Conta de luz vai aumentar valor em 2,68% no Pará a partir de hoje (7)

image_pdfimage_print

(Imagem: Reprodução – Google) – Moradores do estado do Pará devem ficar atentos as novas cobranças em suas contas de luz. Nessa quinta-feira (06), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou uma medida que determina um reajuste médio de 2,68% nas tarifas de energia da distribuidora Equatorial Energia Pará.

A decisão foi tomada como forma de tentar conter os efeitos da pandemia do novo coronavírus para as distribuidoras e passou a valer a partir já desta sexta-feira (07).

Nas contas de luz do mês de agosto, os moradores do Pará deverão verificar os acréscimos de 2,97% em suas residências. Já para as indústrias, a correção vai ser de apenas 0,44%, determinadas para o consumo de alta tensão.

Ao todo, a Equatorial Energia Pará atende cerca de 2,7 milhões de unidades em 144 municípios do estado.

Ao anunciar o reajuste, a Aneel garantiu ainda que o valor só não será maior devido a aceitação do empréstimo de socorro ao setor elétrico, ofertado pelo governo federal. Tentando minimizar os impactos da crise econômica do novo coronavírus, a União irá liberar mais de R$ 14,8 bilhões entre as distribuidoras de energias nacionais.
Entretanto, a quantia ainda não é o suficiente para quitar o período em que os brasileiros ficaram livres da obrigatoriedade de quitarem suas contas de luz. Dessa forma, a solução encontrada até o momento foi a aplicação de reajustes que podem chegar até a 6,03% nas contas de cada estado.

Medidas emergenciais adotadas

Durante o segundo trimestre deste ano, uma das determinações do governo federal foi a suspensão dos reajustes nas contas de luz. Os brasileiros, em sua grande maioria, não tiveram acréscimos tendo em vista o clima de instabilidade financeira motivado pela pandemia.

Além disso, houve uma parcela que ficou isenta de pagar as contas por um período de até 90 dias e amplificaram também os processos de renegociação para os inadimplentes.

Desse modo, parte das distribuidoras poderão fechar o ano no vermelho, caso os acréscimos e empréstimos não sejam o suficiente para quitarem suas despesas.

Até o fim do ano, o setor espera ainda um alto índice de dívidas, tendo em vista que boa parte dos cidadãos estão sendo afetados pela crise.

Por Eduarda Andrade – 07/08/2020

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: