Vereador de Alenquer morre de Covid-19 no Hospital Regional do Tapajós; prefeitura decreta luto

Vereador alenquerense Carlos Augusto Duarte de Araújo, o Kabiceira, morreu aos 46 anos vítima da Covid-19 — Foto: Reprodução/Redes sociais

Carlos Augusto Duarte de Araújo que estava no segundo mandato passou por duas internações antes de ser transferido para Itaituba.

Morreu na noite desta terça-feira (9) no Hospital Regional do Tapajós, em Itaituba, sudoeste do Pará, vítima de Covid-19, o vereador alenquerense Carlos Augusto Duarte de Araújo, 46 anos, conhecido popularmente como “Kabiceira”.

O vereador que era filiado ao MBD havia sido reeleito em novembro do ano passado para seu segundo mandado na Câmara Municipal de Alenquer. A prefeitura decretou luto oficial de três dias no município.

Antes de ser transferido para o Hospital Regional de Itaituba, Kabiceira chegou a ser internado em duas ocasiões no Hospital Santo Antônio, de Alenquer por causa dos sintomas da Covid-19. Da segunda vez, como não houve melhora dos sintomas, ele foi transferido para Santarém, no oeste do Pará, onde ficou internado na Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA 24h), que está atendendo exclusivamente pacientes de Covid-19.

Devido ao agravamento do caso e da necessidade de internação em UTI, o vereador alenquerense foi transferido no dia 6 de fevereiro para o Hospital Regional do Tapajós, onde permaneceu sedado, com respiração mecânica.

Em nota divulgada pela família na segunda-feira (8), as informações sobre o estado de saúde do vereador eram animadoras. Apesar de estar na UTI e com ventilação mecânica, estava sem febre e com a pressão arterial controlada. Por isso a notícia da morte do vereador pegou a população alenquerense de surpresa.

Após a confirmação da morte de Kabiceira, que deixa esposa e um casal de filhos, a Prefeitura Municipal de Alenquer emitiu nota de pesar (veja abaixo).

“É com profundo pesar que a Prefeitura Municipal de Alenquer, vem em nome do Prefeito Tom Farias e Vice Leí Ferreira se solidarizar com os familiares e amigos pelo falecimento de Carlos Augusto Duarte de Araújo – KABICEIRA, ocorrido na noite desta terça-feira, 09 de fevereiro de 2021 na cidade de Itaituba.

Carlos Augusto Duarte de Araújo exerceu o cargo de Vereador de Alenquer na Legislatura 2017 à 2020 e foi reeleito para novo mandato que se iniciaria em 2021.

Deixa como legado uma belíssima trajetória marcada pelo respeito ao próximo, amor e dedicação à família e amigos e relevantes serviços prestados ao nosso município.

Alenquer perde um homem, sério, honesto e cumpridor de seus deveres.

Pedimos a Deus que conforte o coração dos familiares e amigos neste momento de dor.

Fica decretado luto oficial de 03 dias em nosso município.”

Por Sílvia Vieira*, G1 Santarém — PA

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/parceria-entre-senai-e-industrias-abre-vagas-para-jovens-aprendizes/

 

 




Hospital Regional do Tapajós inicia serviço de atendimento a politraumatizados

Hospital Regional do Tapajós, em Itaituba, amplia serviços no sudoeste do Pará  – (Foto: Jader Paes / Agência Pará)
O serviço será oferecido no regime de “porta aberta” para pacientes oriundos dos seis municípios da Região de Integração Tapajós

O Hospital Regional do Tapajós (HRT), no município de Itaituba, no sudoeste do Pará, iniciou nesta segunda-feira (18) o Serviço de Politrauma em regime de “porta aberta”, quando não há necessidade de encaminhamento prévio para atendimento de Urgência e Emergência nas áreas de Ortopedia, Cirurgia Geral e Neurocirurgia. Mesmo com a ampliação dos serviços, a unidade da rede pública estadual de saúde continua como referência para o atendimento de pacientes com Covid-19 na região.

Com o Serviço de Politrauma, o HRT fortalece ainda mais o Sistema Único de Saúde (SUS) na Região de Integração Tapajós, assegurando assistência de média e alta complexidade à população de seis municípios.
O governador Helder Barbalho disse que esses serviços são fundamentais para salvar vidas, pois o Hospital funcionará de porta aberta em politrauma para pacientes dos municípios de Itaituba, Trairão, Aveiro, Novo Progresso, Jacareacanga e Rurópolis, e como referência para os demais municípios da Região de Integração Baixo Amazonas, que devem encaminhar pacientes por meio da Regulação Estadual.

“Com isso, nós estamos reforçando os serviços em saúde para a região Oeste do Pará. Isso foi um compromisso que eu assumi com a população da região, e que a partir de hoje nós estamos honrando. Vamos cuidar da nossa gente e fazer uma saúde de qualidade e salvar a vida do nosso povo”, afirmou o chefe do Executivo estadual.

O HRT funciona, no momento, com 154 leitos, sendo 54 clínicos (para pacientes de Covid-19), 30 leitos de UTI (também para infectados pelo novo coronavírus), 10 leitos de UTI (Trauma) e 44 leitos (Clínica Cirúrgica), quatro salas vermelhas, seis de observação adulto e seis de observação pediátrica.

Ampliação de leitos – Segundo a diretora-geral do HRT, Karla Cajaíba, serão oferecidos mais 30 leitos de UTI para pacientes de Covid-19 ainda nesta semana, totalizando 60 leitos de terapia intensiva só para vítimas do novo coronavírus.

Ela informou ainda que o Hospital recebeu, até agora, 221 pacientes de Covid-19 procedentes não apenas de municípios da região do Tapajós, mas de outras regiões do Pará. “Recebemos pacientes de Itaituba, Rurópolis, Novo Progresso, Jacareacanga, Santarém, Juruti, Óbidos, Prainha, Placas, Terra Santa e outras cidades circunvizinhas e de regiões garimpeiras”, informou.

Para Karla Cajaíba, o serviço de Urgência e Emergência é um importante componente da assistência à saúde, que atende à demanda crescente por atendimento nessa área na região do Tapajós.

O primeiro paciente politraumatizado recebido pela equipe assistencial do HRT foi um homem de 26 anos, morador de Itaituba, vítima de acidente de trânsito. “Ele se feriu numa colisão entre duas motocicletas no dia 16 de janeiro (sábado). Deu entrada na unidade em bom estado geral, consciente e orientado”, disse a diretora-geral.

Ela também ressaltou que os serviços assistenciais para traumas são direcionados principalmente aos pacientes dos municípios de Aveiro, Itaituba, Jacareacanga, Novo Progresso, Rurópolis e Trairão. “Enfatizamos, no entanto, que os municípios que dispõem de unidades hospitalares deverão fazer o atendimento inicial ao paciente politraumatizado e, posteriormente, devem transferi-lo ao HRT, mediante contato com o Núcleo Interno de Regulação (NIR) do Hospital. Já os municípios das demais regiões do Estado deverão encaminhar pacientes por meio do Complexo Regulador Regional”, reiterou.

Estrutura hospitalar – O HRT oferece serviço de Urgência e Emergência nas áreas de Clínica Médica, Clínica Cirúrgica e Clínica Obstétrica, além de urgência referenciada em Pediatria e Neurologia. O Hospital dispõe, ainda, de um ambulatório com nove consultórios, para atendimento em Clínica Geral, Traumatologia, Ortopedia, Cardiologia, Infectologia e Urologia; serviços de Enfermagem, coleta de material para exames, farmácia, eletrocardiograma, Psicologia, Terapia Ocupacional e Serviço Social, e Centro Cirúrgico com oito salas, sendo duas para Obstetrícia.

Um dos procedimentos mais importantes que será oferecido em nível ambulatorial é a Terapia Renal Substitutiva, com 22 máquinas de hemodiálise – o que evitará o deslocamento de pacientes renais para outras regiões do Estado.

Como suporte ao atendimento médico, o HRT conta com um centro de diagnóstico com serviços de laboratório de análises clínicas, raios-X, raios-X telecomandado, mamografia, ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância magnética, ecocardiograma, eletrocardiograma, eletroencefalograma, Holter, mapa, teste ergométrico, endoscopia e colonoscopia.

Por Roberta Vilanova (SESPA)
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/sobe-para-51-o-numero-de-instituicoes-portuguesas-que-aceitam-a-nota-do-enem/




Governador Helder Barbalho é acionado na justiça acusado de calote de R$ 57 milhões em Hospitais de Campanha

(Foto:Reprodução:Hospital Regional do Tapajós (HRT), em Itaituba)- OS que administrou Hospitais de Campanha entra na Justiça contra Governo do Pará

O Instituto Panamericano de Gestão (IPG), Organização Social que ficou responsável pela administração dos Hospitais de Campanha de Breves e de Santarém, além do Hospital Regional do Tapajós (HRT), em Itaituba, vem a público informar que ingressou com ação monitória para reivindicar na Justiça os valores que não foram repassados pela Secretaria de Saúde do Estado do Pará (SESPA).

Esperamos assim evitar um calote que, somando a dívida das três Unidades, chega ao montante de R$ 57 milhões.

 O IPG agiu com transparência e celeridade para atender ao Estado do Pará e oferecer um serviço de ponta que foi fundamental no combate à pandemia da COVID-19.

Agora, em resposta a isso, enfrentamos uma situação desoladora e injusta com a falta de negociação por parte da SESPA e a indisposição para cumprir com aquilo que foi acordado por contrato.

 É de conhecimento público e notório que o IPG é uma entidade privada sem fins lucrativos e, em obediência à Lei que regulamenta as Organizações Sociais, não pode e não possui fluxo de caixa estando impedido de, por si próprio, arcar com as dívidas das Unidades para com funcionários e fornecedores.

Portanto, os valores pendentes precisam ser repassados para que o IPG tenha condições de quitar todas as obrigações.

 O IPG ressalta ainda que até o presente momento não recebeu qualquer quantia por parte da SESPA desde a finalização dos contratos e que, assim como todas as partes envolvidas, profissionais que dedicaram suas vidas na linha de frente do combate à pandemia, aguarda ansiosamente pela definição da SESPA.

Por: Jornal Folha do Progresso

Com Informações/ Imprensa do Instituto Panamericano de Gestão (IPG)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

https://www.folhadoprogresso.com.br/candidatos-com-sintomas-de-covid-19-poderao-refazer-prova-do-enem-2020-saiba-mais/

 




Após se recuperar da COVID-19, enfermeiro do Hospital Regional do Tapajós volta à linha de frente e é homenageado por colegas

Na última sexta-feira (11), colaboradores do Hospital Regional do Tapajós (HRT) realizaram uma homenagem de boas-vindas ao enfermeiro Rogerio Maduro que estava afastado de suas funções por ter sido diagnosticado com COVID-19. Ao todo o profissional ficou 26 dias internado.

O enfermeiro conta que no dia 31 de agosto começou a sentir os primeiros sintomas da doença. “Senti febre, falta de ar, dor no corpo e esses sintomas continuaram persistindo. Então, devido à baixa saturação, precisei ser internado”, lembra.

Para Rogerio, de 35 anos de idade, sendo 12 anos dedicados à enfermagem, umas das partes mais complicadas da inversão dos papéis é a ansiedade. “Para nós, profissionais da saúde, essa é uma das partes mais complicadas, inverter os fatores. Tudo a gente quer saber e quando a gente sabe é pior pois ficamos nos martirizando, pensando nos suplementos e tratamentos que a gente vai precisar”, brincou.

 Superação

 Devido às complicações da doença, o enfermeiro precisou ficar internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até o dia 1 de outubro, onde passou também pelos processos de intubação e extubação.

No dia 6 de outubro recebeu alta hospitalar. Por essa vitória, o Rogerio foi novamente surpreendido na sala de treinamento do HRT, onde estavam presentes colegas de trabalho para recepcionar e dar as boas vindas formalmente.

infermeiro6

A homenagem contou com depoimentos de colegas e também com oração de agradecimento pela saúde restaurada de Rogerio.

O coordenador da UTI e Clínica Médica, enfermeiro Herickson Lee, explicou o sentimento de ver o colega recuperado. “Para nós todos é uma alegria enorme recebê-lo de volta para trabalhar conosco”, disse.

O enfermeiro da UTI Kennedy Figueira também falou sobre como foi ver o amigo internado na UTI.

“Foi um momento muito difícil, a gente é profissional, mas ver um colega nosso passando por isso é muito complicado. Durante os dias internados, nossas orações, nossa fé foram lá em cima e hoje graças a Deus estamos comemorando a volta de nosso colega”, expressou.

infermeiro 2

Hoje, de volta a rotina da linha de frente do HRT, o enfermeiro Rogerio agradeceu por todas as demonstrações de carinho recebidas. “Agradeço pelas amizades e o vínculo que a gente cria dentro do Hospital.

Recebi muitas mensagens, meu celular até travou de tantas mensagens, foi bem cativante a recepção de todos”, lembrou.

Para finalizar, o enfermeiro ressaltou a lição que ele tirou durante essa pandemia. “Precisamos viver mais, aproveitar mais a vida, dar mais atenção a família”, destacou.

Fonte:Ascom/HRT com foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/encceja-estudante-que-nao-justificar-ausencia-em-prova-pagara-taxa/

 

 




Hospital Regional do Tapajós homenageia colaboradores destaque do mês

Receber um elogio no local de trabalho eleva a autoestima e incentiva ainda mais os colaboradores a sempre desenvolverem suas atividades com entusiasmo e responsabilidade.

Foi pensando nisso que o Hospital Regional do Tapajós (HRT) iniciou o projeto “Destaques do Mês”.

hrt5

A ideia é que, mensalmente, os colaboradores terão seus nomes lembrados e homenageados formalmente, com o recebimento de certificado de agradecimento pelos serviços, além de foto fixada em um mural para que todos possam ver.

Objetivo alcançado

A homenagem aconteceu pela primeira vez e vai ser uma prática da gestão hospitalar. Na manhã de quinta-feira (10), seis colaboradores, dois do apoio, dois do administrativos e dois do setor assistencial receberam suas homenagens das mãos da direção e dos coordenadores do Hospital.

hr t3

A ação foi organizada pela coordenação e direção administrativa com apoio do setor de recursos humanos (RH). De acordo com a diretora administrativa, Amanda Sá, o objetivo da ação foi alcançado, fazendo com que os colaboradores se sentissem acolhidos e agradecidos. “Foi uma demonstração de carinho e uma forma de agradecer aos colaboradores do HRT”, destacou.

Para o coordenador administrativo, Jó Henrique, é de suma importância o registro de elogios como forma de reconhecer o trabalho e empenho dos profissionais do hospital. “No time HRT temos excelentes profissionais que estão empenhados em oferecer o melhor atendimento. Portanto, as homenagens foram uma forma simbólica de agradecimento a esses guerreiros e guerreiras que fazem com que o Hospital consiga funcionar 24h e atingir seus objetivos”, reconheceu.

Homenageados

Os colaboradores de destaque de dezembro foram: Aluísio Ferreira, do setor de limpeza e higienização, onde exerce a função de coletador de resíduos; Naiara Correia, agente de portaria; Brendo Henrrique, auxiliar de estoque; Marcela Cristina, enfermeira do núcleo de segurança do paciente; Dalvirah Coelho, técnica em enfermagem e Dayane Oliveira, assistente administrativo.

art3

Na ação Dayane não conteve as emoções e chorou de felicidade pelo reconhecimento. “Agradeço a Deus pela oportunidade de trabalhar neste lugar e por permitir, todos os dias, aprender muito, tanto com os pacientes como com meu coordenador e todos os colaboradores que são amigos de trabalho”, disse.

Marcela Cristina ressaltou que o sentimento é de gratidão. “Sinto-me honrada em poder contribuir para o bom desempenho do hospital”, pontuou.

Fonte:Ascom/HRT com foto
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/maioria-dos-cursos-avaliados-no-cpc-2019-do-mec-possui-conceito-entre-3-e-5/

 

 




Irmãos recebem alta no Hospital Regional do Tapajós no mesmo dia após vencerem a COVID-19

Silmar e Denise Rezzadori ficaram internados nove dias após serem infectados pelo novo coronavírus.

Os laços afetivos de cumplicidade e irmandade estiveram presentes também na dor e na vitória contra uma doença que tem assolado o mundo. Na tarde desta segunda-feira (7), os irmãos Silmar Rezzadori e Denise Rezzadori receberam alta médica no Hospital Regional do Tapajós (HRT) após vencerem a COVID-19.
foto hrt

O empresário Silmar, de 56 anos, e a administradora Denise, com 49 anos, estiveram internados durante nove dias na clínica médica do HRT, em Itaituba, sudoeste do Pará. Ao receberem a notícia que ganhariam alta, os irmãos cantaram, literalmente, para os colaboradores como forma de gratidão.

Silmar conta que se desesperou quando o exame para COVID-19 atestou positivo, mas foi se tranquilizando conforme recebia atendimento pelos colaboradores tanto da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) como do HRT. “A emoção hoje por receber alta é de copa do mundo, medalha olímpica. E a melhor medalha foram as amizades que fizemos enquanto internados”, disse.

“Fomos muito bem assistidos. O HRT está de parabéns pelo atendimento. O sentimento é de gratidão. Agradeço por tudo e por todos, pela dedicação dos colaboradores da limpeza, psicóloga, médicos e demais profissionais. É uma realização vencer junto com meu irmão. Entramos e saímos juntos do Hospital. É uma benção”, expressou Denise. “Obrigado Itaituba, Obrigado Hospital Regional”, completou o irmão.
covid19

Unidos venceremos a COVID

Na saída das enfermarias, Silmar e Denise vestidos com camisas idênticas estampadas com uma foto dos dois quando crianças e com a frase, “Unidos vencemos mais uma batalha”, cantaram para os colaboradores da assistência médica. Silmar também pediu para que os colaboradores autografassem os nomes deles em sua camisa.

No corredor da saída, emocionados, os dois juntos jogaram pétalas de flores amarelas e brancas nos colaboradores presentes. A esposa e cunhada dos pacientes, Rose Rezzadori resumiu os agradecimentos. “Gratidão por tudo o que vocês fizeram por eles e pelo acolhimento conosco, familiares. É muito gratificante saber que têm pessoas tão boas e dedicadas cuidando de todos os que entram nesse hospital”, pontuou.
covid.3

77 vitórias

Com as altas dos irmãos, o HRT alcança 77 altas médicas. A médica Monalisa Santos, que acompanhou o tratamento dos irmãos, expressou-se sobre o assunto. “Foi uma superação, os dois entraram juntos com o IGM positivo, mas um com o quadro clínico mais estável e outro mais delicado. Porém, conseguimos reverter os quadros rapidamente e hoje eles estão saindo sem nenhuma sequela”, finalizou.
Fonte:Ascom/HRT com foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

http://www.folhadoprogresso.com.br/medalha-de-ouro-estudantes-brasileiros-vencem-olimpiada-de-astronomia/

 

 




Hospital Regional do Tapajós alerta sobre a importância da vacinação para a prevenção do Sarampo

A vacina é oferecida gratuitamente pelo SUS e é a forma mais eficaz de prevenção.

 Segundo dados divulgados pela Secretaria de Saúde Pública do Estado do Pará (Sespa), em 2020 o estado já ultrapassou mais de 5.372 casos confirmados de sarampo. Isso representa 64,4% do total de casos confirmados no Brasil, colocando o Pará como epicentro da doença.

 A estatística é especialmente assustadora porque o Brasil já tinha sido considerado como “livre de Sarampo” pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O retorno no registro de casos demonstra baixa preocupação com a prevenção e vacinação.

 hrt

A médica infectologista do HRT, Cirley Lobato, explica que o sarampo é uma doença de alto risco de contaminação. “O sarampo é uma doença infecciosa aguda, viral, transmissível e extremamente contagiosa e muito comum na infância. O agente causador atinge as crianças não vacinadas”, afirma.

Ainda segundo a especialista, ficar em locais fechados com pessoas infectadas aumenta ainda mais as chances de contágio. “O vírus do sarampo é altamente contagioso, o número de reprodução efetivo (R) é em torno de 15. Ou seja, uma pessoa que está com o vírus é capaz de contaminar outras 15. Esse risco aumenta principalmente se essas pessoas estiverem em locais fechados sem ventilação”, comenta.

 Transmissão e sintomas

 A transmissão ocorre de forma direta de pessoa a pessoa geralmente por tosse, espirros, através da fala e também da respiração. Os principais sintomas da doença são febre alta, acompanhada de tosse persistente, irritação nos olhos parecido como uma conjuntivite, nariz escorrendo semelhante a uma coriza, porém mais espessa e após o aparecimento desses sintomas surgem manchas avermelhadas no rosto, onde começa nessa região e se espalha pelo resto do corpo em direção aos pés. “O tempo de duração dessas manchas é em torno de três dias e é nesse momento que ocorre o maior perigo de transmissão”, destacou a especialista.

O sarampo é uma doença grave, explica Lobato, e que pode levar à morte, principalmente em pacientes desnutridos, recém-nascidos, gestantes e pessoas portadoras de doenças imunodeficiências que podem vir a evoluir a um quadro grave com complicações pulmonares. Também pode provocar complicações graves como infecções respiratórias e nos ouvidos, pneumonias, comprometimento cerebral com convulsões e olhar fixo, além de lesões cerebrais.

 Tratamento e importância da vacinação

O tratamento para o sarampo é sintomático. “Por ser uma virose não existe um tratamento específico. O tratamento é realizado de acordo com a manifestação clínica que o paciente estiver apresentando”, ressaltou a médica.

A vacina contra o sarampo é a única forma de prevenção, enfatizou a especialista. As crianças devem tomar duas doses da vacina sendo a primeira aplicada a partir dos 12 meses de idade, por meio da tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), e a segunda dose entre 4 e 6 anos. Já em relação aos adolescentes e adultos que não foram vacinados nesses períodos, também devem ser imunizados. “O indicado é que quem tem menos de 39 anos e principalmente os pertencentes ao grupo de risco também sejam vacinados”, finaliza.

 Campanha de vacinação

Devido a baixa procura de vacinação no Pará, a campanha de vacinação contra o sarampo foi prorrogada até o dia 20 de dezembro, em todos os postos de vacinação do estado. De acordo com a Sespa, pouco mais de 877  mil pessoas entre 20 e 49 anos foram imunizadas, sendo a meta vacinar quase 3 milhões e meio de pessoas.

Por:JORNAL FOLHA DO PROGRESSO

Fonte:Ascom/HRT com foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/prazo-para-o-aditamento-do-fies-e-prorrogado/

 

 




Colaboradores da assistência médica do HRT participam de momento devocional

Para dar oportunidade à participação dos colaboradores assistenciais que estão nos setores da Clínica Médica e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), do Hospital Regional do Tapajós (HRT), os organizadores do Momento Devocional decidiram ampliar o encontro de fé levando aos setores as mensagens inspiradoras e orações com a realização do “Devocional Volante”.

Nessa primeira ocasião, estiveram na organização integrantes do Núcleo de Educação Permanente (NEP) e Núcleo Hospitalar de Epidemiologia (NHE) que convidaram um líder religioso e um músico. A ideia é que o momento ecumênico contemple todas as manifestações de religiosidade, onde o espaço estará aberto para a participação uma vez ao mês.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A enfermeira Bruna Santana, representante do NEP, ressaltou que o propósito de levar o momento até os profissionais da assistência foi para que eles também pudessem participar. Até então, o Momento Devocional vinha sendo realizado todas as segundas-feiras, mas sempre em local fixo.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Para David Abreu, pastor da Igreja de Deus na Amazônia, foi uma satisfação poder participar do Devocional. “É uma forma de trazer uma palavra de esperança e de fé para todos os colaboradores, tanto do administrativo como dos profissionais da saúde e pacientes. Eles podem ouvir esse momento e isso ajuda no tratamento de forma integral e humana”, destacou o líder religioso.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os convidados, seguindo as recomendações e normas de segurança, também cantaram para os pacientes internados nas enfermarias da Clínica Médica. Para Luana Sousa, auxiliar administrativa da Clínica Médica, foi gratificante poder participar do momento. “Foi maravilhoso. Pois, a gente sempre precisa de um incentivo, de uma palavra. Então, é sempre bom poder participar desses momentos de fé”, disse.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Foto: HRT Reprodução
Fonte: ASCOM HRT/ Douglas Gomes

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/aplicativo-finlandes-para-alfabetizacao-chega-ao-brasil-com-aval-do-mec/




HRT destaca a saúde do homem em apoio a campanha Novembro Azul

Novembro é considerado nacionalmente o mês de alerta para a saúde do homem com foco especial na prevenção ao câncer de próstata.

O objetivo da campanha Novembro Azul, promovida pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), tem como propósito conscientizar e divulgar a importância do diagnóstico precoce desse câncer que é registrado como o segundo tipo mais comum entre os homens brasileiros.

Especialistas alertam que para uma vida com saúde, mais do que genética, é preciso fazer escolhas conscientes. Hábitos saudáveis e saúde preventiva são os passos para um envelhecimento com qualidade de vida. Mas, mesmo sabendo disso, homens costumam dar menos atenção à saúde e realizam menos consultas médicas.

Tabu

A psicóloga Karina Rui explica que este é um fator cultural. “Se observar a historicidade da masculinidade, o homem não é culturalmente estimulado ao autocuidado. Com isso, observamos um grande tabu, vergonha e medo ainda existente que permeiam e até mesmo freiam a busca pelos cuidados e prevenção a saúde do público masculino”, enfatizou.

Para o médico urologista Jarlisson Rebelo, diretor técnico do Hospital Regional do Tapajós (HRT), apesar da resistência do homem de procurar um médico, essa realidade está mudando gradativamente. “A mulher se cuida mais, mas isso está mudando. Ainda que devagar, estamos conseguindo mudar a concepção dos homens e eles estão se conscientizando e procurando maior prevenção”, destacou.

Ainda segundo o especialista, o câncer de próstata em uma fase inicial não apresenta sintomas. “Por isso, é necessário fazer o exame para identificar o câncer precocemente”, disse.

Avaliação de risco

A SBU recomenda que se inicie a avaliação do risco de câncer de próstata aos 50 anos, porém homens com parentes de primeiro grau com histórico de câncer de próstata ou homens afrodescendentes devem começar aos 45 anos.

 Jarlisson explica ainda que o diagnóstico é feito por meio de rastreio, através do toque retal e da dosagem sanguínea do PSA, que são as formas mais eficientes para identificar o tumor em fase inicial. “Se os resultados forem alterados, o diagnóstico patológico se dará com a realização da biópsia de próstata e, assim, possibilitar melhor chance de tratamento”, esclareceu.

 O especialista ressalta que o tratamento é um tripé, sendo ele cirúrgico, se identificado na fase inicial, Radioterapia e Hormonioterapia, destacando que em uma fase mais tardia somente é possível realizar a Hormonioterapia. “Mesmo com os avanços vale enfatizar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata”, completou.

Fonte: Ascon/HRT Com Foto

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/vagas-para-residencia-pelo-enare-estao-abertas-saiba-como-se-inscrever/

 

 




Hospitais Regionais em Santarém e Itaituba vão atender pacientes de Novo Progresso e região com Covid-19

A estrutura do Hospital Regional do Tapajós também garantirá total apoio aos pacientes no oeste do Pará- (Foto: Jader Paes / Agência Pará)

Estado já providenciou a ampliação da área de atendimento no HRBA, que dividirá a demanda com o ‘Regional do Tapajós’

O Governo do Pará firmou convênio com o Hospital Regional do Baixo Amazonas, localizado em Santarém, na região oeste, para ampliar a área com leitos destinados ao atendimento de pacientes com Covid-19. A decisão foi tomada após o fechamento do Hospital de Campanha instalado na sede municipal, que passou semanas sem demanda que justificasse sua manutenção.

“Estamos tratando sobre a estratégia de proteção à vida da população da região oeste, vendo a pressão sobre o sistema de saúde em Manaus (AM), e isto nos preocupa”, declarou o governador Helder Barbalho, em vídeo divulgado nas redes sociais nesta terça-feira (27), ao lado do secretário de Estado de Saúde Pública, Rômulo Rodovalho.

Hospital Regional do Baixo Amazonas vai ampliar área de atendimento para casos de Covid [Foto: ARQUIVO / AG. PARÁ]
Hospital Regional do Baixo Amazonas vai ampliar área de atendimento para casos de Covid [Foto: ARQUIVO / AG. PARÁ]

“Desativamos o hospital provisório quando não mais havia demanda para justificar sua existência. E neste momento, para garantir a assistência, além do convênio com o HRBA (que integra a rede pública estadual de saúde), teremos o Hospital em Itaituba (Hospital Regional do Tapajós) como retaguarda para o tratamento de Covid de maneira prioritária. Pacientes de Itaituba, Novo Progresso, Jacareacanga, Trairão, Rurópolis e outros municípios podem buscar essa opção e descentralizar a procura. Quero reafirmar que nós, da Sespa (Secretaria de Estado de Saúde Pública), do Governo do Estado, estamos atentos para garantir o atendimento em saúde”, reforçou o chefe do Executivo.

Por Carol Menezes (SECOM)-27/10/2020 18h33 –

Hospital Regional do Baixo Amazonas vai ampliar área de atendimento para casos de Covid -Foto: ARQUIVO / AG. PARÁ"
Hospital Regional do Baixo Amazonas vai ampliar área de atendimento para casos de Covid
-Foto: ARQUIVO / AG. PARÁ”

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

http://www.folhadoprogresso.com.br/reflexao-de-boa-vontade-ir-alem-da-capacidade/