio de 68, que atende alunos da rede pública de Mogi das Cruzes (SP), montou um estrutura virtual de aprendizagem para qualquer pessoa do país que estiver buscando material de estudo.

Entre o conteúdo, há uma plataforma de sala de aula, que é gratuita, para armazenar as disciplinas. Além disso, aos sábados, os professores vão dar aulas online, onde poderão tirar as dúvidas dos estudantes. A condição é válida enquanto durar o período de isolamento social. Quando as aulas voltarem a ser presenciais, serão chamados apenas os candidatos aprovados no processo seletivo do cursinho de 2020. Para participar e ter mais informações envie e-mail para: cursinhomaio68@gmail.com
Isenção e outras datas do Enem 2020

Termina amanhã, dia 17, o prazo para que os candidatos que não possuem condições de pagar a taxa de inscrição do Enem 2020 possam solicitar a isenção do pagamento. O pedido deve ser feito na Página do Participante do Exame.

A edição do Enem deste ano contará com duas aplicações com formatos diferentes: provas impressas e digital. Quem optar por fazer o Enem Digital vai realizar as provas um mês antes de quem escolher a modalidade tradicional. Serão 100 mil vagas ofertadas para esse novo formato nesse primeiro ano e a projeção futura é que a avaliação aconteça mais de uma vez ao ano.


Outras oportunidades de cursinhos preparatórios

A plataforma de incentivo à educação Educa Mais Brasil disponibiliza em seu site diversas bolsas de estudos para cursinhos preparatórios para o Enem EAD. Os valores possuem até 70% de desconto nas mensalidades. Caso o candidato não consiga uma vaga em instituições públicas e privadas por meio de programas de acesso ao ensino superior do governo federal – SisuProuni e Fies –, há também bolsas de estudo para cursos de graduação. Basta acessar o site do Educa e consultar a condição das ofertas.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil com Foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/edital-da-capes-para-projetos-sobre-pandemia-segue-aberto-ate-o-dia-3004/

 




Aplicativos para aulas EAD auxiliam professores na quarentena

Confira as dicas de ferramentas digitais gratuitas

Com a suspensão das aulas presenciais, o ensino a distância (EAD) vem sendo a alternativa, nesse momento de isolamento social, para dar continuidade à formação dos estudantes, possibilitando que não haja tantos impactos para a educação, mesmo diante de um cenário de calamidade pública.

Nesse cenário, a tecnologia tem sido uma aliada. Por isso, separamos algumas ferramentas que podem ser utilizadas pelos professores para se conectarem com os alunos e, ambos, aproveitarem um ensino mais eficaz. Confira:

 

App EAD – Google Classroom

É uma iniciativa da Google que faz parte do programa G Suite for Education, projeto que disponibiliza aplicativos gratuitos para a educação a distância. Funciona como uma sala de aula EAD e é um serviço que pode ser usado pelas instituições de ensino e educadores durante a quarentena, para passar os conteúdos para os alunos. Na plataforma é permitido disponibilizar atividades e materiais em PDF, além de ser possível dar feedbacks para os estudantes. Os alunos poderão entregar os trabalhos no aplicativo, tirar dúvidas on-line, organizar e consultar a sua agenda de aulas.
Aulas EAD ao vivo

As aulas ao vivo possibilitam maior interação e os estudantes podem ter as suas dúvidas resolvidas conforme a aula acontece. Para essa atividade, diferentes aplicativos podem ser utilizados, como:

1- Zoom Cloud Meetings: um aplicativo disponível para Android e iOS que possibilita videoconferências, reuniões e aulas ao vivo. Na modalidade gratuita, permite até 25 pessoas em uma chamada por vídeo, por exemplo. Os professores podem passar os conteúdos e tirar as dúvidas dos estudantes.

2- HangoutsMeet:  a ferramenta possibilita facilidade no acesso, videochamadas e chamadas de áudio. Importante ressaltar que alguns recursos só estão disponíveis para clientes do G-suit.

3- Skype: um dos mais conhecidos aplicativos de chamada de vídeo e voz, o Skype é uma ótima alternativa para a educação a distância durante a quarentena. O usuário pode realizar chamadas com vídeo, áudio e chat de forma gratuita.
Bolsas de estudo para Tecnologias Educacionais

A tecnologia na educação traz diferentes benefícios para educadores e aprendizes. Por isso, é fundamental aprofundar os conhecimentos sobre o seu para trazer melhorias ao ensino. Uma dica é realizar uma pós-graduação em Tecnologias Educacionais e a especialização em Novas Tecnologias e Inovação na Educação. Com a bolsa de estudo do Educa Mais Brasil, você pode fazer a sua especialização com até 70% de desconto nas mensalidades.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil/Com Foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/dia-do-jornalista-saiba-a-importancia-desse-profissional-nas-coberturas-sobre-a-covid-19/

 

 

 

 




Para melhorar o processo seletivo, instituições de ensino adotam ferramentas on-line

O futuro é digital e já podemos vivenciar essa era na Educação 

A tecnologia já faz parte da vida de muitas pessoas. A tendência é que, aos poucos, todas elas consigam resolver tarefas através da internet. Na Educação, os estudantes já são beneficiados com o uso da tecnologia aliada ao estudo, uma vez que a migração do presencial para o digital já é uma realidade em muitas instituições de ensino. Assim, os alunos podem resolver problemas acadêmicos, realizar pagamentos de mensalidades, se comunicar com a instituição e realizar provas on-line.

O meio digital pode proporcionar otimização de tempo e deslocamento, redução de custos, aumento da capacidade de atendimento, dentre outras vantagens. Na Educação, as ferramentas digitais possibilitam a realização de aulas remotas e a colaboração no ensino-aprendizagem na realização de avaliações fora do espaço pedagógico. Todos esses processos podem ser realizados pelos estudantes com segurança e comodidade.

“Nós usamos o Vestibular Online há, aproximadamente, dois anos. Entendemos que a plataforma é fundamental, pois melhorou a dinâmica na forma que os alunos fazem a prova. No período de digitalização que o mundo está passando, as instituições de ensino ainda estão um pouco atrasadas, mas o mundo caminha para isso”, afirma o diretor executivo da Faculdade Impact, Pedro Paulo Alves.

O Vestibular Online é uma plataforma que possibilita a realização de processos seletivos através de provas no computador. Inúmeras instituições de ensino adotaram a plataforma como um meio de viabilizar a entrada de estudantes nos seus cursos ofertados. Por ela, o processo seletivo é virtual, com segurança antifraude e o resultado sai em até duas horas, pois o método possibilita mais agilidade na correção das provas.

O futuro é digital

No mesmo caminho de substituição da aplicação de provas presenciais para digitais, neste ano, os estudantes de todo o Brasil farão, pela primeira vez, o Exame Nacional do Ensino Médio na versão remota, o Enem Digital. A implantação será gradativa e visa substituir, até 2026, a tradicional prova em papel. Com isso, o Ministério da Educação (MEC) estima ter vantagens como a economia em papel, redução do risco de fraude, adaptação ao Novo Ensino Médio, aumento da interatividade e possibilidade de aplicação das provas em mais municípios.

O cenário atual dá espaço para que o digital faça parte, cada vez mais, da Educação. Por isso, o vestibular on-line é apontado por gestores da área educacional como solução para as instituições de ensino se reinventarem, por oferecer facilidade e comodidade na aplicação de processos seletivos.

Dessa forma, a prova pode ser feita pelos candidatos de onde eles estiverem. “Neste momento, a maior vantagem é permitir que a instituição não pare a sua captação e o candidato tenha a flexibilidade de poder fazer a prova de onde estiver”, afirma Joyce Guedes, diretora do Vestibular Online.

No momento em que o mundo está em isolamento social por conta do novo coronavírus, as aulas presenciais foram parar no ambiente virtual. Porém, essa necessidade não é de agora. A História do Brasil conta que a Educação A Distância (EAD) já acontecia desde o século XVIII. De lá para cá, esse método de ensino passou por adequação para atender às diferentes gerações e novas tecnologias.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/enem-digital-todo-o-pais-recebera-o-projeto-piloto/




Estudante nota 1000 do Enem 2018 lança nova cartilha de redação

Material é divulgado para ajudar os futuros participantes

Qual vestibulando não quer alcançar a tão sonhada nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio? Essa conquista, somada a um bom desempenho nas provas objetivas pode abrir portas para que os estudantes encontrem boas oportunidades no ensino superior. Para ajudar na produção de um texto nota máxima no Enem, um dos participantes nota 1000 do Enem 2018, Lucas Felpi, lançou a Cartilha Redação a mil 2.0

Como o próprio nome diz, essa é a segunda edição da cartilha que reúne mais de 40 dissertações de alguns dos estudantes que tiraram as maiores notas na última aplicação do exame, no final do ano passado.

Qual a importância da Cartilha Redação a mil 2.0?

Todos os anos o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publica uma Cartilha com alguns textos nota máxima, além de informações e dicas dessa parte da prova. No entanto, esse material só é divulgado faltando pouco tempo para a aplicação da avaliação, sendo assim, os estudantes que estão se preparando não tem muito tempo para poder treinar com base nessas dicas.
Por isso, a Cartilha Redação a mil 2.0 é importante, pois reúne os textos no início do ano, dando um tempo maior de preparação para os vestibulandos.

Redação Enem 2019
O Enem 2019 trouxe como tema da redação: “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. Dos 3.709.809 estudantes que fizeram as provas, 53 conseguiram nota 1000. As idades variam entre 16 e 28 anos, e desse total, 32 foram mulheres. O texto tem que ser escrito no modelo dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas, desenvolvido a partir da situação-problema proposta e de subsídios oferecidos pelos textos motivadores.
Para que serve a nota do Enem?
As notas do Enem podem ser utilizadas de diversas formas para começar uma graduação, confira abaixo as principais:

  • Sistema de Seleção Unificada (Sisu)
    • Programa Universidade para Todos (Prouni)
    • Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)
    • Universidades portuguesas
    • Isenção ou complemento de vestibular em faculdades públicas e privadas

 

Fonte: E+B Educação | Géssica Santos
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/editais-de-provas-do-enem-2020-estao-disponiveis-para-consulta-confira/

 

 

 

 




Coronavírus: saiba como se profissionalizar na quarentena

Instituições de ensino estão ofertando cursos on-line e gratuitos 

A pandemia do coronavírus tem demandado diversas mudanças na rotina dos brasileiros, entre essas, o isolamento social – recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), cujo objetivo é conter o avanço da doença. Para ajudar no período de quarentena do coronavirus, diversas instituições de ensino passaram a disponibilizar material de estudo on-line de modo gratuito.

A Universidade de Harvard, conhecida por ser uma das melhores universidades do mundo, liberou mais de 100 cursos em 14 áreas em sua plataforma on-line. As especializações são nas áreas de Arte e Design, Desenvolvimento Educacional e Organizacional, História, Matemática e Análise de Dados, Ciências Sociais, dentre outros. A lista completa pode ser vista através do site.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI também possui capacitações gratuitas em sua plataforma on-line. Estão sendo ofertados 12 cursos para quem busca impulsionar sua carreira e está no período de afastamento social do coronavírus.

Já a Udemy liberou, em sua plataforma, 40 cursos na área de programação e tecnologia. Entre os assuntos estão aprimoramento do Python, Introdução à programação de computadores, Introdução à linguagem JavaScript, dentre outros. Os cursos podem ser vistos através do site da instituição.

Bolsa de estudo de até 70% de desconto

Com mais de 15 anos de atuação no mercado da educação, o Educa Mais Brasil disponibiliza cursos com até 70% de desconto. As bolsas são para modalidades presenciais e a distância (EAD). Ao final do curso, o estudante não precisa pagar mais nada. Para saber mais, é só conferir o site da instituição clicando aqui

Fonte: Agência Educa Mais Brasil
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/hospitais-universitarios-notificam-casos-de-coronavirus-atraves-de-ferramenta-on-line/

 




Tetraplégico vence desafios e dá exemplo de superação

Apesar das limitações físicas e escassez de recursos, Levi Wenceslau formou em Psicologia

O paraibano Levi Wenceslau, 36, assim como muitos adolescentes, tinha o sonho de ser músico ao concluir o Ensino Médio. Mas, no dia em que completaria 23 anos de vida, uma tragédia altera toda a sua trajetória. Levi foi vítima de um grave acidente automobilístico. Um cavalo morto na estrada dividiu sua vida em antes e depois daquele fatídico dia. Uma fratura na quarta vértebra cervical o deixou tetraplégico.

Entre os cinco passageiros do veículo, incluindo o motorista, Levi foi a vítima com maior gravidade. Ele passou três meses internado, respirando por meio de aparelhos, com uma rotina entre internações e altas médicas. “Virei prisioneiro no meu próprio corpo”, define.

Nos longos períodos de internação, boa parte delas em unidades de terapia intensiva (UTI’s) de hospitais públicos, Levi percebeu a transformação catastrófica em seu corpo. Além da rápida perda de peso, sofreu com infecções, crises nervosas de pânico e muitas escaras, feridas profundas na pele por não ser mudado de posição no leito hospitalar. O homem de 1,70m, que chegou a pesar 35kg, só dormia sob efeito de medicamentos tarja preta.

Veja ao Vídeo:

https://youtu.be/DB6NzO6kPBU

“Em uma situação de extrema dor e impotência, achei que fosse morrer e até desejei que isso acontecesse logo”, conta em seu primeiro livro autobiográfico Cadeira Elétrica, Memórias de quem sobreviveu. Sob o cuidado dos irmãos – os pais já haviam falecido na época do acidente – conseguiu voltar para casa mediante assinatura de um termo de responsabilidade. Sua condição de vida era frágil, inspirava muitos cuidados.

O acidente provocou uma mudança radical na vida de Levi e na de toda sua família. “Tive que aprender a viver com muitas limitações, descobrir novas capacidades para estar constantemente me adaptando. Sigo aprendendo a sobreviver”.

O sonho da adolescência de tocar um instrumento musical nunca mais tinha permeado os pensamentos do jovem; mas havia a necessidade de seguir em frente. Além das limitações físicas, ele adquiriu transtornos psicológicos. Sofreu com depressão, não queria sair de casa e não via mais sentido algum para a vida. Foram cinco anos reclusos, em tratamento psíquicos e com muito apoio da família. “Como eu vi que não ia morrer, tive que buscar alternativas para sofrer menos”, conta pragmático.

Sem recursos suficientes, ganhou uma cadeira motorizada através de uma campanha de arrecadação. Apesar de estigmatizar sua deficiência, o objetivo o proporcionou um pouco de independência. A partir deste momento, estudar foi um projeto de sobrevivência, autonomia e superação. Um amigo indicou o Educa Mais Brasil e Levi cogitou a possibilidade de se matricular no curso de Psicologia. “Eu já estava desistindo, mas fui aprovado com uma bolsa de 50% de desconto”, fala lembrando que, na época, tinha como renda um salário mínimo, que mal dava para comprar a longa lista de medicamentos.

O retorno aos estudos era uma forma de retomar a interação social e voltar a sentir-se vivo. “Ter que sair de casa todos os dias para ir para a faculdade foi fundamental na minha ressocialização”, avalia. Formado há três anos em Psicologia, pela UNIME, Levi atende atualmente em consultório particular. Viver sem conseguir movimentar braços e pernas, preso à uma cadeira de rodas, não impede que ele saia diariamente de casa para amenizar o sofrimento do próximo. “Confesso que, de início, não existia vocação para cuidar do outro, não. Eu queria apenas ocupar o tempo e minha mente para amenizar a dor, o meu sofrimento”.

Com o tempo, seu exemplo de superação foi se tornando mais uma ferramenta de trabalho no set terapêutico. “Hoje, eu me vejo com maior capacidade de me colocar no lugar do outro. A experiência traumática nos torna mais empáticos”. Além do tempo dedicado aos pacientes, Levi descobriu o talento literário. Já escreveu dois livros, uma autobiografia e uma outra publicação de crônicas. No momento, dedica-se à escrita da terceira publicação e planeja novos cursos de especialização e mestrado. “As possibilidades são infinitas”.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/instituicoes-poderao-ofertar-aulas-a-distancia-por-causa-do-coronavirus/

 

 

 

 




Enem: MEC planeja aplicar prova para cada série do ensino médio

Técnicos do Inep avaliam novo formato que poderá entrar em vigor em 2021

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderá passar por mudanças além da aplicação da prova digital, como anunciada no ano passado. Agora, o Ministério da Educação (MEC) avalia substituir a aplicação das provas, como funciona atualmente, por um novo modelo. Se aprovada, a ideia deverá ser implementada gradualmente, a partir de 2021.

A proposta é aplicar o Enem desde a primeira série do ensino médio até os dois anos subsequentes, totalizando, ao final dos três anos, a nota que o estudante irá disputar vagas no ensino superior. A previsão é de que tanto escolas públicas quanto privadas passem pela reformulação do Enem no modelo fragmentado.

Os especialistas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) irão analisar a viabilidade da proposta. Caso a mudança seja aprovada, ela irá ocorrer simultaneamente com a introdução do Enem digital, anunciado no ano passado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Se o Enem seriado for aprovado, os moldes atuais continuam existindo, mas para um público residual: quem já terminou há tempos o ensino médio e quer disputar vaga em universidades e para os estudantes que perderem uma das provas do exame seriado. Assim, poderá haver o Enem geral e o Enem seriado.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/censo-escolar-aponta-que-mulheres-lideram-gestao-da-educacao-basica-no-pais/