Instituto Edson Royer, é credenciado para o programa formação feminina-Parceria Google Rede Mulher Empreendedora.

image_pdfimage_print

(FotoÇcrédito: Christina @ wocintechchat.com/Unsplash)  – Instituto Rede Mulher Empreendedora e Google lançam formação feminina

O Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME), organização da sociedade civil (OSC) que apoia empreendedorismo feminino elaborou o projeto Potência Feminina. O programa vai treinar mulheres, a partir de 16 anos, em temáticas de empreendedorismo, empregabilidade e tecnologia.

Para implementar o projeto, foram selecionadas 10 instituições de todo o país. Em novo Progresso, o Instituto Edson Royer é um dos representantes. O Potência Feminina também tem o apoio do Google.org, o braço filantrópico do Google.

A iniciativa visa gerar apoio a negócios liderados por mulheres por meio de capacitação, mentoria, aceleração de negócios e capital semente. Ao final de dois anos, cerca de 50 mil mulheres em 10 estados brasileiros terão sido beneficiadas gratuitamente.

Além disso, o Potência Feminina quer acelerar 1.200 negócios chefiados por mulheres por meio de metodologia desenvolvida e aplicada pela Rede Mulher Empreendedora há mais de dez anos em centenas de projetos. Será feito ainda um repasse financeiro de R$ 10 mil para 180 deles, selecionados via editais internos lançados durante o projeto.

Como funcionam as oficinas

As oficinas de empregabilidade e empreendedorismo começaram a ser ministradas em ambiente virtual na última segunda-feira (11/1). As atividades englobam conteúdos práticos, como aprimoramento na confecção de um currículo mais competitivo, e conteúdos técnicos, que vão desde noções básicas de programação, utilização eficiente das ferramentas digitais até orientações relacionadas ao empreendedorismo.

O IRME treinou tutores locais para aplicação das capacitações e forneceu computadores e acesso à internet às OSCs que apoiarão a disseminação dos cursos em 10 comunidades, sempre respeitando as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e das autoridades locais para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

Inscrições podem ser feitas até 2022

Por meio de formulário as alunas podem escolher se querem assistir aulas em seus próprios dispositivos ou se preferem acessar as aulas pelo polo a distância localizado no espaço do Instituto Edson Royer em Novo Progresso. A meta é atender durante 18 meses cerca de 5oo mulheres em Novo  Progresso.

Ao final, as participantes receberão certificados emitidos pelo Instituto Rede Mulher Empreendedora e pelo Google.org. Para se inscrever basta acessar a página de inscrição criada pelo Jovem de Expressão. A equipe de facilitadoras do programa irá entrar em contato com as inscritas. As inscrições podem ser feitas até junho de 2022.

Conheça as organizações selecionadas

As 10 organizações selecionadas são: Associação das Donas de Casa do Estado do Amazonas, de Manaus (AM); Instituto Edson Royer, de Novo Progresso (PA); Centro Educacional Profissional do Coroadinho, de São Luís (MA); Sociedade de Educação e Saúde da Família, de Barbalha (CE); Instituto Manda Ver, de Maceió (AL); Jovem de Expressão, de Ceilândia (DF); Associação Ateliê de Ideias, de Serra (ES); Instituto Themis Furigo (SP); Grupo Anjos da Tia Stellinha (RJ); e Associação Beneficente Evangélica da Floresta Imperial de Novo Hamburgo (RS).

Por>JORNAL FOLHA DO PROGRESSO

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: