Operação fecha nove serrarias ilegais perto de Terra Indígena no Pará

image_pdfimage_print

Organização com nove serrarias ilegais é desarticulada em operação no nordeste do Pará — Foto: Divulgação/PF

Os alvos da operação atuavam nos municípios de Mãe do Rio, Capanema e em oito serrarias de Cachoeira do Piriá. Um porto clandestino, usado para escoamento da madeira para o Nordeste, também foi fechado

Nove serrarias ilegais no entorno da Terra Indígena do Alto Rio Guamá, no Pará, foram fechadas em uma operação para desarticular uma quadrilha que atua na negociação e venda de madeira ilegal a outros estados. Foram cumpridos 13 de mandados de busca e quatro de prisão preventiva.

Os mandados foram cumpridos nos municípios de Mãe do Rio, Capanema e em oito serrarias de Cachoeira do Piriá.

A ação é organizada pelas Forças Armadas e órgãos ambientais, como o Ibama e a Secretaria Estadual de Meio Ambiente. De acordo com as investigações, as serrarias vêm negociando madeira com outros estados sem documentação.

A organização também utilizava um porto clandestino no rio Gurupi, que foi fechado nesta quinta, para escoar o produto para a região Nordeste do Brasil.

Os envolvidos podem ser indiciados por organização criminosa, receptação qualificada, falsidade ideológica e crime ambiental, o que pode chegar a 25 anos de reclusão, além de multa.

Por G1 PA — Belém

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: