Bolsonaro envia ao Congresso projeto que altera ICMS sobre combustíveis

image_pdfimage_print

Aumentos de preço constantes na bomba causam insatisfação entre os caminhoneiros.| Foto: Reprodução)
O Palácio do Planalto enviou nesta sexta-feira (12), ao Congresso, um projeto prometido pelo presidente Jair Bolsonaro que altera a cobrança do ICMS sobre combustíveis, um tributo estadual. O objetivo é tentar reduzir o preço do diesel na bomba, motivo de insatisfação dos caminhoneiros. A proposta do governo estabelece uma alíquota única do ICMS para todos os estados. Essa alíquota pode variar entre os combustíveis e será definida pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). Hoje, cada estado define sua alíquota, que varia de 17% a 32%.

O texto também determina que o imposto será cobrado sobre um valor fixo por litro do combustível. Esse modelo já é adotado para os impostos federais. Mas no imposto estadual a alíquota é aplicada sobre um porcentual do preço. Ou seja, o ICMS será cobrado por litro, assim como é o PIS/Cofins, um tributo federal, e não mais por preço.

Por:Gazeta do Povo

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: