Prefeitos de Sinop, Sorriso, Lucas e Mutum vão a ministério reforçar cobrança para duplicar BR-163

image_pdfimage_print

Os prefeitos Roberto Dorner (Republicanos), Ari Lafin (PSDB), Miguel Vaz (Cidadania) e Leandro Félix (PSL) foram hoje a Brasília intensificar a cobrança para ser feita a duplicação da BR-163, do Posto Gil até Sinop e melhorias dos acessos da rodovia para as respectivas cidades.

O encontro no ministério da Infraestrutura está previsto para esta terça-feira. São cerca de 300 km que tem pista simples, com milhares de carretas, caminhões, veículos, ônibus e motos trafegando diariamente e com muitos acidentes tendo vítimas fatais.

A audiência foi articulada por Dorner que fez o convite aos demais chefes dos executivos. Eles também devem cobrar outras demandas, como obras de travessia urbana e viadutos, dentre outros.

No início do ano, prefeitos de algumas cidades do Nortão se reuniram, nas prefeituras, com representantes da concessionária que se comprometeram a executar a duplicação dentro de quatro anos (até 2025) e apresentaram as propostas que farão parte do termo de ajustamento de conduta, que será firmado com a Agência Nacional de Transporte Terrestre, após anos de cobranças da sociedade organizada, através de entidades, e o poder público para serem feitas melhorias que deveriam ter sido executadas.

Alguns setores defendem que o governo federal faça nova concessão para que outra empresa assume e invista na duplicação deste trecho da 163, em viadutos e passarelas que já deveriam ter sido feitos mas não foram. Em janeiro, a Ordem dos Advogados do Brasil concluiu o relatório elaborado por membros da “Comissão da BR-163” reafirmando descumprimento do contrato de concessão da rodovia, principalmente quanto à morosidade para realizar obras de duplicação. A OAB apontou necessidade da revisão de alguns pontos para que as obras comecem em trechos mais críticos da rodovia caso ocorra um acordo entre o governo Federal e a empresa responsável pela via.

Durante as análises, também foram ouvidos representantes de sindicatos rurais, associações comerciais, entidades de classe, prefeitos de cidades cortadas pela rodovia e parlamentares de bancadas municipais e também, estadual e federal, além de advogadas e advogados que atuam nas subseções localizadas no “eixo da soja”.

Conforme Só Notícias já informou, o estudo da Confederação Nacional dos Transportes apontou que a BR-163 foi a rodovia federal em que mais ocorreram mortes, em 2020, em Mato Grosso. De janeiro a dezembro, foram 85 óbitos, média superior a sete a cada mês.

O prefeito Ari Lafin disse, ao Só Notícias, que além da cobrança para duplicar a rodovia também discutirá “a questão de anel viário, nós vamos solicitar também a questão da ferrovia para o nosso município, estamos ouvindo muito a questão que Sinop e Lucas, precisamos inserir Sorriso para essa questão ferroviária”, destacou, referindo-se a Ferrogrão até Miritituba (PA) que terá cerca de 1,1 mil km de extensão para escoar a safra agrícola e demais produtos.

Por:Redação Só Notícias (foto: Julio Tabile/arquivo)

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: