Homem tenta esconder traição, quebra câmera de segurança e vai preso no Pará

image_pdfimage_print

(Foto:Reprodução) – Medo da esposa fez Fernando Augusto Santos Fonseca, de 38 anos, danificar item do Centro de Controle de Operações (CCO)

O medo que a esposa descobrisse um traição foi tão grande que Fernando Augusto Santos Fonseca, de 38 anos, destruiu uma câmera de monitoramento do Centro de Controle de Operações (CCO), no bairro Vila Nova, em Parauapebas.

O homem, entretanto, acabou sendo preso na madrugada desta segunda-feira (5). O equipamento destruído é propriedade da Prefeitura Municipal da cidade do sudeste paraense.

Segundo informações repassadas pela 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, Fernando escalou o poste de energia onde a câmera estava fixada e a quebrou por volta das 2 horas da manhã. Foi uma equipe de plantão do monitoramento que percebeu a movimentação e acionou a Polícia Militar, que efetuou a prisão e encaminhou o responsável à unidade policial.

Ao site Correio de Carajás, o acusado relatou que é casado e confessou que mantinha um caso extraconjugal com uma mulher que vive no bairro onde a câmera estava instalada. “Eu estava tendo relacionamento com uma dona lá de perto e aí eles mandaram eu subir e quebrar porque conheciam minha esposa e iam falar pra ela”, relatou. Questionado, o acusado se limitou a dizer que recebeu ameaças de “moleques ao lado”.

Ele conta que estava bastante embriagado quando subiu no poste. “Eu tava muito doido de cachaça!”, ressaltou. Fernando disse ainda que já havia descido do poste quando a Polícia Militar chegou e efetuou a prisão.

Ele foi autuado em flagrante pelo crime descrito no art. 163 do Código Penal, que prevê prisão de um a seis meses e multa para quem destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia.

Há, ainda, agravamento de pena em caso de dano contra patrimônio público. A pena pode chegar até três anos de reclusão.

Por:Redação Integrada

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

__

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: