Homem leva tiro nas costas no Terminal Rodoviário de Altamira

image_pdfimage_print

Júnior já está fora de perigo e a polícia aguarda a alta médica para ouvir o depoimento dele (Foto:Reprodução / Redes Sociais Digitais)

Vítima está fora de perigo, após passar por cirurgia, mas o crime ainda carece de explicação.

Um homem identificado como Júnior Miranda foi baleado, na noite de sábado (1), no Terminal Rodoviário de Altamira. Ele foi socorrido, atendido numa unidade de pronto atendimento (UPA) e então passou por cirurgia, no Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT). Já está fora de perigo. A Polícia Civil já está investigando o crime, com imagens das câmeras de segurança do local. O atirador ainda não foi capturado.

Júnior estava com um grupo de amigos, em uma lanchonete do terminal. Eles então foram abordados por um homem, com uma bicicleta, que se anunciou como vendedor. Não está bem explicado o que o homem vendia. Pelos relatos de familiares e amigos que já foram ouvidos, o tal vendedor teria se irritado quando questionado se ele tinha nota fiscal. Aparentemente, foi a vítima quem disse isso. O vendedor se afastou irritado.

Momentos depois, o vendedor voltou. Dessa vez, armado. Atirou — um número  incerto de vezes — e um dos disparos atingiu as costas de Júnior. O homem fugiu logo em seguida, ainda sem direção definida.

Saiba como denunciar

Quaisquer informações relacionadas a crimes podem e devem ser repassadas ao Disque-Denúncia (181). Não é preciso se identificar. A ligação é segura, gratuita e pode ser feita de qualquer aparelho. Se houver necessidade de uma ação policial mais urgente, o melhor é ligar para o (190)

Pelo telefone (91) 98115-9181, os cidadãos podem paraenses podem dialogar com a Inteligência Artificial Rápido e Anônimo, que é personalizada pela atendente virtual Iara do WhatsApp. Com ela, é possível desenvolver uma conversa inteira. A Iara é capaz de obter todas as informações necessárias para que os órgão de segurança investiguem uma denúncia repassada, de forma segura e anônima. Ela recebe texto, fotos, áudio e vídeos. Também dá para falar com a Iara e fazer a denúncia pelo site da Segup.

Por:Victor Furtado

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: