Operação investiga fraudes e desvios de verbas públicas do programa ‘Asfalto na Cidade’ no PA

image_pdfimage_print

Operação policial investiga supostas fraudes em licitações e desvios de verbas públicas do programa ‘Asfalto na Cidade’. — Foto: Reprodução / Agência Pará

Nesta segunda, agentes da Polícia Civil cumpriram mandados de busca e apreensão na região metropolitana de Belém.

A operação ‘Cratera’ cumpriu, nesta segunda-feira (1º), mandados de busca e apreensão relacionados a supostas fraudes em licitações e desvios de verbas públicas do programa ‘Asfalto na Cidade’, na região metropolitana de Belém. A ação foi realizada pela Diretoria Estadual de Combate à Corrupção.

De acordo com a Polícia Civil, os alvos dessa fase da operação são empresários e donos de empreiteiras suspeitos de envolvimento em esquema no programa ‘Asfalto na Cidade’, de 2013 a 2018. Crimes de fraude à licitação, peculato, associação criminosa, corrupção ativa e passiva estão sendo investigados.

Segundo a PC, durante a ação, que ocorreu de forma simultânea na RMB, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências dos proprietários e sedes de construtoras. Na ação, foram apreendidos documentos, aparelhos celulares e computadores, que serão analisados e periciados para apuração de indícios.

Operação

A primeira fase da operação ‘Cratera’ iniciou no último sábado (30), com cumprimento de mandados de busca e apreensão, além de uma prisão em flagrante por posse ilegal de arma de fogo em Santa Maria do Pará.

De acordo com a PC, o preso é proprietário de uma empresa terceirizada que funcionava como uma das empreiteiras envolvidas no esquema investigado. Durante a ação, também foram apreendidas joias, documentos e valores em moedas estrangeiras.

Asfalto na Cidade

O programa ‘Asfalto na Cidade’ tinha como objetivo melhorar a malha viária de municípios paraenses. Somente em 2018, o programa teria custado mais de R$360 milhões aos cofres públicos, de acordo com investigações da Polícia.

Ainda segundo a Polícia, indícios coletados ao longo das investigações apontaram favorecimento a um consórcio de empreiteiras com envolvimento direto de agentes públicos.

Por G1 PA — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: