Operação Sinal vermelho prende diretora e vistoriador da Ciretran em Almeirim por fraude em documento

image_pdfimage_print

Celiane Goes foi presa em Almeirim na operação Sinal Vermelho — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Informações de motocicleta foram inseridas em pick-up com registro de roubo para criar um documento novo.

Operação comandada pela Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO) e Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DRFRVA) da Polícia Civil do Pará, prendeu a diretora e um vistoriador da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Monte Dourado/Almeirim, na região oeste paraense por fraude em documento de veículo.

A operação deflagrada na manhã de terça-feira (8), para dar cumprimento a Mandados de Prisão Preventiva e Busca e Apreensão Domiciliar é resultado de investigações que tiveram início após um roubo de uma caminhonete L200 Triton, no município de Redenção, no Pará.

As investigações apontaram que servidores da Ciretran de Almerim fizeram a inserção de dados falsos nos sistemas da administração.

De acordo com a polícia, a gerente Celiane Toscano Góes e o vistoriador Wolney Daniel Araújo Cabral alteraram as características de uma motocicleta no sistema e inseriram tais dados para a pick-p. Criaram um “novo” veículo automotor através da fraude nos sistemas, contando ainda com a participação de despachantes na operação.

Os presos já haviam sido indiciados na Operação Lock da DRFRVA por crimes de inserção falsa nos sistemas da Administração e associação criminosa, porém, voltaram a praticar fraude em documentação de veículos.

Dispositivos eletrônicos e documentos foram apreendidos e serão analisados pela equipe de policiais da DRFRVA para conclusão das investigações.

Outros crimes

Em abril de 2019, Celiane Toscane Góes, Wolney Daniel Araújo Cabral e outras 16 pessoas foram denunciadas à Justiça pelo Ministério Público do Estado, por meio do promotor de Justiça e coordenador do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado(Gaeco), José Augusto Nogueira Sarmento, por envolvimento em um esquema criminoso que consistia na locação de veículos seminovos junto a empresas locadoras de carros, seguida da transferência fraudulenta de propriedade dos automóveis, terminando com a venda a terceiros de boa-fé.

Oito denunciados são ou já foram servidores do Departamento de Trânsito do Pará (Detran/Pa).

De acordo com a denúncia, as investigações apontaram que de 16 de abril a 26 de junho 2018 foram inseridas no sistema informatizado do Detran/Pa as operações de agendamento e resultado de vistorias de 64 veículos, as quais não se realizaram, de fato.

Essas operações foram simuladas nas agências de Almeirim/Monte Dourado, Mãe do Rio, Bragança e Tomé-Açu, pelos servidores Wolney Daniel Araújo Cabral, Sílvio Vidal Campos Júnior e Ângelo Shigemi Yamada.

Em seguida, depois de cadastradas as vistorias no sistema, os processos de transferência foram instaurados, confirmados e concluídos na Ciretran de Almeirim/Monte Dourado, pela gerente do órgão, Celiane Toscano Góes, sem a devida formalização por meio de documentos.

Por Sílvia Vieira, G1 Santarém — PA

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: