Governo concentrará fiscalização ambiental em Novo Progresso e outros 7 municípios do Pará

image_pdfimage_print

Operação Verde Brasil(Foto:Reprodução Internet)

Governo limitará fiscalização ambiental em 11 municípios críticos

O governo priorizará ações no estado do Pará nos municípios de Novo Progresso ,Itaituba, Rurópolis, Portel, Pacajá, São Félix do Xingu e Altamira.

O vice-presidente Hamilton Mourão, que preside o Conselho Nacional da Amazônia (CNAL), fez um balanço da operação Verde Brasil 2 e afirmou que a partir de 30 de abril – quando acaba a operação e os militares passarão o controle para os órgãos ambientais –, o governo irá se concentrar em 11 municípios críticos responsáveis por 70% dos crimes ambientais que ocorrem na Amazônia.

A política de concentrar ações em municípios campeões de desmatamento é uma velha conhecida da gestão ambiental e foi iniciada em 2007, durante a gestão de Marina Silva no Ministério do Meio Ambiente. A lista faz parte de uma das ferramentas do Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento na Amazônia (PPCDAm), política abandonada pelo atual governo.

Ações

O governo priorizará ações no estado do Pará (Itaituba, Rurópolis, Portel, Pacajá, São Félix do Xingu, Altamira e Novo Progresso), Amazonas (Apuí e Lábrea), Rondônia (Porto Velho) e Mato Grosso (Colniza).

Pelo release sobre a 4ª reunião do CNAL, o governo elegeu quatro eixos de atuação na Amazônia:

       *Priorização de áreas onde a ocorrência da ilicitude pode impactar de maneira mais decisiva os resultados da gestão ambiental;

*Aumento da efetividade da fiscalização e o fortalecimento dos órgãos;

*Contenção dos ilícitos em conformidade com a lei;

       * Disponibilização de alternativas socioeconômicas à população dentro do princípio do desenvolvimento sustentável.

Como isso se dará, não foi especificado. Perguntado sobre o orçamento, Mourão afirmou que sequer o orçamento de 2021 foi votado pelo Congresso e que os Ministérios terão que se adequar. A Operação Verde Brasil 2 gastou 410 milhões de reais em 9 meses de funcionamento. O Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) prevê R$127 milhões no orçamento de fiscalização e combate a incêndios florestais para ser dividido entre Ibama e ICMBio.

Fonte:ECO

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: