Safra 2021: número de acidentes envolvendo veículos de carga na BR-163 aumenta no inicio da safra -vejam galeria de fotos

image_pdfimage_print

Acidente envolvendo três carretas próximo a cidade de trairão nesta terça-feira (09), sem vítima fatal. (Foto: Via WhatsApp ao Jornal Folha do Progresso)

O início da Safra de Soja no Mato Grosso que tem rota os portos do Pará (Miritituba e Santarém) pela rodovia BR-163 foi iniciada e já mostra o perigo para os motoristas que trafegam diariamente pela Cuiabá/Santarém no estado do Pará.

O período é considerado um dos mais críticos na rodovia pelo aumento no tráfego de veículos pesados a estimativa que em torno de 2 mil caminhões circulam diariamente neste trecho do Mato Grosso até os portos do Pará.

Primeira vitima da safra de 2021 "José Adolfo Ottersbach," de 38 anos, popular Toxa , deixou filho de 3 meses. (Foto:Reprodução )
Primeira vitima da safra de 2021 “José Adolfo Ottersbach,” de 38 anos, popular Toxa , deixou filho de 3 meses. (Foto:Reprodução )

A rodovia recém concluída apresenta defeitos, buracos abrem constantemente deixando a pista perigosa para os motoristas que são pegos de surpresa a cada instante em trecho com pouca sinalização. Em uma semana um óbito no trecho entre Novo Progresso (PA) e Moraes Almeida. Motoristas usam de rádio e  dos grupos de WhatsApp para relatarem os acidentes.

Leia mais:Motorista de carreta do Mato Grosso morre em acidente na BR-163 em Moraes Almeida no Pará-Vídeos via @NpJornal

Cinco acidentes foram constatados nesta mesma semana entre dia – 8 e 10 de fevereiro de 2021 – dois deles envolvendo três caminhões carretas com carga de soja e adubo.

Acidente próximo a cidade de Trairão(PA), envolvendo três caminhões, um com soja, vazio e carregado com adubo. (Foto:Via WhatsApp ao Jornal Folha do Progresso)
Acidente próximo a cidade de Trairão(PA), envolvendo três caminhões, um com soja, vazio e carregado com adubo. (Foto:Via WhatsApp ao Jornal Folha do Progresso)

Fiscalização

Saindo dos Mato Grosso no trecho de 1,041 km, leva mais de 18 horas até o porto de Santarém somente na chegada da cidade de Santarém existe um posto da Policia Rodoviária Federal, balanças não existe.

Motoristas trafegam sobre seus cuidados na direção e sabem o que precisam enfrentar, mas sempre tem os mais apressados e descuidados. “Conforme dados da Rota do Oeste, os tipos de acidentes mais frequentes envolvendo os veículos de carga na BR-163 permaneceram sendo colisão traseira e saídas de pista em segundo caso”.

A rodovia permanece em obras no trecho de Novo Progresso até Moraes Almeida (100km) o exercito tem a responsabilidade de manter a rodovia trafegável. O trecho entre Mato Grosso e Novo Progresso ao menos três empreiteiras trabalham para manter a trafegabilidade de responsabilidade do DNIT.

Neste longo trecho não tem corporação de Bombeiros para ajudar em casos de acidentes e o atendimento Hospitalar é deficiente.

Risco para moradores

Moradores que usam diariamente a rodovia seja para o transporte familiar ou a trabalho apontam riscos de acidentes.

As estradas vicinais do interior e as propriedades ao longo da rodovia tem a BR 163 com única alternativa para o Norte e/ou Sul, tem que entrar nela, o risco de acidente aumentou na safra com grande quantidade de caminhões trafegando diariamente. O acesso a rodovia tem que ter atenção dobrada,disse Alberto C de Souza, pecuarista morador de Novo Progresso.

“A rodovia vem se tornando de muita importância para o escoamento da produção do país”.

Por:JORNAL FOLHA DO PROGRESSO

Vejam Galeria de fotos com acidentes desta semana entre MT e PÁ.

Fotos: Adelar Belling

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: