Ameaçada pelo filho, mãe pede socorro e jovem é morto pela PM no sudeste paraense

image_pdfimage_print

(Foto:Reprodução) – Carlos Augusto de Oliveira foi alvejado após policial perceber que jovem apontava espingarda contra guarnição

Uma confusão familiar terminou de maneira trágica na noite desta quarta-feira (3), em Canaã dos Carajás, no sudeste paraense. Ameaçada pelo próprio filho, uma mãe resolveu pedir ajuda à Polícia Militar, mas a ocorrência terminou na morte do descendente, identificado como Carlos Augusto de Oliveira, de 21 anos.

O jovem veio a óbito após ser alvejado por um policial, que atirou ao perceber que ele apontava uma espingarda cartucheira contra a guarnição.
Segundo informações do portal Correio de Carajás, os militares foram acionados por volta das 22 horas e seguiram até a rua Ezequiel Borges, no bairro Novo Horizonte.

Lá, eles encontraram a mulher escondida na casa de uma amiga. Ela relatou que o filho estava na casa da família, na rua Tocantins, com os ânimos alterados por conta do uso de entorpecentes.A mãe detalhou ter visto na cama do filho algo similar à maconha, objetos que possivelmente eram produto de furto ou roubo e algo que aparentava ser uma arma de fogo.

A guarnição seguiu com a mulher até a residência da família, localizada em um condomínio de quitinetes. Ela pediu para, primeiro, verificar se o filho ainda estava no local e, em seguida, fez sinal para que os policiais entrassem.

Carlos estaria na porta da quitinete e correu para dentro da casa ao receber ordem de parada. Um dos policiais relatou que, ao se aproximar da residência, percebeu que o jovem estava com uma arma de fogo, apontando para fora, em direção aos militares. O PM efetuou dois disparos contra Carlos, que foi atingido.Ainda conforme a Polícia Militar, não foi possível contato com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o baleado foi levado na viatura para o Hospital Municipal.

Entretanto Carlos já havia morrido ao chegar na unidade hospitalar.No local foram apreendidos uma arma de fogo, uma munição calibre 20, uma faca, um pouco de maconha e objetos esportivos de procedência duvidosa, dentre eles, sete bolas de futebol, duas redes esportivas, seis raquetes de tênis e uma bomba de ar.O caso foi registrado na Delegacia de Polícia Civil.

Por:Redação Integrada

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: