Fim do Bloqueio na BR 163 em Vila Isol-movimento perdeu força e teve rodovia liberada

image_pdfimage_print

Vários grupos no WhatsApp foram criados e movimentos entre a sociedade foram promovidos porém não com a força esperada. (Foto:Divulgação whatsApp -Adelar Bellling)

Mantimentos foram recolhidos em doação enviados para manter o protesto que chegou ao fim nesta quinta-feira (31).

Os manifestantes de Vila Isol [km 1000] liberaram a pista ainda na quarta-feira (30) por volta das 11h00mn  e voltou o bloqueio no mesmo dia, já  no fim da tarde, nesta quinta –feira (31) a rodovia foi completamente liberada pondo fim ao movimento naquele local. Vídeo foi gravado e divulgado por liderança e motorista anunciado apoio e que a greve continuava, no entanto com novas reivindicações. O movimento que durou oito dias congestionou a cidade de Novo Progresso com caminhões estacionado pelas vias publicas e a comunidade de Vila Isol ficou totalmente ocupada por caminhões estima-se que dois mil caminhões ficaram parados nos dias de protesto naquele local.

Nesta quinta-feira (31) e os caminhões começaram a transitar normalmente, para os motoristas que seguem e/ou retornam do porto de MIRITITUBA e SANTARÉM no Pará., Desabafo de Motorista

Leia Também:Intervenção militar e ‘Fora, Temer’ mantém a rodovia BR 163 bloqueada no km 1000 em Novo Progresso

Motoristas

Segundo os motoristas que ficaram  dias parados reivindicando benefícios para a categoria ver o movimento perder a força é motivo de muita tristeza, “nós agüentamos todos estes dias aqui na rodovia, dormindo mal, passando várias necessidades por termos um sonho de termos um país justo onde o imposto seria menor, o preço dos combustíveis compatível com o praticado em países vizinhos que alias usam do nosso produto e ver que o movimento perdeu a força pela não participação da sociedade de forma efetiva é muito triste, a nossa briga era pelo beneficio de todos, hoje estamos vendo a gasolina já sofrendo aumento e não irá demorar muito para todos os produtos subirem também, ver o combustível chegar aos postos e a sociedade parecendo mortos de fome em cima de uma carniça para abastecer seus veículos só mostrou que nossa luta foi em vão e que o tempo todos estivemos sozinhos.” Relatou o caminhoneiro Diego César morador de Rondonópolis-MT.

Faltou Apoio

A sociedade não apoiou fisicamente o movimento, nas redes sociais declaravam “somos todos caminhoneiros”, no entanto na pratica nada fizeram para apoiar o movimento, reclama os caminhoneiros.  Pouco  apoio das entidades de classe ,  em sua maioria ficaram em cima do muro e dessa forma moradores de Vila Isol decidiram por si só fechar e ir pra rodovia apoiar os caminhoneiros, se todos fizessem isso com certeza não estaríamos encerrando o movimento desta forma tão triste”, reclamou.

Sociedade Dividida

A exemplo em Novo Progresso , um movimento convocado pelo SIPRUNP (sindicato dos produtores rurais de Novo Progresso) em forma de mobilizar a sociedade em favor ao protesto dos caminhoneiros, não conseguiu êxito, menos de 300 pessoas solidarizaram com o movimento e foi a rua, a maioria do comercio não fechou as portas e moradores não saíram de casa para apoiar o movimento , a sociedade ficou dividida em Novo Progresso.

Combustível

Vários postos de Novo Progresso lucraram com o movimento, não faltou combustível e não abaixaram o preço, todos receberam carregamento normal  de combustível.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO no (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) Site: WWW.folhadoprogresso.com.br   E-mail:folhadoprogresso@folhadoprogresso.com.br

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: