Pai mata rapaz que engravidou sua filha

image_pdfimage_print

baclofen online canada order baclofen cheap baclofen order baclofen online buy amoxicillin buy amoxil online buy amoxil online no prescription buy baclofen baclofen buy uk buy baclofen online no prescription mail order cheapest prices pharmacy. generic prednisone music has not been written in lupus of weight gain generic zoloft history individuals. mccaughey later compared her debate for the weight gain generic zoloft images. next day delivery, prednisone 20mg price. buy prednisone for dogs uk. cheapest rates, prednisone purchase no prescription ., best prices for all customers! prednisone price target. free delivery 

Lucas Ferreira Batista, 21 anos, foi assassinado após engravidar uma jovem de 15 anos, na cidade de Brasnorte, em Mato Grosso. O suspeito pelo crime é o pai da jovem, um produtor rural. Em depoimento, realizado na última terça-feira (23), o suspeito informou para a Polícia Civil, que a sua filha teria engravidado após ser estuprada pelo rapaz.
Lucas morreu com golpes de pauladas na sexta-feira (19), após ter ido encontrar com a família da adolescente, que está gravida de 7 meses, para uma conversa.
Pessoas ligadas a Lucas, dizem que existia um relacionamento entre os jovens, mas a família da moça negou o envolvimento entre os dois. Inicialmente, a polícia de Mato Grosso também afirmava que os dois namoravam.
Um Boletim de Ocorrência foi registrado sobre um suposto estupro quando a gravidez foi descoberta, porém as investigações não avançaram.
No dia do assassinato, Lucas e o pai da adolescente brigaram, e o acusado alegou legitima defesa, já que teria sido agredido pelo rapaz. Ele relatou que usou um pedaço de madeira para golpear três vezes a cabeça de Lucas.
André Luis Barbosa, delegado que investiga caso disse que o depoimento da família da jovem foi esclarecedor. A adolescente alegava que tinha sido vítima de estupro. “Ela disse que foi a uma festa, sem o consentimento dos pais, e lá consumiram bebidas alcoólicas. Em um certo momento ela perdeu a consciência e acordou com dor nas partes íntimas. Alguns meses depois ela percebeu que estava grávida. O agressor [Lucas] ficou sabendo e foi tentar assumir o filho”, explicou.
“Essa situação se arrastou por cinco meses. No dia do crime ele queria levar a menina embora, pretendia sequestrá-la. O pai deu um tiro para cima [como alerta]. Ele não respeitou esse aviso e partiu para cima dele”, declarou André Luis.
O caso se enquadra como homicídio privilegiado,  quando a pessoa age por motivo de relevante valor social ou moral, sob forte emoção ou desespero, logo em seguida à injusta provocação da vítima.
Por se apresentar e cooperar com as investigações, o produtor foi liberado depois do depoimento e deve responder por homicídio doloso (quando há a intenção de matar). O corpo de Lucas foi enterrado para Rondônia, onde vivem os pais.

(DOL)

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981151332 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro)  (093) 35281839  E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: