Mulher é espancada e tem corpo mutilado enquanto ainda agonizava

image_pdfimage_print

A vítima teve os lábios arrancados com uma peixeira e ainda foi empalada com um cabo de vassoura – (Foto:Reprodução)

Uma mulher de 37 anos foi vítima de um crime bárbaro que chocou até mesmo os peritos mais experientes e acostumados a lidar com mortes violentas. Nádia Xavier da Silva foi espancada e esfaqueada dezenas de vezes pelo próprio companheiro, o soldador Ramiclid Bruno Alves, 31 anos. Não satisfeito com as agressões cometidas antes de matá-la, ele ainda mutilou o corpo da recepcionista.

O feminicídio ocorreu no último domingo (28), em Formosa, no entorno do Distrito Federal. O que impressionou quem esteve na cena do crime foram os requintes de extrema perversidade com que Ramiclid pôs fim á vida da companheira. Enquanto ela ainda agonizava com as facadas, o criminoso arrancou os lábios da vítima com uma faca usada para limpar e destrinchar peixes.

Um cabo de vassoura ensanguentado estava ao lado do corpo e suspeita-se que Nádia também teria sido empalada, ou seja, que Ramiclid ainda tenha usado o objeto para literalmente introduzi-lo na vítima. Após assassinar a mulher, o criminoso se enforcou.Segundo um dos peritos que analisaram o local onde o crime aconteceu, havia muitas garrafas de cerveja vazias sobre a mesa.

“Pela dinâmica, eles beberam muito e, logo depois, houve um desentendimento. Ela foi espancada brutalmente em uma área externa, onde havia muito sangue. E também teve o nariz quebrado em razão da violência empregada”, explicou.
Familiares do casal suspeitaram que algo de errado havia acontecido porque nenhum dos dois estava atendendo as chamadas telefônicas e decidiram ir até o local. O cenário, segundo os primeiros policiais que entraram no imóvel, era de terror.

Com informações do portal Metrópoles

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: