Com gols rápidos e de virada, Remo vence o Ypiranga e volta à liderança no quadrangular

image_pdfimage_print

(Foto:Igor Mota) – Jogo foi válido pela terceira rodada do quadrangular final da Série C
Salatiel marca o segundo gol da vitória azulina contra o Ypiranga

O Remo foi cirúrgico. Não teve uma atuação tão elogiável assim. Mas, foi decisivo no momento que tinha que ser e venceu o Ypiranga por 2 a 1, de virada, em jogo válido pela terceira rodada do quadrangular final da Série C do Campeonato Brasileiro. Os gols azulinos foram de Salatiel. Antes, Tarik havia marcado para os visitantes. Todos os lances bem-sucedidos foram marcados no segundo tempo.

Com o resultado, o Remo volta à liderança do grupo D, com sete pontos – um a mais que o Paysandu. O Londrina tem quatro e o Ypiranga segue com zero. Na próxima rodada, o Leão vai encarar o Ypiranga-RS, em Erechim, no estádio Colosso da Lagoa, em partida marcada para o dia três de janeiro.

Acompanhe o lance a lance do jogo

Primeiro Tempo

O Remo tentou se impor. Com Gedoz e Hélio flutuando e ‘pisando’ na área adversária, o Leão teve mais posse de bola. Pelo menos, num primeiro momento. O Ypiranga, por sua vez, posicionou-se com 11 homens no seu campo de defesa e explorou a velocidade no contra-ataque.

O cenário possibilitou chances para os dois lados. Muito atento ao jogo, Salatiel deu assistência para Hélio. O atacante chutou para o gol, mas Deivity defendeu. Na sequência, Rusch passou para Hélio. Em lance individual, o atacante azulino enganou dois marcadores. A finalização, porém, esbarrou na zaga.

A partir dos 35 minutos, porém, o cenário se inverteu completamente. O time de Erechim passou a tocar a bola e a criar várias oportunidades, com o Leão desajustado defensivamente e ofensivamente. Gedoz, Salatiel, Hélio e companhia sumiram da partida.

Jogo foi equilibrado, sendo que o Remo foi preciso nas oportunidades criadas (Igor Mota)

Primeiro, um erro de passe de Mimica e o ataque do Ypiranga quase abriu o placar. Jansen conseguiu cortar na hora da conclusão. Aos 32, Cristiano teve uma chance mais clara de go, desperdiçada. A bola subiu demais. Aos 39. Caprini caiu na área, sendo que Gedoz se envolveu na jogada e aparentemente tocou no adversário. O pênalti não foi marcado pelo árbitro. Aos 43, Caprini, de cara para o gol, chutou para fora em novo lance claro de gol.

Segundo Tempo

Na etapa final, Bonamigo não aguardou um cenário negativo para promover alterações. Fez duas substituições claramente para recuperar o setor de meio-campo. A principal delas foi a retirada de Hélio para a entrada de Dioguinho.

O nível de atuação, contudo, não evoluiu e esbarrou em erros técnicos. Gedoz seguiu errando passes. O Ypiranga manteve a postura, posicionamento e a insistência ofensiva. Aos 15, o time visitante foi premiado. Após Cristiano passar para Mossoró que parou na trave. Tarik finalizou para dentro, aos 15 minutos.

Bonamigo, novamente, não perdeu tempo. Tirou o apagado Gedoz e o velocista Tcharrles, que teve atuação só regular. Optou por Augusto e Eduardo Ramos, respectivamente. A resposta foi imediata. Em lance rápido, o lateral Ricardo Luz adiantou a bola, mas conseguiu uma assistência de carrinho. Salatiel, que foi extremamente participativo, concluiu de forma precisa, aos 24 minutos.

Salatiel marcou dois gols e garantiu mais uma vitória do Remo no quadrangular Salatiel marcou dois gols e garantiu mais uma vitória do Remo no quadrangular (Igor Mota)

O jogo ficou rápido, com possibilidades para ambos. O detalhe é que muita chuva forte, embora rápida, deixou o gramado escorregadio. As disputas físicas se tornaram comum.

Em lance de escanteio, posicionado na primeira trave, Salatiel desviou para dentro, aos 34. A partir daí, o Leão teve mais controle da partida. A ameaça foi a expulsão de Fredson, que havia acabado de entrar.

Ficha Técnica

Remo – Vinicius, Ricardo Luz (Fredson), Mimica, Rafael Jansen e Marlon; Lucas Siqueira, Julio Rusch (Charles), Felipe Gedoz (Augusto) e Hélio (Dioguinho); Tcharlles (Eduardo Ramos) e Salatiel. Treinador: Paulo Bonamigo

Ypiranga-RS – Deivity (Carlão), Fidelis (Maicon), Reinaldo, Douglas e Assis; Tarik, Jean Silva, Clayton (Luiz Eduardo) e Caprini; Mossoró e Cristiano. Treinador: Gabriel Teixeira

Local: Mangueirão

Cartões amarelos: Charles, Vinícius (R); Cristiano, Tarik, Douglas (Y)

Cartão vermelho: Fredson (R)

Gols: Tarik (15 minutos do segundo tempo); Salatiel (24 e 34 minutos do segundo tempo)

Por:O liberal Esportes /Nilson Cortinhas em 27.12.20 19h54

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: