Operação da PF investiga fraude no INSS no Pará e no Tocantins

image_pdfimage_print

Cinco mandados de busca e apreensão e um de prisão foram cumpridos em Redenção(Foto: Polícia Federal) –

Todos os mandados, expedidos pela Justiça Federal de Palmas, foram cumpridos em Redenção, sudeste do Pará
A Polícia Federal deflagrou a operação “En Passant”, que visa desarticular um grupo criminoso suspeito de cometer fraudes na concessão de aposentadorias no Tocantins e no Pará. O trabalho começou no início da manhã desta sexta-feira (29), com 15 policiais federais em campo para cumprir um mandado de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão. Todos foram cumpridos no município de Redenção, sudeste paraense. Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas (TO).

Durante as investigações, a Polícia Federal identificou o envolvimento de uma servidora do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que concedia aposentadorias a terceiros, de forma irregular, mediante recebimento de propina nos municípios de Palmas e de Redenção. O Núcleo Regional de Inteligência Previdenciária e Trabalhista no Tocantins (NUINT) aponta que foram identificados pelo menos quatro benefícios fraudados. Entre atrasados e parcelas recebidas indevidamente, podem ter gerado um prejuízo em torno de R$ 500.000,00 ao INSS.Com a operação desta sexta, a PF pretende identificar todas as pessoas que tiveram benefícios concedidos de forma ilícita, que devem ser cancelados e os recursos devolvidos ao INSS. Os envolvidos poderão responder pelos crimes de corrupção passiva, corrupção ativa e estelionato majorado. As penas somadas podem chegar a 18 anos e meio de reclusão.O nome da operação “En Passant”, que significa “de passagem”, faz referência à rapidez com que os delitos foram identificados e as medidas utilizadas para cessar os crimes. A Polícia Federal ressalta que, em razão da situação de pandemia de covid-19, foi planejada uma logística especial de prevenção ao contágio, com distribuição de EPIs a todos os envolvidos na missão, a fim de preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares.
Victor Furtado, com informações da PF
29.01.21 7h50

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: