Operação Verde Brasil 2 – Base de Operações, Tapajós, foi montada em Novo Progresso

image_pdfimage_print

Verde Brasil – Treinamento prepara tropas para missão das Forças Armadas (Foto:Divulgação DefesaNet)

Madeira, motosserras e munições de diversos calibres foram apreendidas pelo Comando Conjunto Norte (CCjN), durante ação repressiva da Operação Verde Brasil 2 contra delitos ambientais, em Novo Progresso, no Pará, nessa segunda-feira (14).

Com o emprego de aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB), militares do 53º Batalhão de Infantaria de Selva atuaram em conjunto com a Força Nacional de Segurança Pública e agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

Uma Base de Operações, Tapajós, foi montada em Novo Progresso, desde 31 de agosto, contando com a atuação dos órgãos de fiscalização, para coibir e combater os delitos ambientais na região. As ações percorrem vários municípios do estado do Pará.

Nessa terça-feira (15), o Comando Conjunto Norte inspecionou, ainda, 36 embarcações e combateu 15 focos de incêndio na região.

Já o Comando Conjunto Oeste (CCjO) combateu 526 focos de incêndio no estado de Mato Grosso, também nessa terça-feira. Além do enfrentamento às queimadas, o CCjO permanece realizando ações de estabelecimento de Posto de Bloqueio e Controle de Estradas, patrulhamento terrestre, planejamento e análise de alvos, como também reconhecimento aéreo, abrangendo várias localidades de Mato Grosso.

Enquanto isso, por meio do 9º Distrito Naval, o Comando Conjunto Amazônia (CCjA) continua com inspeções e patrulhas navais em diversos rios, abrangendo várias localidades dos estados do Amazonas, de Roraima e de Rondônia. Militares, em apoio a agentes, inspecionaram e vistoriaram 97 embarcações e 63 veículos, nessa terça-feira.

Resultados

Desde a deflagração da Operação Verde Brasil 2, em 11 de maio, militares e agentes de órgãos parceiros realizaram 33,2 mil inspeções navais e terrestres, vistorias e revistas em embarcações, das quais 882 foram apreendidas. Nos postos de bloqueio e controle de estradas foram retidos 329 veículos por irregularidades. Volume superior a 29,4 mil metros cúbicos de madeira ilegal também foi confiscado, bem como apreendidas 988 máquinas de serraria móvel, tratores, maquinário de mineração, balsas, dragas e acessórios. Até o momento, R$1.388.368.809,64 bilhão foi aplicado em multas e termos de infração.

(Foto:Divulgação DefesaNet)
(Foto:Divulgação DefesaNet)

Operação Verde Brasil 2

A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pelo Ministério da Defesa. Está no escopo do Conselho Nacional da Amazônia (CNA), conselho regulado pela Vice-Presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública.

A missão deflagrada pelo Governo Federal, em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal.

A determinação presidencial para emprego das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicada no Diário Oficial da União por meio do Decreto n° 10.341, de 6 de maio de 2020. Em 9 de julho, a GLO foi renovada até 6 de novembro, por meio do decreto presidencial 10.421.

Para cumprir a determinação presidencial, o Ministério da Defesa ativou três Comandos Conjuntos. São eles: Comando Conjunto Norte (CCjN), Comando Conjunto Amazônia (CCjA) e Comando Conjunto Oeste (CCjO). O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), da FAB, dá suporte às ações aéreas, em caráter permanente.

Assim como na Operação Verde Brasil ocorrida em 2019, o Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa coordena as atividades a partir da capital federal. Ainda participam da missão integrantes da Polícia Federal, Policia Rodoviária Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Força Nacional de Segurança Pública, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

Fonte:DefesaNet/Tenente Flávia

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do JFP (JORNAL FOLHA DO PROGRESSO) Telefones: WhatsApp (93) 98404 6835- (93) 98117 7649.

“Informação publicada é informação pública. Porém, para chegar até você, um grupo de pessoas trabalhou para isso. Seja ético. Copiou? Informe a fonte.”

Publicado por Jornal Folha do Progresso, Fone para contato 93 981177649 (Tim) WhatsApp:-93- 984046835 (Claro) -Site: www.folhadoprogresso.com.br   e-mail:folhadoprogresso.jornal@gmail.com/ou e-mail: adeciopiran.blog@gmail.com

 

error: Jornal Folha do Progresso
%d blogueiros gostam disto: