“Tempo de Aprender” é o novo programa do MEC que irá priorizar a alfabetização

Entre as ações do programa estão cursos para professores

O Programa Tempo de Aprender, com foco na alfabetização no último ano da pré-escola e do 1º e 2º ano do ensino fundamental, foi lançado nessa terça-feira (18), pelo Ministério da Educação (MEC). O programa foi criado com base em um diagnóstico da educação básica.

O programa, que receberá o investimento geral de R$ 220 milhões, é a ação da Política Nacional de Alfabetização, que já lançou o “Conta pra mim”, voltado para o incentivo da leitura entre pais e filhos.

Assim, receberão maiores investimentos a formação pedagógica e gerencial de docentes e gestores; materiais e recursos para alunos e professores; e acompanhamento da evolução dos estudantes nas séries iniciais da educação básica. A entrada das instituições de ensino será de maneira voluntária, por meio do site alfabetizacao.mec.gov.br.

Sobre o programa

Está prevista a criação de um curso – online e presencial – em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) voltado para a formação dos professores, além de outro curso para auxiliar gestores educacionais, diretores e coordenadores pedagógicos. Também será lançado o Sistema Online de Recursos para Alfabetização (Sora), que dará suporte para os professores da rede pública de todo o país.

O Tempo de Aprender também pretende reformular o Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) para a educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental e as provas do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb).

*Com informações da Agência Brasil

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/formas-simples-e-praticas-de-ganhar-dinheiro/

 

 




MEC divulga nesta terça-feira (18) resultados da segunda chamada do Prouni

Os alunos não contemplados poderão candidatar-se à lista de espera

O resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (Prouni), para o primeiro semestre de 2020, foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), nesta terça-feira (18). Os estudantes aprovados precisam comprovar as informações fornecidas no ato da inscrição até o dia 28 de fevereiro.

O programa oferta, neste ano, 252.534 bolsas e as que não forem preenchidas poderão ser ocupadas pelos candidatos da lista de espera. O prazo para se inscrever na lista de espera é de 6 a 9 de março.

O que é o Prouni

É um programa que oferece bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições particulares de educação superior.

Quem pode participar do Prouni

  1. Estudantes que tenham cursado todo o ensino médio na rede pública, ou na rede particular na condição de bolsista integral da própria escola.
  2. Estudantes portadores de deficiência.
  3. Professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Mais informações, assim como os resultados, podem ser conferidos na página do Prouni.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil/Com Foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-infantil-apresenta-aumento-de-126-nas-matriculas-dos-ultimos-cinco-anos/

 

 




Educação infantil apresenta aumento de 12,6% nas matrículas dos últimos cinco anos

Dado faz parte de levantamento do Inep através do Censo Escolar da educação básica

Levantamento realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), através do Censo Escolar apontou em 2019 um aumento de 4,7% no número de crianças entre zero e seis anos matriculadas nas creches e pré-escolas no Brasil – em números exatos são 8.972.778. A rede municipal de ensino, educação infantil, reúne a maior parte de matrículas, totalizando 71,4%. Na sequência, a rede privada concentra 27,9%, o equivalente a 2.505.837.

Na análise baseada na localização dos estudantes, foi constatado que 10,5% das matrículas encontram-se na zona rural, e a quase totalidade (96,8%) destas são atendidas por estabelecimentos da rede pública. O censo apurou que 13,2% das crianças que frequentam a pré-escola estão na zona rural e 6,7% estão matriculadas nas creches situadas também em áreas rurais.

O Censo Escolar da Educação Básica é realizado anualmente, pautado nos documentos administrativos das escolas e redes de ensino. Tem como base a situação observada na última quarta‐feira do mês de maio.

Principal pesquisa estatística sobre a educação básica, o Censo Escolar apresenta informações sobre matrículas, docentes, escolas e gestores.

*Com informações do Portal do Inep

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-de-qualidade-e-uma-prioridade-para-os-pais/

 

 




ID Estudantil disponibilizada pelo governo pode ser extinta

Prejuízo está estimado em 2,5 milhões

O prazo para a ID Estudantil ser aprovada por deputados e senadores termina no domingo (16). A carteira estudantil emitida pelo governo federal pode parar de ser emitida, já que a Medida Provisória (MP) 895/2019, que criou o documento de meia-entrada gratuita e digital para os estudantes, está perto de perder a validade sem ter sido aprovada.

Com isso, os estudantes têm até o dia 16 para fazer a solicitação gratuita do documento. No site da ID Estudantil não há aviso sobre o fim das solicitações, no entanto, o assunto foi comentado pelo ministro da Educação Abraham Weintraub, em um canal no YouTube. Após a repercussão do caso, cerca de duas mil ID Estudantil foram expedidas somente nessa quinta (13).

Antes mesmo da Medida Provisória ter sido aprovada, o ministério da Educação gastou R$ 2,5 milhões em publicidade para divulgar a ID Estudantil, conforme aponta a Lei de Acesso à Informação. No total, cerca de 293 mil carteirinhas foram emitidas até o momento. Quem já tem a ID Estudantil poderá continuar usando a carteira enquanto permanecer matriculado na instituição de ensino.

A referida MP foi assinada em setembro do ano passado, pelo presidente Jair Bolsonaro, mas até o momento não passou por aprovação na Câmara, o que deveria ter sido feito no prazo de 120 dias.

A ID Estudantil é um documento que dá o benefício da meia-entrada para estudantes em eventos culturais. O documento pode ser solicitado por alunos da educação básica, cursos técnicos, graduação e pós-graduação.

Pelo projeto da ID Estudantil emitida pelo governo, o documento sairia gratuitamente e sem necessidade de renovação. Em contrapartida, ao solicitar a ID Estudantil oferecida pelo governo o estudante tem que enviar seus dados para o governo.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/educacao-de-qualidade-e-uma-prioridade-para-os-pais/

 

 

 

 




Educação de qualidade é uma prioridade para os pais

Escola desperta o sentimento de coletividade

O convívio nas escolas contribui para a formação do indivíduo no âmbito do desenvolvimento das capacidades coletivas e individuais. É com esse propósito que muitos pais colocam seus filhos na escola por volta dos dois anos de idade.

Segundo estudo feito pelo economista Rodrigo Capelato, diretor-executivo do Sindicato das Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior em São Paulo (Semesp), há 10 anos cada aluno custou, em média, R$ 5 mil por ano.

Colocar na ponta do lápis o valor da educação vai além da matemática. O convívio com outros colegas e funcionários do centro educacional promove uma construção de personalidade e desenvoltura da criança.

“A escola pode ajudar os alunos a estarem conectados com a vida. Por exemplo, promover atividades dos mais diversos tipos que estimulem o vínculo, a troca de afeto e a expressão do sentimento, além de fazer com que alunos criem espaço de transparência e diálogo”, explica a psicóloga Sabrina Costa.

Foi também pensando em proporcionar mais interações para Lucca, de dois anos, que a jornalista Mayanna Miranda e seu esposo matricularam o filho na escola em tempo integral.

Para os pais de Lucca, essa foi a opção mais econômica e Mayanna explica o porquê: “Ele ficava com a babá enquanto eu e meu esposo estávamos no trabalho. Com o início dele na escola, ele ficaria menos tempo em casa, então, colocando no papel, vimos que não seria vantagem pagar babá e escola, seria menos custoso colocá-lo na escola integral”, explica a jornalista, que já prevê a economia com as contas domésticas.

Se por um lado a organização financeira é um aliado, por outro, a falta dela pode comprometer o ingresso de uma criança no ensino privado. A aposentada Ana Maria Pires acessou o site do Educa Mais Brasil e conseguiu uma bolsa de estudo para o neto, de quatro anos, no Centro Educacional Jorge Amado. No entanto, os gastos não planejados além da mensalidade impediram que Ana e seu neto usufruíssem da oportunidade.

“Visitando e tendo melhor informação através da escola escolhida, vimos a inviabilidade da matrícula. Porque além do valor da mensalidade, mesmo com desconto da bolsa, teríamos que pagar mais R$ 1.040 dos módulos da escola e o fardamento que custa R$ 60. Em razão disso, decidimos colocá-lo em um colégio público, com dor no coração. Por esta decisão até o momento estou com dor de cabeça”, desabafa Ana Maria.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/censo-escolar-aponta-queda-nas-matriculas-no-ensino-medio-brasileiro/

 

 

 

 

 

 

 




Educação em tempo integral: escolas do ensino médio recebem investimentos

Mais de 400 escolas estão sendo contempladas

A rede pública de ensino irá receber investimentos para ofertar educação de tempo integral nas instituições de ensino médio, de acordo com informações do Portal do Ministério da Educação (MEC). Conforme o órgão, mais de 400 escolas estão sendo contempladas com a iniciativa, tendo a possibilidade de gerar até 41.130 novas vagas na educação básica.

As escolas inscritas no projeto e já selecionadas irão receber, em conjunto, R$ 82,3 milhões do Governo Federal. Para conhecer as contempladas e a distribuição por estados, basta clicar neste link. A ação vinculada ao Programa de Fomento às Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI), irá abranger os 26 estados brasileiros, com matrículas para o ano letivo de 2020.

Programa Mais Tempo na Escola: você sabe o que é?

A finalidade do “Mais Tempo na Escola” é oferecer, aos estados e Distrito Federal, uma ampliação da carga horária de ensino aos jovens estudantes do ensino médio.

Como forma de incentivo à educação, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transfere recursos financeiros para auxiliar na implementação de escolas de ensino médio em tempo integral por meio das secretarias estaduais de Educação.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil/Com Foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/sisu-2020-instituicoes-de-ensino-devem-convocar-estudantes-da-lista-de-espera-a-partir-de-hoje-10/

 

 




Cresce número de estudantes interessados em curso de Gastronomia EAD em 2020

Modalidade pode ser oferecida como graduação, tecnólogo e pós-graduação

A cada dia, mais pessoas se interessam pelo ensino a distância (EAD) no Brasil. O país tem cerca de dois milhões de matrículas nessa modalidade de ensino, o que representa 21% do total do ensino superior brasileiro, segundo os dados mais recentes do Censo de Educação Superior. Nesse cenário, o curso de Gastronomia EAD é um dos mais procurados por estudantes.

Essa modalidade de formação pode ser feita como graduação, tecnólogo ou pós-graduação. No curso de Gastronomia EAD, o aluno aprende a dominar a arte da culinária através de aulas específicas para trabalhar o conhecimento teórico e prático do aprendiz.

O curso de Gastronomia ganhou destaque com a audiência dos talent show de culinária como MasterChef, Bake off Brasil, Que seja Doce, Jogo de Panelas, dentre outros exibidos na TV.

Contudo, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o curso de Gastronomia EAD. Por isso, fizemos um guia para responder às principais dúvidas de quem pensa em seguir nessa carreira. Continue lendo!

Como funciona Gastronomia EAD?

O curso de Gastronomia EAD vai apresentar características diferentes conforme a modalidade de ensino.

A graduação em Gastronomia EAD tem duração de quatro anos e, ao término do curso, o aluno está habilitado com bacharelado em Gastronomia. Neste curso, estudante aprende matérias voltadas à bioquímica, história da gastronomia, microbiologia e segurança alimentar.

O curso tecnólogo em Gastronomia EAD, como boa parte dos cursos nessa modalidade, tem duração de dois anos e oferece disciplinas na área de administração, para o gastrólogo ter autonomia para abrir o próprio negócio, bem como aulas sobre ingredientes e bebidas; elaboração de cardápios; controle de qualidade dos alimentos; gerenciamento de equipe; técnicas de montagem e decoração de pratos; dentre outros.

A pós-graduação em Gastronomia EAD é uma especialização importante para os profissionais aprofundarem os conhecimentos na área, além de atualizarem o currículo para serem mais competitivos no mercado de trabalho.

Em ambas as modalidades de curso, o formato das aulas pode ser em vídeo, textos, links para materiais complementares, exercícios e fóruns de discussão. Nesse contexto, o estudante tem uma equipe de tutores à disposição para tirar dúvidas sobre o conteúdo e funcionamento do curso.

Gastronomia EAD tem aulas práticas?

A parte prática do curso de Gastronomia EAD é realizada em formatos diferenciados, de acordo com a instituição de ensino.  Por isso, é importante estar ciente de como a prática será realizada antes de fazer a matrícula.

Em algumas faculdades, a aula prática do curso de gastronomia a distância é realizada em encontros presenciais, podendo ser durante algumas vezes por semana ou por semestre.

No entanto, em alguns cursos a aula prática é feita na casa do aluno e o acompanhamento é feito por meio de anotações, em que o estudante deve explicar passo a passo da execução do prato.

Como conseguir bolsas de estudo para Gastronomia EAD?

Diversas instituições brasileiras já oferecem cursos de gastronomia a distância com bolsas de estudo de até 70%, a exemplo da Cruzeiro do Sul, Unicesumar e Uniasselvi. Para conseguir basta acessar o site do Educa Mais Brasil, escolher a modalidade do curso, selecionar a região e consultar as bolsas disponíveis para a sua região. Não precisa comprovar renda nem apresentar nota do Enem.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/atencao-estudante-confira-o-cronograma-do-prouni-2020/

 




Atenção, estudante: confira o cronograma do Prouni 2020

Candidato precisa comprovar informações inseridas na ficha de inscrição dentro do prazo

Estudantes selecionados no Prouni 2020 precisam ficar atentos às datas e à lista de documentos que precisam levar na instituição de ensino. Os documentos do Prouni são demonstrativos que o estudante precisa apresentar para aderir ao programa, com objetivo de confirmar a veracidade das informações prestadas na inscrição.

De acordo com o cronograma oficial do Programa Universidade para Todos (Prouni), a 1ª chamada do Prouni 2020 ocorre de 04 a 11 de fevereiro. O período da comprovação de documentos para a 2ª chamada está previsto para iniciar no próximo dia 18 e encerrar em 28 de fevereiro. Já o terceiro período é destinado aos estudantes que estejam cadastrados na lista de espera, que deve ocorrer de 13 de março a 16 do mesmo mês.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), os documentos do Prouni podem ser apresentados pelo próprio candidato e, também, por membros do grupo familiar. O órgão alerta que coordenadores das instituições de ensino não podem exigir que a documentação seja autenticada em cartório, nem mesmo as cópias.

Lista de documentos do Prouni

1. Documentos de identificação;

2. Comprovantes de residência;

3. Comprovantes de rendimentos;

4. Comprovante de separação, divórcio ou óbito dos pais;

5. Comprovante de pagamento de pensão alimentícia;

6. Comprovantes de ensino médio;

7. Comprovante de professor da educação básica, quando for o caso;

8. Comprovante de deficiência, quando for o caso;

Mais informações sobre quais documentos são aceitos para comprovação estão na página do Prouni

Como apresentar os documentos do Prouni?

O candidato pré-selecionado deve comparecer na instituição de ensino a qual deseja ingressar, para apresentar os documentos do Prouni. Para isso, precisa comprovar as informações prestadas na inscrição dentro do prazo estipulado pelo cronograma do Prouni 2020.

O MEC alerta que “é de inteira responsabilidade do candidato verificar, na instituição, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A perda do prazo ou a não comprovação das informações implicará, automaticamente, a reprovação do candidato”. É importante ficar atento, também, para a eventual necessidade de entregar documentos adicionais na instituição.

Após entregar os documentos na faculdade, o estudante deve guardar o protocolo de recebimento de documentação do Prouni.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/fies-e-p-fies-inscricoes-comecam-a-partir-desta-quarta-5/

 

 

 




Fies e P-Fies: inscrições começam a partir desta quarta (5)

Veja, também, como conseguir bolsa de estudo mesmo sem ter sido contemplado

As inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies) começam nesta quarta-feira (5) e devem seguir até o dia 12 deste mês, conforme cronograma do Ministério da Educação (MEC). O candidato deve acessar o site do programa e clicar em “Minha inscrição”. O resultado dos contemplados será divulgado no dia 26 de fevereiro.

Em 2020, serão ofertados 70 mil contratos para o Fies. Já para o P-Fies não há limite de vagas. Pode se candidatar no Fies e P-fies os estudantes que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 pontos e nota superior a 0 na redação.

Porém, existem critérios de seleção diferentes para as duas modalidades. Assim, para se inscrever no Fies é necessário que o candidato possua renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos. Já para o P-Fies, o candidato deve comprovar renda familiar mensal bruta familiar, por pessoa, de três até cinco salários mínimos.

O modelo de financiamento do Fies possibilita juros zero em uma escala de financiamentos que varia conforme a renda familiar do candidato.

Estou sem FIES, como conseguir bolsas de estudo? 

Programas privados de inclusão educacional, como o Educa Mais Brasil, disponibilizam bolsas de estudo para diversas modalidades de ensino. Para garantir a oportunidade não é preciso apresentar nota do Enem ou renda familiar. Basta acessar o site, consultar as bolsas disponíveis.

 

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/instrutor-de-pilates-podera-ter-profissao-regulamentada-no-brasil/

 




Instrutor de pilates poderá ter profissão regulamentada no Brasil

Projeto de lei tramita no Senado Federal (Selma_ Divulgação Foto)

A regulamentação da profissão de instrutor de pilates tramita no Senado Federal por meio do projeto de lei 6.469/2019, que prevê o exercício legal de profissionais registrados no Conselho Nacional de Normas-Padrão do Método Pilates, o CNPP.

O projeto é de autoria da senadora Soraya Thronick (PSL-MS) e aguarda receber as emendas na Comissão de Assuntos Sociais do Senado (CAS).

A professora Selma França é pioneira nos estudos e nas práticas de pilates no Brasil. Ela reconhece a importância da legislação e acredita na valorização da prática após a normatização. “Eu vejo muitos profissionais formados em educação física, fisioterapia, dentre outras áreas, dizendo que estão ensinando pilates e na verdade não estão”, alerta a professora.

Para Selma, regulamentar a profissão é entender a relevância dos métodos abordados e respeitar os profissionais habilitados no segmento. “A regulamentação irá humanizar a atividade, além de evitar a banalização pela informalidade vivida atualmente. O número de academias que prometem o ensino de pilates distanciou a essência do método”, diz a professora.

PL 6.469/2019

A proposta do Congresso Nacional institui que apenas serão inscritos e registrados nos quadros do CNPP os profissionais com diploma devidamente reconhecido de instrutor de pilates, além dos diplomados em curso similar realizado no exterior, após revalidação e registro do diploma nos órgãos competentes.

Se aprovada, a lei irá favorecer clientes e profissionais devidamente habilitados, pois trará segurança a ambos os lados. Também haverá constante fiscalização pelo órgão regulador.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br e/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/cursos-preparatorios-orientam-estudantes-antes-de-iniciar-a-graduacao-no-exterior/