Pará entra em bandeira vermelha e terá toque de recolher a partir de hoje

image_pdfimage_print

Helder Barbalho, governador do Pará, anunciou que o estado terá toque de recolher das 22h até as 5h por sete dias (Imagem: Alan Santos/PR -)

O estado do Pará elevou o seu bandeiramento de laranja para vermelho e terá toque de recolher das 22h até as 5h por sete dias, a partir de hoje (3). As mudanças foram anunciadas na noite de ontem pelo governador Helder Barbalho (MDB). Um decreto com as novas medidas será publicado nesta quarta-feira.

As restrições são o reflexo do aumento no número de casos da covid-19, no pior período da pandemia no Brasil, cenário que começa a dar sinais de alerta no sistema de saúde paraense. O estado tem hoje 81,91% de leitos de UTI e 62,23% dos clínicos ocupados. Desde o início da pandemia, 368.310 pessoas foram contaminadas e 8.709 morreram em decorrência da doença no estado.
Relacionadas

Essa é mais uma tentativa de evitar um colapso no sistema de saúde no Pará. “Não podemos deixar acontecer aqui o que aconteceu no Amazonas, em Santa Catarina, no Paraná, de ter que pedir emprestado aeronave para transportar paciente de um estado para o outro, porque o sistema de saúde desses lugares não suporta. Vamos agir enquanto é tempo”, reforçou Barbalho.

O bandeiramento vale para todo o estado, assim como o toque de recolher. Além disso, o decreto estabelece o horário máximo de 18h para o funcionamento de lanchonetes, restaurantes e similares e para a venda de bebidas alcoólicas em lojas de conveniência, mercados e similares.

Os restaurantes que têm atrações musicais terão que restringir as apresentações para, no máximo, dois artistas. Já o serviço delivery pode funcionar normalmente, sem restrições de horário.

Durante o período de sua vigência, ficarão proibidas aglomerações e manifestações públicas acima de 10 pessoas, sendo que os eventos privados deverão respeitar o mesmo limite de ocupação.

As práticas esportivas em grupo ficam proibidas, sendo permitidas apenas atividades físicas com até duas pessoas.

O governador afirmou que haverá fiscalização e punição para quem não respeitar o decreto. “Vamos usar a lei para garantir que ele seja cumprido. E para aqueles que entendem que não devem cumprir a lei, os órgãos de segurança utilizarão das suas atribuições para fazer com que o decreto funcione.”
Vacinação

Barbalho também anunciou a chegada de mais um lote, com 67 mil doses da vacina CoronaVac, na manhã desta quarta-feira. Esse lote será destinado à vacinação de pessoas acima dos 70 anos na região metropolitana 1, que abrange a capital e mais quatro municípios. A vacinação desta faixa etária já começa hoje (3).

“Da mesma forma como fizemos em fevereiro com a região do Baixo Amazonas, com maior pressão no sistema de saúde, faremos neste momento com este lote para esses municípios, para construir uma barreira imunológica que permita reduzir o agravamento e evitar gerar colapso no sistema”, disse Barbalho.

Um novo lote está previsto para chegar ao estado na semana que vem e deve ser distribuído para os demais municípios. Segundo o vacinômetro, o estado recebeu 262.025 mil imunizantes, sendo que já foram aplicadas 195.006 doses.

Fonte:Folha UOL por
Luciana Cavalcante Colaboração para o UOL, em Belém 03/03/2021 00h26

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”
Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: