Filha planeja assalto e pai acaba morto em Altamira, no sudoeste do Pará

image_pdfimage_print

Filha confessou apoio no crime e tem auxiliado nas investigações da Polícia Civil –  (Foto:Reprodução)

João Eduardo Rodrigues, de 66 anos, foi assassinado quando saía para trabalhar

A filha de João Eduardo Rodrigues, de 66 anos, morto no último dia 2 de fevereiro, é uma das quatro pessoas envolvidas no crime que apavorou moradores de Altamira, no sudoeste do Pará.

A namorada da jovem, que não teve a identidade informada, também é suspeita de participar da ação criminosa. O açougueiro morreu durante um latrocínio – quando há roubo seguido de morte – em que os criminosos levaram R$30 mil.

Ao portal Correio de Carajás, o delegado David Flávio, titular da Delegacia de Homicídios de Altamira, explica que a filha da vítima procurou a unidade policial para confessar o crime.

“Seria um assalto, mas acabou resultando na morte da vítima”, detalhou o delegado.Namorada da filha do açougueiro, Débora Macieira está presa, assim como Pedro Correia Rodrigues dos Santos, apontado como intermediário entre as mulheres e o executor do crime. O latrocida, entretanto, está foragido e não teve a identidade informada pelas autoridades policiais.

Segundo a polícia, a filha da vítima tem colaborado com as investigações e por isso não teve a prisão preventiva decretada.

“O trabalho investigativo que durou cerca de um mês constatou a participação de um indivíduo do núcleo familiar que repassou diversas informações pessoais da vítima, para que uma dupla indiciada praticasse o crime”, destacou.
A Polícia Civil ainda visa apreender a arma utilizada no crime, recuperar os bens subtraídos para a finalização do inquérito policial.
Sobre o caso
João Eduardo Rodrigues, de 66 anos, foi assassinado no último dia 2 de fevereiro. O crime ocorreu por volta das 5h da manhã, quando o açougueiro saía de casa com destino ao trabalho. Neste momento, um homem armado apareceu na porta da residência, localizada na rua Acesso 9, no Bairro Sudan I, e anunciou o assalto.

A vítima foi levada até o interior da casa e obrigada a entregar uma sacola onde estava a quantia de aproximadamente R$ 30 mil. Após pegar o dinheiro, o assaltante disparou um tiro de arma de fogo na vítima e fugiu. João Eduardo morreu pouco tempo depois de receber atendimento médico.

Fonte:Redação Integrada

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: