Hospital Materno-Infantil de Barcarena promove medidas de prevenção ao coronavírus para gestantes

image_pdfimage_print
O Hospital Materno-Infantil de Barcarena Dra. Anna Turan (HMIB), por meio do Comitê de Contingência, está promovendo medidas de segurança contra a transmissão do coronavírus (Covid-19) para gestantes, pacientes e colaboradores da unidade.

A medida tem como objetivo a prevenção, garantindo a orientação e, se necessário, o direcionamento de pacientes para os hospitais de referência. Raquel Martins, puérpera que ganhou o seu bebê Materno-Infantil, realizou uma consulta de retorno nesta terça-feira, 31/03, com o seu bebê Davi. Ela afirma está bem preocupada com a transmissão da Covid-19.

“Há muita preocupação, principalmente com o meu bebê. Não estamos recebendo visitas e em casa todos estão tomando cuidado e levando a série as práticas de higienização, lavando as mãos sempre, abrindo as janelas para ventilar a casa e usando álcool em gel quando necessário”, cometa.

O Materno-Infantil de Barcarena é uma unidade do governo do Estado do Pará, gerenciado pela Pró-Saúde, que presta atendimento 100% gratuito. A unidade é referência em média e alta complexidades para 11 municípios do Baixo Tocantins, sendo o público-alvo mulheres gestantes e recém-nascidos. O trabalho de prevenção do Comitê de Contingência busca auxiliar na identificação de casos suspeitos da doença.

A enfermeira Nadja Varão, responsável pelo ambulatório e pelo Serviço de Apoio Diagnóstico e Terapêutico (SADT) da Unidade, explica que todos os pacientes e acompanhantes que são orientados sobre as medidas de segurança.

“Orientamos sempre a higienizarem as mãos com álcool em gel ou água e sabão, e a sentarem nos lugares demarcados por conta da distância de um paciente para o outro”, diz.

A profissional ressalta que, na entrada do hospital, há um profissional da equipe de enfermagem responsável pela triagem dos pacientes. “Há um fluxo de triagem para a Covid-19 no ambulatório. Todo paciente que entra na unidade passa por uma triagem, verifica-se a temperatura e questionamos se ele tem sintomas da doença”, explica a enfermeira.

Caso positivo para febre, ou outro sintoma da doença causada pelo coronavírus, o paciente é encaminhado para Unidade de Atendimento à Intercorrências, sendo atendido e, caso necessário, permanece no hospital. Em outras situações, o paciente é encaminhado para uma unidade de referência.

Saiba como evitar o coronavírus

– Sempre lavar as mãos com água, sabão e, se possível, álcool em gel;
– Não coçar os olhos e colocar a mão na boca;
– Optar pelo uso de lenços descartáveis para limpeza ocular;
– Cobrir o nariz e/ou boca ao espirrar e/ou tossir com lenços de papel descartável;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal;
– Limpar regulamente o ambiente e mantê-lo ventilado;
– Em casos de dificuldade para respirar e febre alta, procure um médico.IMG_8949

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa a promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade.
Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente, realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do SUS (Sistema Único de Saúde). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

A criação da Pró-Saúde fez parte de um movimento que estava à frente de seu tempo: a profissionalização da ação beneficente na saúde, um passo necessário para a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes que não podiam pagar pelo serviço. O padre Niversindo Antônio Cherubin, defensor da gestão profissional da saúde e também pioneiro na criação de cursos de Administração Hospitalar no País, foi o primeiro presidente da instituição.

Fonte:Ascom Pró-Saúde/ Por>Adrielle Lopes de Sousa com fotos
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran_12345@hotmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: