Palmeiras perde do River, mas avança e espera por Santos ou Boca na final da Libertadores

image_pdfimage_print

De forma dramática, o Palmeiras garantiu a classificação à final da Copa Libertadores na noite desta terça-feira.

Após ganhar por 3 a 0 na Argentina, o apagado time brasileiro foi dominado pelo River Plate no Allianz Parque e perdeu por 2 a 0, placar ainda suficiente para avançar.

A grande decisão da Copa Libertadores está marcada para as 17 horas (de Brasília) do dia 30 de janeiro, no Estádio do Maracanã. Após empate sem gols na Bombonera, Santos e Boca Juniors decidem o segundo finalista a partir das 19h15 desta quarta-feira, na Vila Belmiro.

Classificado à decisão da Libertadores, o Palmeiras ainda enfrenta o Grêmio na final da Copa do Brasil e segue na disputa do Campeonato Brasileiro. Às 21h30 (de Brasília) desta sexta-feira, pela 30ª rodada do torneio por pontos corridos, o time alviverde enfrenta o mesmo Grêmio, no Allianz Parque.

O Jogo – O Palmeiras conseguiu criar a primeira chance de gol no Allianz Parque. Logo no começo da partida, Gabriel Menino inteligentemente tocou de primeira pelo meio e deixou Rony na cara do gol. O atacante tentou driblar, mas acabou desarmado de forma limpa por Armani.

O River Plate melhorou na partida e inaugurou o marcador aos 28 minutos do primeiro tempo. Em cobrança de escanteio pela direita, De La Cruz levantou a bola na área. Robert Rojas não foi acompanhado por Gustavo Scarpa e, de cabeça, completou para o gol.

O Palmeiras, acuado no campo de defesa, ainda sofreu o segundo gol aos 43 minutos da inicial, pouco depois de perder o capitão Gustavo Gomez por lesão. De La Cruz cruzou da direita, Matias Suarez tentou desviar e Borré apareceu antes de Marcos Rocha para completar na segunda trave.

O panorama da partida não mudou no segundo tempo e, logo aos 6 minutos, Angileri cruzou da esquerda para o livre Montiel completar com precisão do outro lado. Após análise do VAR, porém, a arbitragem anulou o gol por impedimento de Borré na origem da jogada.

O Palmeiras teve alguma melhora e, aos 27 minutos do segundo tempo, Robert Rojas tomou o segundo amarelo por falta sobre Rony. Pouco depois, o árbitro Esteban Ostojich assinalou pênalti de Alan Empereur sobre Matias Suarez. Orientado pelo VAR, o juiz reviu o lance pelo monitor e anulou a marcação por simulação.

Com os zagueiros Kuscevic, Alan Empereur, Luan e Emerson Santos em campo, Abel Ferreira procurou fortalecer a marcação nos minutos finais. Após cobrança de escanteio pela esquerda, Enzo Perez cabeceou para grande defesa de Weverton e, apesar da pressão do River, o placar permaneceu inalterado durante os 12 minutos de acréscimo.

Por:Gazeta Esportiva (foto: César Grecco/assessoria)
Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: