Homem mata a companheira e enterra o corpo no quintal de casa

image_pdfimage_print

(Foto:Reprodução) – A trabalhadora doméstica Maria Lúcia Mascarenhas dos Santos, de 34 anos, foi assassinada pelo próprio companheiro no bairro do 40 Horas, em Ananindeua, município da região metropolitana de Belém.

O corpo dela foi encontrado na tarde desta quinta-feira, 7, em avançado estado de decomposição, enterrado em uma cova nos fundos do quintal da casa onde morava com o feminicida identificado como Luan Charles Corrêa Brandão.

A vítima estava desaparecida desde o último sábado, 2. Familiares e amigos não desconfiaram inicialmente do desaparecimento de Maria Lúcia, pois era comum que ela ficasse alguns dias longe de casa para trabalhar. No entanto, começaram a estranhar o tempo prolongado do sumiço sem que ela entrasse em contato com os parentes e começaram a questionar o paradeiro da doméstica.

Os vizinhos contaram que durante esses seis dias de desaparecimento da vítima, o companheiro dela, Luan, permaneceu normalmente na residência e agiu como se nada tivesse acontecido. Ele inclusive teria inventado a necessidade de cavar uma fossa na frente da casa, possivelmente numa tentativa de desviar a atenção da vizinhança para a ocultação do cadáver da esposa no quintal.

De acordo com amigos de Maria Lúcia, as agressões contra ela eram constantes e cada vez mais graves. Na última discussão do casal, Luan já havia tentado assassinar Maria Lúcia por estrangulamento. Uma amiga dela inclusive a aconselhou a registrar queixa e se separar do agressor depois que viu as marcas deixadas no pescoço de Maria Lúcia.

A amiga ainda alertou a vítima de que ela não escaparia da próxima agressão, mas o casal acabou reatando o relacionamento. Ainda conforme relatos de amigos da vítima, Luan era usuário de drogas e não trabalhava, passava o dia inteiro em casa sendo sustentado pela companheira que espancava rotineiramente.

Dias após o crime, Luan acabou confessando na última quarta-feira, 6, o assassinato e a ocultação do corpo da companheira para a irmã dele. A familiar do feminicida informou aos outros parentes e juntos decidiram acionar a polícia nesta quinta-feira. Durante a retirada do corpo da doméstica, Luan foi visto pelos arredores. Ele ainda tentou escapar, mas foi preso em flagrante e conduzido à Seccional Urbana da Cidade Nova. Ele vai responder pelo crime de feminicídio.

O cadáver foi removido de dentro da cova pela própria população. A equipe do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPCRC) fez a análise preliminar no local do crime e encaminhou o corpo para o Instituto Médico Legal (IML). Não foi possível descobrir a forma como Maria Lúcia foi morta devido ao estado de putrefação do corpo.

Fonte: O Liberal

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: