SEMAS autua cinco vezes o mesmo produtor por desmatamento ilegal no oeste do Pará

image_pdfimage_print

(Foto:Reprodução) – Um produtor rural de Mojuí dos Campos, no Oeste do Pará, recebeu por parte da Secretaria de Estado, Meio Ambiente e Sustentabilidade(SEMAS) cinco autuações por desmatamento ilegal de vegetação nativa em área de preservação, sem a autorização da autoridade ambiental competente, totalizando 55,07 hectares desmatados.

O levantamento é do Portal OESTADONET, com base em editais publicados no Diário Oficial do Estado.

Luiz Aparecido Ruela foi autuado por desmatamento de 3,73 hectares em área localizada no ramal Custa Me Ver; 16,32 hectares na margem direita da Br-163, km 964; 2,24 hectares, 8,24 hectares e 24,54 hectares ainda no ramal Custa Me Ver. Também em Mojuí dos Campos o produtor Luiz Alberto Pacheco Flores Lopoes foi autuado pela SEMAS por ter desmatado 16,32 e 21,06 hectares no km 964 da rodovia Br-163.

Na região oeste do Pará, de acordo com as publicações dos editais de citação na edição desta quarta-feira(13) no Diário Oficial do Estado, Prainha e Uruará que registram as maiores áreas desmatadas ilegalmente.

Jurandir Fontenele Duo foi autuado pela SEMAS por desmatar sem autorização 373 hectares, na Br 230, km 180, em Uruará. Aélcio Ferreira de Almeida desmatou 330 hectares de vegetação nativa na comunidade do Cupim, zona rural de Prainha. Ele também desmatou 89 hectares nessa mesma comunidade.

Em Itaituba, na rodovia Transgarimpeira, José Carlos Dias de Souza, por desmatamento de 20 hectares, e Tânia Bernardo Pessoa, por 2,6 hectares de vegetação desmatada, foram autuados pela SEMAS.

Em Almeirim, na zona urbana do município, a SEMAS fez autuação de José Paulo dos Santos Bastos, que desmatou 47,89 de vegetação nativa. Na comunidade de Morada Nova, o produtor Sérgio Garcia desmatou 9,62 hectares de vegetação nativa, objeto de especial preservação sem a autorização da autoridade ambiental.

Lucinei Lima dos Santos , foi autuado por ter desmatado 6,23 hectares em Placas, na avenida Presidente Vargas/Aparecida. Em Óbidos, Erol Antônio Roman foi notificado por desmatar 1,42 hectares sem a autorização da autoridade ambiental competente.

Por:Portal OESTADONET

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: